Alemanha alivia restrições, mas avizinha-se segunda e terceira ondas

A Alemanha vai começar a aliviar as medidas de restrição, embora os especialistas em infecciologia avizinhem uma segunda vaga e não excluam uma eventual terceira vaga da doença.

A Alemanha teve um aumento de 947 novos casos diagnosticados da covid-19 nas últimas 24 horas, para um total de 164.807 infetados e anuncia hoje um novo pacote de medidas que visam o regresso à normalidade.

Esta quarta-feira, a chanceler Angela Merkel e os líderes dos 16 estados federados voltam a reunir-se em videoconferência para discutir um novo relaxamento das medidas de contenção. Entre as novas indicações estão a abertura de todas as lojas, independentemente do espaço, desde que respeitando regras de higiene e limitando o número de pessoas.

Todos os alunos deverão poder voltar às escolas ainda antes das férias de verão e as atividades desportivas de competição vão voltar a ser permitidas, desde que a distância de segurança, de 1,5 a 2 metros, seja cumprida.

O regresso dos jogos de futebol da Bundesliga, sem espetadores, deve acontecer já a 15 ou a 21 de maio. Ainda assim, grandes eventos com público, como festivais, estão proibidos pelo menos até 31 de agosto.

Cada estado federado será responsável por decidir quando reabrir restaurantes, hotéis, pensões e apartamentos de férias, escolas de música ou ginásios, entre outros.

Ainda assim, já hoje, o ministro da Saúde, Jens Spahn, apelou, no programa “Morgenmagazin” da ZDF, que haja critérios uniformes em todos as regiões para que o país “não seja uma manta de retalhos desconexa que só cria confusão”.

O presidente do Instituto Robert Koch, Lothar Wieiler, afiança “com um alto grau de certeza” que haverá uma segunda onda de contágios do novo coronavírus na Alemanha. Alguns investigadores vão mais longe e não excluem uma eventual terceira onda.

“Isto é uma pandemia e este vírus vai provocar a doença até que 60% ou 70% da população se infete”, disse Wieiler, citado pela revista Sábado, em conferência de imprensa.

A chanceler alemã sublinhou que o novo coronavírus e os seus efeitos são globais e só podem ser superados com a cooperação global, realçando que a Alemanha terá uma “contribuição ativa”.

O país prolongou até 15 de maio os controlos fronteiriços de tráfego terrestre, marítimo e aéreo com a Áustria, Suíça, França, Luxemburgo e Dinamarca.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Nenhuma era apenas um número". NYT dedica toda a primeira página a mil vítimas da pandemia

Mil nomes de pessoas numa primeira página. O jornal norte-americano The New York Times dedicou a primeira página da edição deste domingo a mil vítimas mortais da pandemia de covid-19, para assinalar a iminente passagem …

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado, Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …