Álvaro Sobrinho interrogado nas ilhas Maurícias

António Cotrim / Lusa

O empresário luso-angolano Álvaro Sobrinho está sob a mira da Comissão Independente Contra a Corrupção das ilhas Maurícias. Depois de ontem ter prestado declarações durante sete horas, hoje o ex-presidente do BES Angola enfrenta as perguntas mais difíceis.

Álvaro Sobrinho prestou declarações na Comissão Independente Contra a Corrupção (CIC) das ilhas Maurícias, nesta sexta-feira. Ao cabo de sete horas de interrogatório, o empresário saiu em liberdade, mas volta neste sábado a prestar novos esclarecimentos diante das autoridades.

O jornal local L´Express noticia que Álvaro Sobrinho vai neste sábado, “ser confrontado com as questões sérias” no âmbito das diversas suspeitas que há em torno dos negócios que tem nas ilhas Maurícias.

O  luso-angolano deverá dar explicações sobre os diversos investimentos que tem na paradisíaca ilha do Oceano Índico.

Álvaro Sobrinho é proprietário de Fundos de Investimento e de várias villas e apartamentos num resort de luxo nas Maurícias, e há suspeitas de que gastou cerca de um milhão de euros em carros de luxo para oferecer a figuras influentes do país, incluindo o filho do vice-primeiro-ministro.

Estes dados juntam-se às suspeitas sobre a forma como o ex-líder do BES em Angola conseguiu a sua licença para operar na banca das Maurícias.

O L’Express destaca que o interrogatório de Álvaro Sobrinho está directamente relacionado com o chamado caso “Cartão de Platina” que envolve a ex-presidente das Maurícias, Ameenah Gurib-Fakim. Ela demitiu-se em Março deste ano, depois de se ter descoberto que gastou mais de 20 mil euros em despesas pessoais, incluindo sapatos e jóias, com um cartão de crédito que recebeu de uma organização de Álvaro Sobrinho, a Planet Earth Institute (PEI).

A PEI, que está sediada em Londres, foi criada com a finalidade de promover o desenvolvimento da ciência em África. A organização está também envolvida em suspeitas no Reino Unido, depois de uma investigação jornalística ter revelado que um membro do Parlamento Britânico, Paul Boateng, recebeu dinheiro através de uma offshore de Álvaro Sobrinho para alegadamente lhe facilitar o acesso a altas figuras do país.

O empresário luso-angolano está envolvido em várias suspeitas em Portugal, nomeadamente por ter alegadamente desviado centenas de milhões de euros do BES Angola. É igualmente suspeito de ter pago “luvas” ao juiz Rui Rangel na chamada “Operação Lex” e o seu nome aparece implicado no caso Monte Branco.

Na Suíça, Álvaro Sobrinho é ainda suspeito de branqueamento de capitais através de diversas contas em seu nome ou no nome de offshores por si detidas, também no âmbito do BES Angola.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Hackers bloquearam mais de 30 organismos públicos em 2019

Desde o início deste ano, mais de 30 organismos públicos foram alvo de ataques informáticos, escreve o Jornal de Notícias esta terça-feira. De acordo com o diário, os hackers atacam sistemas informáticos de câmaras municipais, juntas de …

Liderança da bancada do PSD: Negrão quis sair, Rio é "boa solução" a curto prazo

Fernando Negrão, que no último ano e meio liderou a bancada parlamentar do PSD, admitiu esta terça-feira não estava disponível para continuar no cargo. "Não estava disponível [para continuar à frente da bancada] porque foi …

José Maria Ricciardi diz que está disponível para "erguer o Sporting"

José Maria Ricciardi, um dos candidatos nas eleições de setembro de 2018, anunciou através das redes sociais que está disponível para "erguer o Sporting". Na página do Facebook "Ricciardi - Erguer o Sporting", José Maria Ricciardi …

Boris Johnson volta aos Comuns para aprovar Brexit em tempo recorde e sair dia 31 de outubro

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vai tentar esta terça-feira aprovar a legislação necessária para poder garantir que o Reino Unido sai da União Europeia no dia 31 de outubro quer haja ou não consenso na …

Líbano. Governo corta metade dos salários de políticos em resposta aos protestos

Ao quinto dia de manifestações, o governo libanês respondeu com a aprovação de um pacote de emergência de reformas económicas que deixa cair a introdução de novos impostos e passa pela redução do défice. O primeiro-ministro …

Caso Griezmann. Barcelona paga 15 milhões pelo silêncio do Atlético (e fica com benefício futuro)

Escreve o jornal espanhol El Mundo que Barcelona e Atlético de Madrid já chegaram a acordo no "caso Griezmann". O clube catalão pagou 15 milhões de euros pelo silêncio dos colchoneros, ficando ainda com benefício …

Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula. Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos …

Gabinetes dos novos membros do Governo custam 71 milhões de euros

O novo Governo terá 70 gabinetes no total, que representarão uma despesa anual de, pelo menos, 71 milhões de euros aos cofres públicos, mais sete milhões de euros do que o último. O primeiro-ministro, António Costa, …

Fim do cessar fogo na Síria. Turquia ameaça que milicianos curdos no terreno serão abatidos

O período de cessar-fogo de 120 horas acordado entre a Turquia e os Estados Unidos (EUA) para permitir que as milícias curdas saiam do nordeste da Síria termina esta terça-feira, pelas 19:00 (20:00 em Lisboa), …

Ministro adjunto cabo-verdiano encontrado morto no gabinete

O ministro adjunto do primeiro-ministro de Cabo Verde para a Integração Regional, Júlio Herbert, foi encontrado morto, esta segunda-feira, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou fonte governamental. Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana …