Nikola apanhada a mentir. Protótipo do seu camião elétrico estava só a deslizar colina abaixo

Quando Trevor Milton, fundador da Nikola Motor Company, revelou o protótipo do camião Nikola One em dezembro de 2016, este foi apresentado como totalmente funcional. Agora, um relatório da Hindenburg Research vem afirmar que afinal a realidade não era bem a que a empresa queria mostrar.

“Isto funciona e funciona totalmente, o que é realmente incrível”, disse Trevor Milton na apresentação do Nikola One, em dezembro de 2016. Em janeiro de 2018, a empresa partilhou um vídeo no YouTube, com o título “Nikola One Electric Semi Truck in Motion”, onde mostrava o camião Nikola One a deslocar-se rapidamente ao longo de uma estrada deserta, demonstrando assim a sua capacidade de atingir altas velocidades.

Contudo, na semana passada, o Hindenburg Research publicou um relatório segundo o qual o Nikola One não estava sequer perto de estar funcional em dezembro de 2016.

O Hindenburg Research revela que o camião mostrado no vídeo não estava a andar de forma autónoma, e que a Nikola colocou o camião no topo de uma colina e o deixou deslizar para baixo. Supostamente, a empresa teria inclinado a câmara para fazer parecer que o camião estava a mover-se sozinho numa estrada nivelada – revela a Ars Technica.

A empresa admite que o Nikola One não funcionou

Na segunda-feira, a Nikola divulgou uma nota de imprensa na qual, embora critique muitas das afirmações do relatório do Hindenburg Research,  assume que o protótipo do Nikola One realmente não estava funcional em dezembro de 2016, e que também ainda não estava funcional quando a empresa lançou o vídeo 13 meses depois.

A empresa americana afirma que as baterias, conversores, direção hidráulica e alguns outros constituintes do camião estavam funcionais na altura da apresentação. Porém, a Nikola não revela se o facto do camião já tinha célula de combustível de hidrogénio a funcionar, ou motores para mover as rodas – dois componentes que o Hindenburg Research afirmou que não estavam no camião.

No que diz respeito ao vídeo, a empresa garante que “nunca afirmou que o seu camião estava a andar pela sua própria propulsão”, dizendo ainda que “os investidores que estavam a aplicar capital nesse período, conheciam a capacidade técnica do Nikola One na altura do seu investimento”, assegurando assim que nunca enganaram ninguém.

A Nikola afirma que atualmente a funcionalidade do Nikola One é irrelevante, uma vez que a empresa agora tem um protótipo funcional do seu sucessor, o Nikola Two.

O destino da Nikola está agora ligado ao sucesso do Nikola Two, Badger e outros produtos. Se esses produtos forem bem sucedidos, provavelmente não fará diferença se o Nikola One nunca funcionou, e rapidamente será esquecido este episódio menos feliz.

Contudo, Milton ter mentido descaradamente quando disse que o camião da Nikola “funciona e funciona plenamente” pode levar investidores e clientes a questionar os valores da empresa — e se realmente esta cumpre com aquilo que diz.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Este Trevor da “Nikola” é um trafulha de primeira. Se não conhecem o personagem pesquisem na net e/ou no YouTube… vão ficar surpreendidos… é um bom candidato a político em Portugal, mentiroso como é…

RESPONDER

Entre lágrimas e após três tentativas, lista dirigente de Ventura foi aprovada

O presidente do Chega conseguiu, este domingo, à terceira tentativa, a maioria de dois terços dos votos exigida para eleger a sua direção na II Convenção Nacional, em Évora. Apenas às 20h02 foram proclamados os resultados …

Marcelo é o único que resiste ao desgaste da pandemia. Governo e oposição em queda

O único que está a conseguir resistir ao desgaste político provocado pela pandemia de covid-19 é o Presidente da República, numa altura em que o PS e o PSD surgem em queda nas intenções de …

Três camisolas e uma vitória histórica. Tadej Pogacar é o vencedor do Tour

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) venceu a 107.ª Volta a França, ao cortar a meta, nos Campos Elísios, integrado no pelotão, no final da 21.ª e última etapa conquistada pelo irlandês Sam Bennett …

Afinal, os vikings não eram loiros nem tinham olhos azuis (e também não eram da Escandinávia)

Um estudo revelou que os Vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia. O estudo, realizado através da análise de ADN, conclui ainda que indivíduos que não eram vikings foram enterrados como tal. Normalmente, a …

Emmys 2020: "Succession" é a série do ano, "Schitt’s Creek" e "Watchmen" em destaque

A segunda temporada de “Succession”, da HBO, venceu esta madrugada o prémio de Melhor Série Dramática na 72.ª cerimónia dos prémios Emmy, que decorreu em Los Angeles, EUA, sem público por causa da pandemia. Centrada em …

Aulas do 1.º ciclo em escola de Lisboa suspensas. Escola em Viseu fecha portas

As aulas do 1.º ciclo na escola pública das Laranjeiras, em Lisboa, foram suspensas, devido à falta de funcionários em número suficiente, já que um destes testou positivo para a covid-19. De acordo com o Agrupamento …

PCP de "espírito aberto" para conversações sobre OE, mas recusa "chantagens"

O PCP encara as conversações sobre o Orçamento do Estado de 2021 com “espírito aberto”, sem “linhas vermelhas ou azuis”, mas recusa “chantagens” e “pressões” do primeiro-ministro, disse este domingo o secretário-geral dos comunistas. Numa conferência …

Os dinossauros conquistaram o mundo após uma extinção em massa na Terra

Uma equipa internacional de cientistas identificou um evento anteriormente desconhecido de extinção massiva da vida na Terra que ocorreu há 223 milhões de anos e desencadeou a conquista do mundo pelos dinossauros. O estudo liderado por …

FinCEN Files. Isabel dos Santos e marido envolvidos em investigação aos maiores bancos mundiais

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo estão entre os clientes confidenciais de bancos que foram reportados às autoridades norte-americanas, segundo uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ). A empresária angolana Isabel dos Santos …

Alojamento local, hotéis e pousadas. Governo anuncia mais 4.500 camas para universitários

Acordos com hotéis e alojamentos locais vão reforçar a oferta de alojamento estudantil depois de uma perda de 15% dos lugares em residências. Hotéis, pousadas da juventude e unidades de alojamento local vão disponibilizar “mais 4.500 …