Dirigente sindical da PSP faz greve de fome em Belém

O presidente do Sindicato Unificado da PSP, Peixoto Rodrigues, começou uma greve de fome, esta terça-feira, em frente à residência oficial do Presidente da República. Este é um caso inédito na força de segurança pública.

Desde as 10h desta terça-feira que Ernesto Peixoto Rodrigues está em greve de fome junto ao Palácio de Belém. O líder sindical exige que o Governo retome o pagamento do suplemento de férias, pede uma revisão dos subsídios e contesta a existência de dois subsistemas de segurança social, noticia a TSF.

“Está lá um banco de jardim, não tenho problemas em ficar lá”, disse Peixoto Rodrigues ao jornal i. O silêncio do Governo em relação às exigências da força de segurança levaram-no a tomar a decisão de fazer a greve de fome, idêntica à feita pelo presidente do Sindepor.

Em comunicado, o Sindicato Unificado da Polícia (SUP) afirma que as exigências não são infundadas e vêm no seguimento do “incumprimento da decisão judicial do Supremo Tribunal Administrativo, que condenou o Estado ao pagamento de todos os Suplementos Remuneratórios aos elementos policiais desde 2010, durante os períodos de férias”.

Outra das possibilidade, segundo o comunicado da SUP é “o aumento imediato do Suplemento por Serviço nas Forças de Segurança, para o percentual de 25%” ou “a revisão imediata do fator de sustentabilidade, aplicado aos profissionais da PSP, que se aposentaram entre 2014 e 2015, fator esse que resultou numa perda significativa do valor da pensão de aposentação”.

A greve de fome será apenas feita por Peixoto Rodrigues, mas contará com a presença em Belém de outros agentes da PSP, que irão apoiar o líder sindical em termos logísticos. Peixoto Rodrigues continuará a ingerir líquidos, mas não comerá alimentos sólidos.

“É uma ação planeada, que não é contra ninguém, mas sim a favor da PSP“, afirmou Peixoto Rodrigues em declarações à Lusa. “Os polícias fazem parte de um corpo especial da administração pública e são dos poucos que não têm direito à greve”, acrescentou.

As negociações com o Governo não estão a avançar, o que levou à frustração do líder da SUP. “Várias reivindicações estão em cima da mesa que são do conhecimento do Ministério da Administração Interna desde o ano passado e sem qualquer tipo de resposta ou de início de negociação”, citou o Correio da Manhã.

A greve de fome acontece na véspera de uma manifestação de polícias fardados marcada para Lisboa e organizada por vários sindicatos da PSP.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ventura diz que Marcelo quer flexibilização das restrições no Natal

O líder e deputado único do Chega, André Ventura, afirmou esta quinta-feira que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou a vontade de que haja alguma flexibilização das restrições à circulação no Natal. Após …

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …