Norte-americana de 21 anos é a pessoa mais jovem a visitar todos os países do mundo

Lexi Alford / Instagram

Lexi Alford é a pessoa mais jovem a visitar as 196 nações soberanas do mundo

A norte-americana Lexie Alford, de 21 anos, alcançou um feito inacreditável que muitos sonham: visitar todos os países do mundo. A sua odisseia épica está destinada a ultrapassar o atual recorde mundial do Guinness para a pessoa mais jovem a ter estado em todas as 196 nações soberanas.

Segundo noticiou a Fox News na quarta-feira, realizando o sonho de toda a vida ao pisar na Coreia do Norte, a 31 de maio, Lexie Alford sentiu-se “imediatamente aliviada”.

“Tenho trabalhado com extrema ansiedade nos últimos seis meses, superando os obstáculos que acompanham a entrada em alguns dos lugares menos acessíveis do mundo”, disse a jovem, indicando que só teve real noção do quão longe chegou na “sala de conferências obscura” norte-coreana.

De acordo com a nativa do Nevada, na Califórnia, “não são muitas vezes na vida que sentimos que tudo por que trabalhamos durante anos culmina num único momento”. A jovem salientou a “avassaladora onda de gratidão, alegria e satisfação” que sentiu quando atingiu a meta.

Lexie Alford nasceu numa família de agentes de viagens, o que lhe deu a oportunidade de conhecer lugares exóticos como o Camboja, o Dubai e o Egito durante a infância, reportou a Forbes. Para financiar a meta de visitar todas as 196 nações soberanas do planeta, a viajante começou a economizar aos 12 anos.

No 18.º aniversário, já havia viajado para 72 nações, o que a colocava muito mais perto de quebrar o recorde mundial. Em outubro de 2016, percebeu que podia visitar os 124 restantes países da sua lista a tempo de estabelecer um recorde oficial. E foi o que fez.

Conhecida no Instagram como LexieLimitless, tem mais de 44 mil seguidores. “No começo, queria simplesmente ultrapassar os limites do que pensava que poderia fazer com a minha vida e ver o máximo possível do mundo no processo”, disse à Forbes, enquanto relatava a sua paixão por viagens.

“Só quando as coisas começaram a ser realmente desafiadoras percebi que estava a inspirar as pessoas ao meu redor, especialmente as mulheres jovens. Estava determinada a mostrar a todos que o mundo não é tão assustador como os media retratam e que há gentileza em toda parte”, referiu.

Tendo finalizado o ensino secundário dois anos antes do esperado e obtendo uma graduação por parte do seu estado natal, começou oficialmente a tentar bater o recorde em 2016, viajando sozinha por semanas e enfrentando desafios como garantir vistos para atingir o seu objetivo, apesar da “frustração” e da burocracia.

“Viajei sozinha por mais de sete meses, nos últimos dois anos, para cerca de 50 países na Europa, na Ásia, em África, na América Central e do Sul, no Caribe e nas Ilhas do Pacífico Sul”, contou à Fox News.

Obter todos os vistos necessários para os cidadãos americanos “foi um dos aspetos mais difíceis para quebrar o recorde. Passei anos a enviar candidaturas para vistos nos Estados Unidos e no exterior”, disse, acrescentando que candidatou-se à documentação apropriada em Londres, no Senegal, na Costa do Marfim e nos Emirados Árabes Unidos, entre outros.

https://www.instagram.com/p/ByL–_9HPf4/?utm_source=ig_embed

A sua missão, segundo a própria, foi “completamente auto-financiada”. Além das suas economias, conseguiu alguns acordos com marcas durante a jornada, tendo também trabalhado em fotografia e em ‘blogs’.

Para fazer com que o orçamento funcionasse, contou que investiu muito tempo nas pesquisas para encontrar as melhores ofertas de voos e as acomodações mais económicas.

Quanto aos destinos favoritos, tem uma propensão para lugares invulgares, que descreve como “incompreendidos” por alguns, como a Venezuela e o Paquistão.

“Um dos meus lugares favoritos é Angel Falls, na Venezuela. O meu amigo e eu fomos as únicas pessoas a acampar nas quedas de água do Parque Nacional de Canaima, em novembro de 2018, o que demonstra o quanto a indústria do turismo foi afetada desde que a crise económica começou”, afirmou.

