Amnistia Internacional acusa Estado Islâmico de crimes “em larga escala”

(cv) YouTube

Jihadistas do Estado Islâmico, entre os quais o luso-descendente Abou Uthman

Jihadistas do Estado Islâmico, entre os quais o luso-descendente Abou Uthman

A Amnistia Internacional acusou esta segunda-feira o grupo fundamentalista Estado Islâmico de cometer crimes de guerra e contra humanidade “em larga escala” no Iraque, submetendo mulheres e crianças a “um tratamento particularmente brutal”.

No mais recente comunicado sobre “a tortura brutal” a que estão sujeitos os grupos minoritários no Iraque, a organização de defesa dos direitos humanos denuncia o “recurso à violação como arma de guerra”.

Segundo a AI, o Estado Islâmico tem “sistematicamente” dirigido os ataques contra as comunidades não-árabes e não-sunitas, o que inclui os muçulmanos xiitas e outros grupos minoritários, como os yazidi. Entre estes, mulheres e crianças têm sido alvos de “um tratamento particularmente brutal”, refere a organização.

Violação e outras formas de tortura e violência sexual, sequestros, privação arbitrária da liberdade e obrigar pessoas a agir contra as suas convicções religiosas são crimes de guerra”, recorda a Amnistia.

Apesar da condenação internacional, “o Estado Islâmico não tem revelado qualquer intenção de acabar com os crimes de guerra e contra a humanidade”, reconhece a Amnistia, apelando, por isso, a todas as partes, dentro ou fora do Iraque, que contribuam para “pôr fim aos sequestros, casamentos forçados, violações e outros abusos”.

O Estado Islâmico continua a manter sequestradas “centenas de prisioneiros, incluindo crianças”, critica a Amnistia, denunciando que aqueles que já foram libertados ou conseguiram fugir “não estão a receber a ajuda e o apoio de que precisam desesperadamente”, nomeadamente por parte das organizações internacionais.

A Amnistia realça a necessidade de fornecer “cuidados médicos adequados e atempados” aos poucos que têm conseguido escapar ao grupo Estado Islâmico.

Os serviços de apoio devem ainda ser geográfica e financeiramente acessíveis a quem deles precisa, defende a organização, sublinhando também a importância de manter a privacidade e confidencialidade das vítimas.

“Os jornalistas não devem tentar entrevistar sobreviventes sem garantias de um consentimento informado e os familiares, ativistas e líderes comunitários não devem pressioná-los a prestar declarações à imprensa ou a outros, se eles não se sentirem confortáveis para o fazer”, frisa a Amnistia.

A comunidade internacional tem repetidamente acusado o Estado Islâmico de crimes de guerra e contra a humanidade, desde que, em junho, o grupo armado fundamentalista começou a controlar vastas zonas do Iraque e da Síria, onde diz pretender instaurar um “califado islâmico”.

Na sequência da progressão do Estado Islâmico no Norte do Iraque, que já causou milhares de mortos e centenas de milhares de deslocados e refugiados, os Estados Unidos desencadearam, a 08 de agosto, uma operação com raides aéreos contra as posições do grupo, atualmente suportada por cerca de 60 países.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …