“Animal mais mortífero do mundo” não tirou férias (e Bill Gates teme nova pandemia)

Michael Buholzer / World Economic Forum

Numa altura em que se prevê o agravamento da pandemia de covid-19 a partir do Outono, Bill Gates avisa que pode vir aí a tempestade perfeita para o reaparecimento de uma nova vaga de malária nos países mais pobres de África.

“Os mosquitos não praticam o distanciamento social, nem usam máscaras”, alerta Bill Gates numa publicação no seu blogue oficial.

O magnata e filantropo nota que os mosquitos “infectam milhões de pessoas com malária”, uma doença que “mata uma criança a cada minuto de cada dia”.

A maioria das mortes ocorre nos “países mais pobres com os sistemas de saúde mais fracos”, sustenta, frisando que o reaparecimento em força da malária será um “fardo acrescido” enquanto se trava a luta contra o coronavírus.

A pandemia de covid-19 é “um lembrete de porque precisamos de erradicar esta doença”, acrescenta Bill Gates, realçando que o mosquito é “o animal mais mortífero do mundo” e apontando que não tirou férias durante a pandemia.

Bill Gates lembra ainda que se prevê que os casos de covid-19 voltem a subir “na pior altura possível”, ou seja, durante “o auge das estações de transmissão da malária“.

“Durante o surto de ébola em 2014 na África Ocidental, doenças endémicas como a malária, a tuberculose e o VIH/SIDA contribuíram para muitas mais mortes do que o ébola porque a epidemia perturbou os sistemas locais de saúde“, acrescenta o empresário, concluindo que os “responsáveis de saúde temem que o mesmo possa ocorrer com a covid-19”.

Bill Gates refere que as medidas impostas em diversos países africanos, designadamente o distanciamento social e o confinamento, já impediram os profissionais de saúde de fornecerem tratamentos contra a malária e de fazerem acções de prevenção da doença em muitos locais em África.

Além disso, levaram à “interrupção” no fornecimento de recursos essenciais contra a malária, como “redes mosquiteiras”, medicamentos e testes de diagnóstico rápido que foram essenciais para reduzir as mortes devido à malária para “mais de metade desde 2000”, salienta ainda Bill Gates.

Em 2000, morreram cerca de 764 mil pessoas devido à malária em África, a maioria das quais crianças. Um modelo de análise da Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que o número de mortes motivadas pela doença possa atingir valores que não se verificaram desde então por causa da pandemia do coronavírus, como cita Bill Gates.

Desta forma, o magnata constata que é preciso não “negligenciar” o problema e apela aos países desenvolvidos para que apoiem África de modo a que seja possível combater as duas doenças em simultâneo.

Bill Gates destaca a importância de “controlar as populações de mosquitos” e de fornecer “tratamentos preventivos a mulheres grávidas e a crianças em comunidades de alto risco”.

O empresário dá também o exemplo do Benim, um dos países do mundo mais afectados pela malária, destacando que tem conseguido ultrapassar as dificuldades graças à aliança com organizações religiosas católicas e com a Fundação Bill Gates para “desenvolver uma nova e inovadora forma de distribuir redes mosquiteiras por todo o país”.

“Utilizando smartphones, a recolha de dados em tempo real e o mapeamento por satélite, o Benim ajudou a assegurar que todas as famílias, independentemente de onde vivem, estarão protegidas por uma rede mosquiteira à noite”, destaca.

Bill Gates refere ainda que há programas de prevenção contra a malária que estão a ajudar a conter a propagação de covid-19, dando como exemplo os “centros de operações de emergência que rastreiam surtos de malária em África” e que estão a permitir “monitorizar a propagação de covid-19”, ajudando, assim, a delinear a resposta aos surtos detectados.

“A pandemia de covid-19 só reforça porque é que a erradicação da malária é tão essencial”, conclui o magnata, notando que a doença afecta as “comunidades mais vulneráveis”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …