Antigo engenheiro da Brisa condenado a 10 anos de prisão por burla e corrupção

SXC

O Tribunal de Gaia aplicou, esta quinta-feira, dez anos e dois meses de prisão a um ex-engenheiro da Brisa por burlas e corrupção em expropriações de terrenos para autoestradas, condenando ainda dois cúmplices a seis anos de cadeia.

“Tudo era controlado pelo engenheiro João Reymão”, sublinhou a presidente do coletivo de juízes, numa alusão ao principal arguido que, por si só, terá causado à Brisa um prejuízo de 9,85 milhões de euros em negócios envolvendo 120 parcelas para a construção de autoestradas no Norte.

Já os dois cúmplices terão lesado a concessionária de autoestradas em mais de cinco milhões de euros, cada.

No seu acórdão, o coletivo de juízes de Vila Nova de Gaia determinou ainda a aplicação de multas a cinco empresas igualmente acusadas (um gabinete de contabilidade e quatro firmas ligadas à construção e imobiliário).

Determinou, por outro lado, que todos os arguidos condenados têm de indemnizar a Brisa e que as vantagens patrimoniais que obtiveram com o esquema revertem a favor do Estado.

O Ministério Público reclamou o pagamento ao Estado de 8,158 milhões de euros, “o correspondente às vantagens dos crimes” e, para garantia de pagamento ao Estado desse montante, um juiz de instrução criminal decretou, entretanto, o arresto preventivo de um total de 225 imóveis de que são proprietários os sete arguidos e cinco sociedades.

Justificando as penas decididas, o tribunal sublinhou que teve em conta, entre outros fatores, os valores em causa na burla e as exigências que a sociedade faz, “cada vez mais”, para punição de crimes deste tipo, cometidos para satisfazer “ganâncias pessoais”.

No processo havia mais quatro pessoas arguidas, que foram absolvidas porque, conforme sublinhou o tribunal, não se apuraram as “circunstâncias concretas” em que intervieram nos negócios.

Nas alegações finais do processo, realizadas em julho, o procurador Jorge Noel Pinto considerou os crimes provados e pediu penas de prisão efetiva para alguns dos arguidos, incluindo o antigo engenheiro da Brisa. Já as defesas defenderam a absolvição, argumentando que não houve crime.

Um dos advogados disse mesmo que “não é burla ou corrupção comprar por um e vender por 100”, ademais que os valores pagos nestes negócios seriam “idênticos” aos praticados noutras expropriações.

Os factos em causa reportam-se aos anos de 2007 e seguintes, quando o agrupamento Autoestradas do Douro Litoral, de que faziam parte sociedades como a Brisa, foi concessionário da conceção, projeto, construção, aumento de vias, financiamento, conservação e exploração de vários lanços das autoestradas A43, A41 e A32.

A condução da expropriação dos terrenos necessários à construção das autoestradas, da responsabilidade de uma empresa do grupo Brisa, foi atribuída por aquela entidade ao engenheiro agora condenado, “passando este a liderar todo o processo que culminava na celebração da escritura pública dos contratos de expropriação amigável”, segundo a perspetiva do Ministério Público, validada em tribunal.

Consumando um esquema “de engano e corrupção”, vários arguidos adquiriam as parcelas a expropriar para as autoestradas aos respetivos proprietários pelo preço real ou superior, “sabendo que posteriormente seriam muito valorizadas” pelo engenheiro encarregado de as avaliar.

“Aproveitando-se da confiança que aquela empresa nele depositava, o funcionário da Brisa estabelecia arbitrariamente o valor dos terrenos a expropriar, sobrevalorizando-os de forma exponencial, atribuindo-lhe, por exemplo, fictícia capacidade construtiva”, referiu a Procuradoria-Geral Distrital, numa síntese da acusação.

Num dos casos, detalhou, um terreno que pelos critérios legais tinha o valor de 3.239,50 euros acabou por custar à Brisa 87.615 euros, correspondente a um prejuízo de 84.375,50 euros.

O caso esteve na origem, em abril de 2018, da operação “Ventos do Norte”, desenvolvida pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

No último adeus à Casa Branca, Trump vai perdoar 100 pessoas (e manifestantes do Capitólio também querem)

O Presidente cessante dos Estados Unidos Donald Trump deverá emitir mais de 100 indultos presidenciais esta terça-feira, durante as suas horas finais na Casa Branca, mas não se pode perdoar a si mesmo ou à …

Sindicato revela que a TAP propôs o despedimento de 458 pilotos

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) informou, esta segunda-feira, que a TAP apresentou uma contraproposta que inclui a dispensa de 458 pilotos, redução de remunerações e supressão de cláusulas do acordo de empresa. Em …

Acenar com as mãos, pés e cabeça. É assim que as rãs de vidro atraem a atenção dos seus parceiros

A maioria das rãs emite um coaxar característico como forma de atrair a atenção de um potencial parceiro. Contudo, algumas das espécies que "gritam" perto de riachos e cascatas aumentam o potencial de serem notadas, …

Marcelo diz que "atropelar este ano letivo era dramático", mas não fecha a porta ao encerramento das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou, em entrevista ao Correio da Manhã esta segunda-feira, que "atropelar este ano letivo seria dramático", mas não fecha a porta ao encerramento das escolas. Em entrevista ao …

A adesão foi fraca, mas arranca hoje a recolha de votos em lares e de eleitores em confinamento

Os votos para as eleições presidenciais dos quase 13 mil idosos em lares e pessoas em confinamento devido à covid-19 que se inscreveram para votar antecipadamente começam a ser recolhidos por todo o país esta …

Primeiras doses da vacina da Johnson podem estar disponíveis em Portugal no segundo trimestre

O diretor médico da Janssen, Manuel Salavessa, estimou esta terça-feira que as primeiras 1,25 milhões de doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Johnson & Johnson possam estar disponíveis em Portugal no segundo trimestre …

Cientistas descobrem anticorpo que bloqueia o vírus da dengue

Uma equipa de investigadores descobriu um anticorpo que bloqueia a propagação do vírus da dengue dentro do corpo. Pode ainda permitir novos tratamentos para outros flavivírus, como o Zika e o Nilo Ocidental. A infeção é …

Cientistas transmitem sinais quânticos usando drones. É o primeiro passo para uma nova era da Internet

A Internet quântica é um sistema teórico que utiliza sinais quânticos para partilhar informações. Um nova investigação demonstrou que, surpreendentemente, os drones podem ter um papel importante neste processo. Uma equipa de cientistas da Universidade de …

Físicos propõem método para extrair energia de buracos negros (e pode ser usado pela humanidade no futuro)

Dois físicos do Chile e dos Estados Unidos acreditam que, um dia, os humanos poderão aproveitar a enorme energia que os buracos negros abrigam para seu proveito. A teoria da relatividade geral de Einstein - que …

Cartaz de filme de Bollywood provoca indignação por causar preconceito com dalits

A atriz de Bollywood Richa Chadha, que interpreta Mayawati, partilhou uma imagem no Twiteer onde mostra o cartaz do filme. Na imagem a atriz aparece a segurar uma vassoura, muitas das vezes usada pelos varredores …