ANTRAL processa o Estado e reclama mais de 6 milhões de euros

Mário Cruz / Lusa

-

A ANTRAL – Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros entregou no Tribunal Administrativo de Lisboa uma ação contra o Estado português, reclamando uma indemnização de mais de seis milhões de euros.

Esta quinta-feira, o presidente da ANTRAL Florêncio Almeida informou, em conferência de imprensa, que o organismo deu hoje início a um segundo nível de intervenção, ao entregar uma ação no Tribunal Administrativo de Lisboa em prol do combate ao transporte ilegal em Portugal.

Florêncio Almeida recordou que em primeira instância, aquando da providência cautelar entregue a 23 de abril de 2015, “ficou expresso que as plataformas que estavam a atuar de forma ilegal em Portugal seriam condenadas a [pagar] dez mil euros por dia, caso não cumprissem com as decisões do tribunal em parar a sua atividade”.

De acordo com o mesmo responsável, as plataformas apresentaram recurso da decisão, que “ainda se encontra pendente no Tribunal da Relação de Lisboa”, lembrando que os procedimentos cautelares “têm natureza de processos urgentes, pois destinam-se a evitar danos irreparáveis”.

“Até hoje, os transportes ilegais continuam a atuar e o Governo nunca se coibiu de publicamente os apoiar, recorrendo a argumentos falsos e contribuindo para denegrir e ampliar a campanha de destruição da imagem pública do sector dos táxis e dos industriais que o compõem”, acusa.

Florêncio Almeida reclama também que há outras instituições que serão “solidárias” no pagamento da indemnização de seis milhões e 810 mil euros, nomeadamente o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, polícias, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Autoridade Nacional de Comunicações, Banco de Portugal, Câmaras Municipais, Autoridade da Concorrência, Direção Geral das Atividades Económicas e Autoridade para as Condições do Trabalho, já que, segundo o responsável, “tinham o dever de fazer cumprir as decisões de primeira instância”.

Florêncio Almeida admite ainda a hipótese de recorrer até às últimas instâncias, nomeadamente ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, justificando ter a certeza de que o Estado “iria ser condenado”.

“As leis do país são para cumprir por todos e não por alguns, senão qualquer dia temos as entidades em Portugal a favorecer os ilegais e os que estão legais a serem condenados. Isto não pode ser. A lei é para cumprir e para fazer cumprir por quem é nomeado pelo Governo”, reiterou.

Em 2015, a ANTRAL intentou uma ação contra a Uber, apresentando uma providência cautelar, tendo o Tribunal Central de Lisboa decidido a favor do queixoso, ficando aquele serviço proibido de funcionar em Portugal, como aconteceu em outros países europeus.

Segundo a ANTRAL na ocasião, o tribunal decidiu “proibir, de imediato, a atividade da empresa Uber em Portugal”, determinando que a aplicação de transportes, com sede em São Francisco (Estados Unidos da América) encerre imediatamente a sua página na Internet para território português.

A ANTRAL acusava a empresa de origem norte-americana de violar as regras de acesso e exercício da atividade e de concorrência, exigindo que seja impedida de operar em Portugal.

Entretanto, a Uber contestou a decisão e mantém-se a operar em Portugal, com o responsável da empresa para a Europa, Mark MacGann, a avançar à Lusa, no final de abril passado, que ia apresentar uma queixa formal junto da Comissão Europeia contra Portugal, caso se confirmasse formalmente a proibição de operar decidida por um juiz de Lisboa.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Gestor de ativos norte-americano diz que o ouro é o "verdadeiro bitcoin" (e explica porquê)

Um gestor de ativos norte-americano disse, em entrevista à CNBC, que acredita que o outro é o "verdadeiro bitcoin" - e explicou porquê. O preço do ouro, "investimento-refúgio" racional para investidores em tempos de crise …

Fortuna de Jeff Bezos não pára de engordar. Acabou de atingir um novo recorde

A fortuna do fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezzos, acaba de quebrar um novo recorde ao atingir os 182,6 mi milhões de dólares. Os números foram avançados esta semana pela revista Forbes, que detalha que …

Portugal não pode chegar ao inverno com a situação atual, alerta epidemiologista

Portugal corre o risco de não conseguir responder a um ressurgimento de casos de covid-19 no inverno, afirmou este sábado o médico de Saúde Pública Ricardo Mexia, considerando que o país não pode chegar a …

Pela primeira vez, nasceu um raro par de elefantes gémeos no Sri Lanka

Um raro par de elefantes gémeos foi encontrado num parque nacional no Sri Lanka. É a primeira vez que o país regista crias gémeas, que são extremamente raros em elefantes. Os dois animais, que terão entre …

Teste aos forcados e lotação reduzida. Publicadas as novas regras para as touradas

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do sector que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma acualização às normas discutidas com a DGS. “O que …

Trump propôs "vender" Porto Rico após a passagem do furacão Maria, revela ex-funcionária

Elaine Duke, ex-secretária adjunta de Segurança Interna do presidente dos EUA disse que Donald Trump propôs "alienar" ou "vender" a Comunidade de Porto Rico depois de a ilha ser atingida pelo furação Maria, em 2017. "As …

Catarina Martins atira-se a Rio. Líder do PSD está a fazer "um favor" a Costa no fim dos debates

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez este sábado um duro ataque ao líder do PSD, que acusou de fazer um favor ao primeiro-ministro. Catarina Martins considerou “extraordinário” que o líder do maior partido da oposição …

Fraudes em subsídios europeus atingem 2,3 mil milhões. Dava para salvar a TAP (duas vezes)

Uma investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ) concluiu que os casos de fraude na obtenção e desvio de fundos públicos, nos últimos dez anos, ascendem a cerca de 2,3 mil milhões de euros. Os …

Sem ganho económico e muitas mortes. O que dizem os dados da controversa estratégia sueca

A estratégia relaxada da Suécia contra a covid-19 gerou várias críticas. Os números mostram que tanto a nível sanitário como económico, o país saiu a perder. O Governo sueco não impôs um confinamento à população e, …

Irão diz que avião ucraniano foi abatido devido a erro humano

Um erro humano relacionado com um mau ajuste do radar militar foi a causa do acidente com o boeing ucraniano abatido em 8 de janeiro perto de Teerão, Irão, provocando 176 mortos, concluiu o relatório …