Preços praticados pela Airbnb não cumprem lei europeia

A plataforma Airbnb tem até ao final do mês de agosto para explicar os preços que pratica, dado que violam a legislação da União Europeia.

A plataforma online de reserva de alojamento tem agora até ao final do mês de agosto para rever os seus termos e condições de forma a cumprir a legislação europeia relativa aos direitos do consumidor, depois de terem sido apontadas falhas por parte da Comissão Europeia.

Esta segunda-feira, Bruxelas lançou uma advertência à companhia informando que o seu atual modelo viola as diretivas relativas às práticas comerciais desleais e às cláusulas abusivas, assim como o regulamento que estabelece a competência judiciária em questões civis e comerciais.

A Airbnb não cumpre plenamente a legislação europeia“, apontou a comissária europeia para a Justiça, Consumidores e Igualdade de Género, Vera Jourová, que espera que a empresa “encontre rapidamente as respostas adequadas e corretas para resolver estes problemas”.

Caso ignore ou contestes os argumentos da Comissão Europeia, ou se as soluções apresentadas forem “insatisfatórias”, a Airbnb poderá ser alvo de medidas coercivas, avança o jornal Público. No entanto, ainda não foram avançadas quais as medidas que a plataforma poderá vir a enfrentar.

Falta de transparência nos preços e nas regras de cancelamento de reservas e informação incompleta relativa aos anfitriões das acomodações disponíveis foram algumas das falhas detetadas pela Comissão Europeia. Ao jornal, a empresa garantiu que está “comprometida em ser o mais transparente possível” e em “trabalhar em conjunto com as autoridades para esclarecer os pontos levantados”.

“Os hóspedes são sempre informados de todas as taxas, incluindo taxas de serviço e impostos, antes de confirmar a sua decisão de reservar um alojamento anunciado na nossa plataforma”, defende a Airbnb.

No entanto, a Comissão Europeia tem uma opinião diferente. “Os preços não são transparentes na pesquisa inicial, uma vez que outras taxas são acrescentadas numa fase mais avançada”, aponta a comissária. Encargos como a limpeza ou taxas suplementares, por exemplo, não são imediatamente apresentadas, diz ainda.

Além disso, Vera Jourová também criticou a falta de informação sobre os prestadores do serviço contratado, isto porque se torna difícil para o consumidor “saber se está a alugar a um privado ou a um profissional”.

A Airbnb tem enfrentado vários problemas em aplicar o seu modelo de negócio norte-americano na Europa, mas não só. No mês passado, a empresa viu-se forçada a cancelar milhares de reservas no Japão, depois de o Governo do país ter aprovado uma lei que muda as regras para a partilha de acomodações.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Japão vai ter robôs "inteligentes" nas salas de aula para ensinar inglês

O Governo do Japão vai introduzir robôs com inteligência artificial capazes de falar inglês nas salas de aula para ajudar as crianças a melhorar as suas competências orais. De acordo com a emissora pública nipónica NHK, …

Sismo de 7,2 volta a atingir a Indonésia, o 5.º em menos de um mês

Um novo sismo de magnitude 7,2 atingiu este domingo a ilha Lombok, na Indonésia, o quinto em menos de um mês, informaram os Serviços Geológicos dos Estados Unidos. O abalo foi registado a 124 quilómetros a …

Belenenses vs FC Porto | Golo nos descontos salva dragão

O FC Porto sofreu a bom sofrer para somar três pontos no Estádio do Jamor, nova “casa” do Belenenses. Os “dragões estiveram a ganhar por 2-0, deixaram-se empatar, e somente em período de descontos, de …

Onda de calor no Reino Unido revela magicamente ruínas pré-históricas

A onda de calor que assolou a Europa durante este verão continua a revelar a vestígios arqueológicos do passado do Reino Unido - entre as quais, um monumento cerimonial do Período Neolítico. Imagens aéreas mostraram pela …

Restaurante alemão proíbe entrada de crianças

Chamado "cozinha da avó" em alemão, um restaurante decidiu proibir a entrada a menores de 14 anos após as 17h. O proprietário diz querer proporcionar um "oásis de paz" aos seus clientes. Um restaurante na estância …

Franceses "pescam" bomba alemã da II Guerra Mundial com 860 quilos

Pescadores franceses encontraram na costa da Normandia, região francesa próxima de Paris, algo realmente grande na sua rede de pesca - uma bomba da Segunda Guerra Mundial com 860 quilos de explosivos. A rede capturou uma …

Sul da Índia "afoga-se" nas piores inundações em 100 anos

O estado indiano de Kerala vive há dez dias as piores inundações em um século, causadas pelas torrenciais chuvas de monção, que já provocaram cerca de 200 mortos e mais de 220 mil refugiados em …

200 mil bombas de Hiroshima, o poder do supervulcão de Santorini

Um novo estudo realizado com base em análises de anéis de árvores, pode definir com mais precisão o momento em que o supervulcão de Santorini, na Grécia, entrou em erupção. A nova pesquisa ajudou a …

"Bola de fogo" 40 vezes mais brilhante do que Lua cheia sobrevoou os EUA

Uma bola de fogo cruzou o céu do estado norte-americano do Alabama durante a noite desta sexta-feira. A NASA divulgou um vídeo, no qual mostra o objeto a sobrevoar a cidade, com um feixe de …

Segredo para uma vida mais longa está no consumo moderado de hidratos de carbono

Um estudo recente concluiu que o consumo moderado de hidratos de carbono é a solução para ter uma esperança média de vida maior. O consumo moderado de hidratos de carbono favorece uma vida mais saudável e …