“Também adorei visitar o norte do Paquistão, a beleza natural das montanhas e a bondade dos locais eram surpreendentes, mas quase não há turismo por causa dos estereótipos negativos sobre o país que aparecem media”, notou. “A surpresa mais agradável em viajar para todas essas áreas incompreendidas do mundo foi que os países que menos esperava acabaram por revelar-se os mais incríveis”.

https://www.instagram.com/p/BxE8e-MgDAe/?utm_source=ig_embed

Depois de finalmente completar a cruzada, na semana passada, Lexie Alford tem agora a tarefa de enviar quase 10 mil evidências – em ordem cronológica – para o Guinness World Records -, de forma a documentar as suas viagens e garantir o título.

Embora o processo formal seja demorado, a jovem junta-se a James Asquith, do Reino Unido, que se tornou a pessoa mais jovem a viajar para todos os países soberanos em 2013, aos 24 anos, e a Cassie De Pecol, do Connecticut, a primeira mulher a ver todos os países do mundo, em 2017, na viagem mais rápida de todos os tempos.

Depois de atingir o objetivo da sua vida, planeia continuar a “viajar o máximo possível”. Na sua próxima grande viagem, espera escalar o Monte Nyiragongo, na República Democrática do Congo, para ver o maior lago de lava do mundo.

Está igualmente a trabalhar num livro sobre as suas experiências em todos os países e as lições que aprendeu ao longo do caminho, com planos para realizar uma palestra no TEDx, a 15 de junho.

“Por mais piegas que pareça, o meu conselho para os jovens é acreditar que se pode fazer qualquer coisa. Se se quiser viajar, é preciso priorizar essa vontade em relação a outros aspetos da vida”, frisou. “São necessários sacrifícios para viajar pelo mundo, mas se é algo genuinamente importante, é apenas uma questão de tempo até que possa torná-lo realidade”, concluiu.

TP, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Todos?!
    Visitou o Principado da Pontinha?!
    Não?
    Então ainda vai tempo:
    pt.wikipedia.org/wiki/Principado_da_Pontinha
    youtube.com/watch?v=p5whIfjXrcw
    zap.aeiou.pt/principe-da-pontinha-criou-o-seu-proprio-reino-e-luta-pela-independencia-de-portugal-117373

  2. Esse andou bebendo de mais…. e vai continuar a beber….
    Ele tem de Príncipe como eu tenho de Rei!!!
    É mais um que vive de esmolas!!!

Esta zebra nasceu com bolas em vez de riscas

No Quénia, foi avistada uma cria de zebra com uma particularidade: em vez de riscas, esta tinha bolinhas brancas. Habitualmente, as zebras com condições semelhantes acabam por não viver durante muito tempo. Um rara cria de …

Há rochas "saltitantes" e colapsos de penhascos no cometa da Rosetta

  Cientistas que analisam o tesouro de imagens obtidas pela missão da Rosetta da ESA descobriram mais evidências de curiosas rochas "saltitantes" e quedas dramáticas de penhascos. A Rosetta operou no Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko entre agosto de 2014 …

PS e BE afastados "porque dá jeito" (e os riscos de andar para trás)

O líder do PSD alertou este domingo para o distanciamento do PS em relação ao BE, porque “dá jeito para as eleições”, notando ser uma tentativa de “limpar” a proximidade dos últimos quatro anos e …

A KLM vai passar a "voar" de comboio

A KLM, que já tinha sugerido que se voasse menos e se viajasse mais de comboio, confirmou que vai retirar um dos voos Bruxelas-Amesterdão, passando os passageiros a efetuar a rota sobre carris, num comboio …

Cientistas fazem reconstrução facial de um guerreiro escocês do séc XV

Cientistas reconstruiram digitalmente o rosto daquele que terá sido um membro poderoso de um clã do século XV da Escócia, que terá morrido num violento conflito com um clã vizinho. Corria o ano de 1957 quando …

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …

UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a …

Moreirense 1-2 Benfica | Rafa abre caminho à reviravolta

O Benfica sofreu a bom sofrer para levar de vencida o Moreirense, em casa deste, por 2-1. Os homens da casa marcaram primeiro, por Luther Singh, logo no arranque do segundo tempo, e estiveram na …