Ameaças a Gouveia e Melo serão de grupo “perigoso, violento e em ascensão” da Margem Sul

5

Miguel A. Lopes/ Lusa

Gouveia e Melo

As autoridades suspeitam que os culpados pelas ameaças a Gouveia e Melo sejam membros de um grupo perigoso e violento que opera na margem sul do Tejo e que tem ligações ao submundo da diversão noturna.

Nos últimos meses, Gouveia e Melo tem sido alvo de várias ameaças anónimas e as autoridades já têm suspeitas sobre quem serão os responsáveis. De acordo com o Expresso, as ameaças terão alegadamente origem num grupo criminoso da margem sul que tem ligações a desportos de combate e ao submundo da diversão noturna.

O grupo em causa é “muito perigoso, violento e em ascensão“, segundo as fontes policiais ouvidas pelo jornal. Desde que começou a ser ameaçado, o Chefe do Estado-Maior da Armada passou a ser escoltado por um corpo de segurança pessoal da PSP.

As ameaças terão sido motivadas pelo discurso que Gouveia e Melo disse a 24 de março, onde criticou a instituição que lidera no seguimento da morte do agente da PSP Fábio Guerra, que perdeu a vida após ter sido agredido por dois fuzileiros. As palavras duras e a decisão da Marinha de expulsar os dois fuzileiros suspeitos de homicídio terão motivado a ira do grupo criminoso.

O grupo em questão está referenciado há mais de 10 anos pela PSP por dezenas de crimes contra a integridade física, especialmente agressões e assaltos a pessoas nas imediações de zonas de diversão noturna em Lisboa.

Há também suspeitas de tráfico de esteroides em ginásios nos subúrbios da capital, que o grupo usa para conseguir lucros rápidos e avultados.

Vários membros do grupo têm cadastro de crimes violentos e sabem artes marciais por terem trabalhado como seguranças em bares e discotecas em Lisboa. Atuam principalmente em grupo e recorrem a armas ilegais, luvas com proteções em kevlar, matracas, aerossóis de defesa e navalhas.

  ZAP //

5 Comments

  1. Sr.º Dr.º Alberto João Jardim, a Pátria e a República estão em perigo, o Interesse Nacional assim como o Bem-Estar dos Portugueses estão ameaçados. Se vir que tem condições, candidate-se à Presidência da República, num último esforço para salvar o País e os Portugueses; é hora de «Tomar a Bastilha».

  2. Não me façam rir com este tipo de notícias, que só servem para alimentar a importância destes atores que querem reconhecimento ou não serem esquecidos.

  3. Ao forçar o contingente da armada a injectar se com aquela m experimental é que ele devia ter levado logo um caroço naquela cabeça!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.