Depois de quase garantir o segundo lugar, Ana Gomes é apanhada por Ventura (e reacende-se a disputa)

José Sena Goulão / Lusa

A ex-eurodeputada estava a dar sinais de garantir o segundo lugar, e até chegou a falar numa segunda volta com Marcelo. Contudo, a sondagem desta semana indica que Ana Gomes perdeu pontos e, com isso, André Ventura cresceu em grande medida, à conta de eleitores de pequenos partidos.

Supostamente estava a “segurar” o segundo lugar, mas Ana Gomes deu um tropeção. André Ventura deu um passo em frente e, assim, os dois candidatos ficam empatados no segundo lugar nas presidenciais – ambos com 11,4% das intenções de voto. Já Marcelo, recupera a vantagem que tinha perdido na última sondagem.

Esta semana, na sondagem do Observador/ TVI/ Pitagórica, Marisa Matias e o comunista João Ferreira surgem com os piores resultados. Tiago Mayan Gonçalves continua a somar apoios e Vitorino Silva, também conhecido como Tino de Rans, volta a perder eleitores.

A cerca de duas semanas das eleições presidenciais, Ana Gomes começa a ver o lugar, que julgava ser seu, a ser ameaçado pelo líder do Chega. A socialista tinha dado sinais de conseguir segurar a segunda posição para as eleições, mas acaba a protagonizar uma perda de 1,6 pontos percentuais, surgindo com uma intenção de voto de 11,4%.

Em melhor situação está André Ventura. É a primeira vez que o candidato apoiado pelo Chega consegue apanhar a ex-eurodeputada, depois de já ter estado a uma pequena distância. Depois de uma perda de uma décima na semana passada, que o tinha deixado a 2,4 pontos da socialista, Ventura ganha agora quase um ponto (0,8 décimas) e surge em segundo lugar, ombro a ombro com Ana Gomes.

Em primeiro lugar mantém-se Marcelo. O recandidato à Presidência da República recupera face ao resultado anterior e surge com uma intenção de voto de 67,9%. Não é a melhor prestação nesta sequência de sondagens, mas é uma recuperação de 1,4 pontos e um potencial resultado que fica a mais de 16 pontos percentuais daquele que alcançou em 2016.

Marisa Matias e João Ferreira surgem com os piores resultados desde o início da sondagem. Contudo, a candidata do BE já lembrou que há cinco anos as sondagens também a apresentavam numa posição muito desfavorável face aos 10% que acabou por conquistar na noite eleitoral. Segundo a sondagem, se as eleições fossem agora, Marisa Matias conseguiria 4,3% das intenções de voto e João Ferreira apenas 2,6%.

Tiago Mayan Gonçalves, apoiado pela Iniciativa Liberal, protagoniza esta semana a sua terceira subida consecutiva. Conta com 2,1% das intenções, com uma subida de quatro décimas face ao resultado anterior, estando assim mais acima dos 1,29% que o seu partido conquistou nas legislativas do ano passado.

Por fim, Vitorino Silva. O candidato de Rans chegou à corrida discreto, com apenas 0,2% das intenções. De seguida, subiu para os 0,8% e manteve-se assim na edição seguinte. Porém, agora, volta a cair para valores próximos dos da partida, uma vez que as intenções de voto não excedem os 0,4%. Este é um valor bastante distante do que conseguiu há cinco anos (3,28%).

A prisão perpétua foi um dos temas que afastaram os candidatos Marcelo Rebelo de Sousa e André Ventura no debate televisivo de quarta-feira, na SIC.

O líder do Chega tem defendido a alteração da Constituição para, entre outras mexidas, reintroduzir a pena perpétua para determinados crimes, e de acordo com a sondagem, parece que esta ideia conta com o apoio de muitos portugueses.

Questionados sobre se apoiam a posição do candidato do Chega quanto à prisão perpétua, quase metade dos portugueses inquiridos (46%), aprovam a proposta de Ventura. Destes, 18% disseram concordar “totalmente” e os restantes 28%, embora menos convictos, também lhe dariam luz verde.

