António Costa de visita à Índia para fortalecer relações económicas

(dr) partidosocialista / Flickr

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro considerou esta sexta-feira que a sua visita à Índia terá para si uma dimensão afetiva especial e que sente honra por regressar à terra do seu pai como líder do Governo português.

António Costa falou aos jornalistas durante uma escala em Frankfurt, na Alemanha, a meio da sua viagem para a Índia, onde fará uma visita de Estado de seis dias.

“Esta visita terá uma natureza muito particular, desde logo do ponto de vista afetivo. É para mim uma grande honra poder voltar à terra do meu pai como primeiro-ministro, e é para mim uma grande honra a distinção que o Governo da União Indiana me quis conceder como orador principal no Grande Congresso da Diáspora” em Bangalore, na segunda-feira, apontou.

Com esta distinção, como referiu à agência Lusa fonte do executivo português, as autoridades da Índia pretendem destacar o facto de António Costa ser o primeiro chefe de um Governo com origem indiana nos países da União Europeia.

Após passar por Deli e Bangolore, António Costa voltará ao fim de 20 anos a Goa na próxima quarta-feira, onde terá no dia seguinte encontros privados com membros da sua família em Margão.

“Nestes últimos 20 anos tenho sobretudo feito viagens oficiais, mas não se tinha ainda proporcionado uma visita à Índia. Acho que é importante aproveitar esses laços para criarmos as bases das relações do futuro no século XXI“, declarou o líder do executivo português, que, além do passaporte nacional, tem um outro atribuído a elementos da diáspora indiana no mundo.

Costa contou ainda que, juntamente com o seu irmão, o jornalista Ricardo Costa, tem ainda parte de uma propriedade em Margão, no Estado de Goa, e que possui como familiares mais chegados uma tia e uma prima direita.

“O meu pai fez toda a sua formação e juventude em Goa. Cada um seguiu depois o seu caminho. O meu tio, irmão do meu pai, regressou a Goa. No entanto, o meu pai permaneceu Portugal, o que fez com que nós crescêssemos em Portugal”, acrescentou.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • É inadmissível o nosso primeiro ministro não estar presente, se o ex presidente falecesse na passagem de ano cancelava todo o programa que estava marcado.

      Pergunto o Sr António Costa tb não o d veria fazer??

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …