Alunos do privado vão criar fundo de emergência para combater abandono escolar

Tulane Publications / Flickr

-

 A Federação Nacional do Ensino Superior Particular e Cooperativo, que elegeu esta semana novo presidente, quer combater o abandono escolar e aumentar a empregabilidade dos diplomados, propondo-se, para já, a criar um fundo de emergência para combater as desistências.

Joel Pereira, eleito no início desta semana como novo presidente da Federação Nacional do Ensino Superior Particular e Cooperativo (FNESPC), e que estará à frente da organização estudantil durante um ano, disse à Lusa que tem como “bandeiras para o mandato” o combate ao abandono escolar no superior, motivado pelas dificuldades financeiras, e aumentar a taxa de empregabilidade entre os estudantes, ajudando, desta forma, a combater a emigração de jovens qualificados.

Do Governo e das instituições de ensino superior, o novo presidente da FNESPC espera “políticas e medidas preventivas”, mas do lado dos estudantes, Joel Pereira disse querer mobilizar as associações que os representam para em breve ter disponível um “fundo de emergência”.

“Pretendemos criar um fundo de ação social de emergência para apoiar os estudantes e evitar que saiam do ensino”, disse.

O dirigente estudantil sugeriu ainda uma alteração do modelo de apoio aos alunos, referindo exemplos vindos do norte da Europa, os se apoia diretamente os estudantes, a quem se atribui uma verba anual que passam a ter a responsabilidade de gerir, à semelhança da entrega de um ‘voucher’ ou de um ‘cheque-ensino’.

Para aumentar a empregabilidade dos diplomados, Joel Pereira quer criar uma plataforma que promova a aproximação de empresas, instituições de ensino e alunos, motivando contactos que se traduzam em contratos de trabalho, e não apenas em estágios.

A FNESPC está também preocupada com a avaliação da qualidade dos cursos superiores privados, pedindo “mais rigor” à A3ES, a Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior.

Joel Pereira afirmou que a agência “não trata de igual forma o ensino privado e o ensino público”, defendendo que deve maior cuidado na avaliação dos cursos ministrados em instituições públicas.

O presidente da FNESPC quer ainda que a federação tenha lugar no conselho consultivo da A3ES, um órgão de aconselhamento para garantia da qualidade do ensino superior.

O dirigente estudantil entende ainda que há cursos superiores que devem encerrar, por terem poucos alunos e “defraudarem as expectativas dos estudantes”, uma vez que não têm acolhimento no mercado de trabalho.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Navio fantasma" dá à costa na Irlanda depois de mais de um ano à deriva

Um "navio fantasma" abandonado, que esteve mais de um ano à deriva, apareceu agora na costa de Ballycotton, uma vila costeira no condado de Cork, na Irlanda. Segundo o Irish Post, o navio MV Alta, de 77 metros …

12.º caso suspeito de coronavírus em Portugal deu negativo

O mais recente caso suspeito de coronavírus deu negativo, anunciou, esta terça-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com a Direção-Geral da Saúde, citada pelo jornal online Observador, a criança regressada da China que foi …

Vinte governadores brasileiros assinam carta com críticas a Bolsonaro

Vinte dos 27 governadores do Brasil subscreveram esta terça-feira uma carta dirigida ao Presidente do país, Jair Bolsonaro, que acusam de falta de diálogo, criticando também algumas das suas declarações públicas. "Recentes declarações de Jair Bolsonaro …

Super Bock e Sagres aliam-se em campanha contra o racismo

As duas marcas de cerveja aliaram-se numa campanha contra o racismo, depois do episódio ocorrido, no passado domingo, com Moussa Marega, no Estádio D. Afonso Henriques. "Contra o racismo, não há rivais" é o mote da …

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido aos insultos racistas a Moussa Marega. O avançado do FC Porto recusou-se …

Pinto da Costa confirma fim da carreira de Casillas. E diz que episódio com Marega é um caso de polícia

O presidente do FC Porto confirmou, esta terça-feira, o fim da carreira do guarda-redes espanhol, que anunciou a intenção de se candidatar à presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). O dirigente portista falou aos …

Águias-de-Bonelli encontradas mortas no Douro Internacional

Duas águias-de-Bonelli jovens foram encontrados mortas no Douro Internacional, após terem sido marcadas com emissores GPS em 2018 e 2019, anunciaram na segunda-feira técnicos ligados a um projeto ibérico de salvaguarda destas aves. "O facto de …

Governo ficou perto da promessa de contratar 5000 doutorados

A anterior legislatura ficou a apenas 49 contratos de cumprir a meta estabelecida pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Educação Superior. De acordo com o jornal Público, a promessa do ministro da Ciência, Manuel Heitor, de …

Fundador da Amazon investe nove mil milhões de euros para combater alterações climáticas

O fundador da empresa tecnológica norte-americana Amazon, Jeff Bezos, revelou na segunda-feira que vai investir dez mil milhões de dólares (mais de nove mil milhões de euros) da fortuna pessoal para encontrar soluções para combater …

Conselho de Ética desfavorável a projetos de lei sobre eutanásia

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) deu "parecer ético desfavorável" a quatro projetos de lei para a despenalização da morte medicamente assistida, que vão ser debatidos no Parlamento esta quinta-feira. Os …