No lado oposto, com menor expressão, 39% dizem não concordar com uma eventual reintrodução da pena perpétua. Destes, 20% reprovam completamente e 19% respondem que “discordam”. Outros 12% não concordam nem discordam da reintrodução da pena no ordenamento jurídico português.

Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. O Ventura não precisa de abrir a boca para subir. Os jornalistas tentando fazer o, politicamete correcto, que é rebaixa-lo ridiculariza-lo, esquecem-se que quem o lá pôs foram os votos. Os eleitores não são parvos, já foram, agora já não…
    A Ana Gomes, por outro lado, basta abrir a boca para descer… vai ser interessante o circo entre os dois.
    Não me admiraria que a Marisa desistisse e desse os votos a Ana Gomes.

  2. A verdade é que Marcelo vai continuar como presidente. No entanto, quem sai vencedor destas eleições é o Ventura. O debate com o Marcelo foi o debate político mais visto desde 2012!!? Isso, só por si, diz tudo.

  3. Na minha opinião o Ventura vai segurar o 2º lugar. Os portugueses estão fartos de ver assassinos sairem de cadeia ao fim de 5 ou 10 anos, estão fartos de pagar impostos e depois verem uns tipos que não trabalham e nem fazem por isso, viver de subsídios, estão fartos de se sentirem enganados por aqueles que estão no poder aparentemente só para se governarem a si eis suas famílias, políticas ou de sangue. O ventura promete lhes acabar com tudo isso, os jornalistas não fazem outra coisa senão dizer mal dele, convencidos que o povo é burro e que eles, intelectuais de pacotilha, têm capacidade de comandar a manada! E então qual será a admiração se ele ficar em 2º lugar? Tem tudo para isso!
    Claro que todos já perceberam que ele nem sequer está interessado em ser Presidente, nem tem capacidade para derrotar Marcelo, ele está ali para ganhar terreno nas próximas legislativas e se os chamados partidos do”poder” não se enxergarem, são capazes de ter uma surpresa desagradável !

    • Hitler teve o mesmo discurso em 1933, na altura culpava os judeus, ciganos e outras minorias. A descrença no sistema ou em partes dele e a ilusão de que as pequenas injustiças quotidianas são colmatadas e com isso os grandes problemas são resolvidos, é apanágio da demagogia extremista. Pode satisfazer o ego dos pequeninos, dos ressabiados, dos xenófobos, dos saudosistas, daqueles que acham que a democracia deveria ser perfeita, dos desinformados e dos deslumbrados que pensam que podemos ser todos ricos. É para essa gente que ventura fala.

  4. Será que os eleitores que se preparam para votar em André Ventura realmente sabem aquilo que ele defende e representa? De uma forma geral os portugueses não são nem racistas nem xenófobos, coisa que André Ventura se orgulha de ser, pelo que se compreende mal esta tentação de se ir votar no que nos repugna.

    • O que os Portugueses não querem mesmo, é alimentar tanta corrupção instalada e legalizada pela nossa classe política, e basta que alguém apareça dizendo, que será exemplar na justiça, e o povo gosta e acredita, mesmo que depois até se venham a arrepender, mas claro que entre o chega, e o BE, certamente, preferem o chega, ditadura por ditadura, sempre será preferível a da direita, Mas, claro, fascismo, nunca mais…

    • A mim, o que mais me repugna é ver tanta injustiça e governantes que em nome do politicamente correto espezinham os mais elementares valores e direitos de um povo só para agradar a minorias rebeldes, incumpridoras e até desrespeitadoras da cultura do país que os recebe, não é caso único o nosso e a prova está por toda a Europa com o povo dando resposta aos partidos instalados que nada fazem pela segurança nem pelos valores culturais dos seus povos.

