Antigo engenheiro da Brisa condenado a 10 anos de prisão por burla e corrupção

SXC

O Tribunal de Gaia aplicou, esta quinta-feira, dez anos e dois meses de prisão a um ex-engenheiro da Brisa por burlas e corrupção em expropriações de terrenos para autoestradas, condenando ainda dois cúmplices a seis anos de cadeia.

“Tudo era controlado pelo engenheiro João Reymão”, sublinhou a presidente do coletivo de juízes, numa alusão ao principal arguido que, por si só, terá causado à Brisa um prejuízo de 9,85 milhões de euros em negócios envolvendo 120 parcelas para a construção de autoestradas no Norte.

Já os dois cúmplices terão lesado a concessionária de autoestradas em mais de cinco milhões de euros, cada.

No seu acórdão, o coletivo de juízes de Vila Nova de Gaia determinou ainda a aplicação de multas a cinco empresas igualmente acusadas (um gabinete de contabilidade e quatro firmas ligadas à construção e imobiliário).

Determinou, por outro lado, que todos os arguidos condenados têm de indemnizar a Brisa e que as vantagens patrimoniais que obtiveram com o esquema revertem a favor do Estado.

O Ministério Público reclamou o pagamento ao Estado de 8,158 milhões de euros, “o correspondente às vantagens dos crimes” e, para garantia de pagamento ao Estado desse montante, um juiz de instrução criminal decretou, entretanto, o arresto preventivo de um total de 225 imóveis de que são proprietários os sete arguidos e cinco sociedades.

Justificando as penas decididas, o tribunal sublinhou que teve em conta, entre outros fatores, os valores em causa na burla e as exigências que a sociedade faz, “cada vez mais”, para punição de crimes deste tipo, cometidos para satisfazer “ganâncias pessoais”.

No processo havia mais quatro pessoas arguidas, que foram absolvidas porque, conforme sublinhou o tribunal, não se apuraram as “circunstâncias concretas” em que intervieram nos negócios.

Nas alegações finais do processo, realizadas em julho, o procurador Jorge Noel Pinto considerou os crimes provados e pediu penas de prisão efetiva para alguns dos arguidos, incluindo o antigo engenheiro da Brisa. Já as defesas defenderam a absolvição, argumentando que não houve crime.

Um dos advogados disse mesmo que “não é burla ou corrupção comprar por um e vender por 100”, ademais que os valores pagos nestes negócios seriam “idênticos” aos praticados noutras expropriações.

Os factos em causa reportam-se aos anos de 2007 e seguintes, quando o agrupamento Autoestradas do Douro Litoral, de que faziam parte sociedades como a Brisa, foi concessionário da conceção, projeto, construção, aumento de vias, financiamento, conservação e exploração de vários lanços das autoestradas A43, A41 e A32.

A condução da expropriação dos terrenos necessários à construção das autoestradas, da responsabilidade de uma empresa do grupo Brisa, foi atribuída por aquela entidade ao engenheiro agora condenado, “passando este a liderar todo o processo que culminava na celebração da escritura pública dos contratos de expropriação amigável”, segundo a perspetiva do Ministério Público, validada em tribunal.

Consumando um esquema “de engano e corrupção”, vários arguidos adquiriam as parcelas a expropriar para as autoestradas aos respetivos proprietários pelo preço real ou superior, “sabendo que posteriormente seriam muito valorizadas” pelo engenheiro encarregado de as avaliar.

“Aproveitando-se da confiança que aquela empresa nele depositava, o funcionário da Brisa estabelecia arbitrariamente o valor dos terrenos a expropriar, sobrevalorizando-os de forma exponencial, atribuindo-lhe, por exemplo, fictícia capacidade construtiva”, referiu a Procuradoria-Geral Distrital, numa síntese da acusação.

Num dos casos, detalhou, um terreno que pelos critérios legais tinha o valor de 3.239,50 euros acabou por custar à Brisa 87.615 euros, correspondente a um prejuízo de 84.375,50 euros.

O caso esteve na origem, em abril de 2018, da operação “Ventos do Norte”, desenvolvida pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Viseu está orfã do projeto de Almeida Henriques. Movimento pede a Jorge Sobrado que avance

A morte de Almeida Henriques deixou Viseu "orfã". Cerca de duas dezenas de personalidades subscreveram uma carta aberta pedindo ao ex-vereador da Cultura Jorge Sobrado que se envolva no debate autárquico. Em declarações ao Público, Jorge …

"Parece-me uma coisa feita à pressa". Críticas aos Censos continuam

Os Censos 2021 têm sido alvo de críticas relativamente aos critérios para identificação de pessoas em situação de sem-abrigo, à ausência de questões sobre identidade de género e orientação sexual, bem como sobre a lista …

Cápsula Crew Dragon já está a caminho da Estação Espacial Internacional

A cápsula espacial da empresa SpaceX foi lançada, esta sexta-feira, por um foguetão Falcon 9 com destino à Estação Espacial Internacional (EEI), levando a bordo quatro astronautas. O Falcon 9 descolou do centro espacial Kennedy, na …

Football Leaks. Rui Pinto ficou no estabelecimento prisional da PJ por indicação da ministra

A ministra da Justiça e o diretor-geral dos Serviços Prisionais determinaram a permanência em prisão preventiva de Rui Pinto no estabelecimento prisional da Polícia Judiciária (PJ), revelou um dos guardas ouvido esta quinta-feira no julgamento …

Incêndios. Tribunal de Contas diz que faltam concretizar medidas aprovadas em 2017

As medidas de prevenção e combate aos incêndios rurais decididas após os grandes fogos de 2017 "ainda não foram completamente concretizadas", existindo várias áreas que carecem "de aperfeiçoamento", revela uma auditoria do Tribunal de Contas …

Pessoas com mais de 65 anos já podem agendar vacina contra a covid-19

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinadas através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a covid-19, que entrou esta sexta-feira em funcionamento. Os Serviços …

Eventos-teste para retoma dos espetáculos acontecem este mês em Braga. Vão ter 400 espectadores

Os primeiros dois eventos-teste para preparar o regresso dos espetáculos ao vivo com um grande número de espectadores vão decorrer em Braga nos dias 29 e 30 de abril com cerca de 400 pessoas em …

De boas intenções está o inferno cheio. Acabar com voos até 600 km é "proibição cega"

O fim das viagens de avião com menos de 600 quilómetros, um desejo manifestado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, é uma intenção "louvável". Ambientalistas e especialistas concordam, mas falam em "areia para os …

PSD deverá anunciar apoio a Isaltino Morais nos próximos dias

Depois de ter anunciado quase todos os candidatos autárquicos, o PSD deverá anunciar que se associa ao movimento independente "Isaltino Inovar Oeiras de Volta" liderado pelo ex-militante social-democrata. Contudo, este apoio não é consensual dividiu …

"Ela fez-nos a vida negra". Sobrinha de Sócrates exige parte da herança da avó

"Vou lutar por aquilo que é da minha filha por direito." As palavras são da viúva do irmão de José Sócrates, António Pinto de Sousa, que faleceu em 2011 depois de o ex-primeiro-ministro ter assumido, …