      • Não tenho notícia de que a criminalidade nas comunidades imigrantes em Portugal seja significamente diferente da dos portugueses de origem. E as diferenças culturais não ameaçam a nossa cultura. Até os muçulmanos se integraram na nossa sociedade sem problemas, e o imã da Grande Mesquita de Lisboa é um exemplo de boa convivência.

        • Hum… não será bem assim…
          Há um racio superior de criminosos estrangeiros nas cadeias portuguesas e, tenho ideia que cerca de metade da população prisional de sexo feminino em Portugal são brasileiras (ou da América do Sul)…

          • Em 2018 havia cerca de 13.000 presos em Portugal, dos quais 15% (1.950) eram estrangeiros, embora nem todos fossem residentes em Portugal. Tendo em conta que há cerca de 500.000 estrangeiros a viver em Portugal, vemos que 0,4% desses estrangeiros estão presos por um qualquer crime. Ou seja, 99,6% dos estrangeiros são pessoas pacíficas, respeitadoras da lei. Como ameaça à nossa sociedade não está mal…

            • Eu não disse o contrário mas, se há 15% de presos estrangeiros em Portugal (e os de estrangeiros são de 5% da população residente em Portugal) então, percentuamente, há mais criminosos estrangeiros do que portugueses!…
              De qualquer modo, actualmente, os estrangeiros em Portugal devem ser cerca de 10%; ~1 milhão!
              Além disso, também há “portugueses” que não são bem portugueses…
              .
              Claro que o Ventura não quer saber disso para nada e até é capaz de ser amigo de criminosos estrangeiros – desde que sejam ricos e não vivam em bairros manhosos!…

        • Desculpe, mas anda muito mal atualizado sobre estes assuntos, faça-se um inquérito de comportamento sobre raças e etnias e veremos o resultado, evidentemente a maioria dos partidos está-se nas tintas para tais factos. Em França a situação é bem mais grave e os franceses já se sentem reféns em casa sobretudo do islamismo com receio até de circular na via pública.

            • Pois não, vivi lá vários anos e convivo com alguns franceses, mas possivelmente também não conhecerão o país deles! Será que farás parte daquele pequeno grupo de xicos-espertos que por lá aparecem e de uma virada sabem tudo e mais até do que os outros? Normalmente esses alinham com o tal grupo dos não desejados!

  5. Ha algo de estranho neste jogo de estrategias no que diz respeito a Andre Ventura, É evidente que o politicamente correcto de todas as estações de Tv é ostracizar o deputado, contudo vejo por vezes que os ataques são de tal maneiras dramatizados que acabam por funcionar com resultados inversos à intenção, ver o programa da Sic em um tunel tenebroso com pessoas e afirmações que parecem construidas exactamente com intenção oposta. Esta um jogo de tacticas estranhas em que se ataca fortemente deixando o guarda redes sozinho na baliza

  6. As Sondagens em Portugal, antes das eleições, nunca acertam… Tal como na “astrologia”, vão jogando com diferentes probalidades e dando sempre um “empurrãozinho”, para a frente, aos partidos mais pequenos…Cumprem o seu papel! Depois destas virão outras eleições e novas sondagens surgirão para animar o ambiente!

  7. Depois do infeliz debate que vi ontem da candidata por quem me desloquei às urnas na anterior eleição, fico cada vez mais convencido que as tentativas de denegrir o candidato do Chega apenas servem para lhe alimentar ainda mais a campanha que vai de vento em poupa. Tenho de dar a mão à palmatória e admitir que o senhor se sabe defender e no contra ataque deixou a Matias em muitos maus lençois. Que débil defesa. Que débil preparação para um debate. A sua falta evidente de sentido democrático não me deixa outra solução senão escrutinar mais de perto os programas e as atuações em debate da Dra Ana Gomes e o Professor Marcelo. Chego a ter alguma admiração pela frontalidade do Ventura, mas as suas posições xenófobas são absolutamente intoleráveis.

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …