AG para destituir Bruno de Carvalho marcada para 23 de junho

Miguel A. Lopes / Lusa

O presidente da mesa da Assembleia do Sporting, Jaime Marta Soares, fala aos jornalistas à saída da reunião dos órgãos sociais do Sporting

O presidente demissionário da Mesa da Assembleia-Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, disse hoje que ficou agendada uma Assembleia-Geral de destituição dos órgãos sociais do clube para 23 de junho.

Após uma reunião entre os órgãos demissionários, Mesa da Assembleia-Geral e Conselho Fiscal, com o Conselho Diretivo, que durou cerca de três horas, ficou decidido marcar uma Assembleia-Geral para destituição dos órgãos sociais do clube para 23 de junho próximo.

Foi, segundo o jornal Record, com muita dificuldade que Jaime Marta Soares revelou aos jornalistas o que aconteceu na reunião de cerca de três horas dos órgãos sociais do Sporting, em que Bruno de Carvalho recusou demitir-se, levando à marcação de uma AG de destituição para 23 de junho.

Sob os insultos de inúmeros adeptos, o presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting adiantou que Bruno de Carvalho “recusou tudo”. O presidente do Sporting “falou durante 2 horas e meia e nós meia hora“, acrescentou Marta Soares, que várias vezes notou que “não havia condições” para fazer a sua intervenção e pediu “serenidade e respeito”.

Marta Soares já tinha adiantado que depois da reunião nada ficaria como dantes e que seriam tomadas decisões importantes para o futuro dos ‘leões’, recusando assumir responsabilidades no clima de instabilidade.

Na segunda-feira o presidente da MAG leonina tinha já adiantado que após a reunião de hoje seria colocado “preto no branco” o futuro de Bruno de Carvalho, que tinha garantido não ter a intenção de se demitir. Esta era “uma reunião de decisões“, realçou então Marta Soares.

O líder da MAG tinha convocado hoje uma reunião entre os órgãos sociais do Sporting. A reunião teve início às 19:00 e pretendia decidir a convocação ou não uma assembleia geral para a destituição de Bruno de Carvalho à frente da presidência do Sporting.

A crise ‘leonina’ teve o seu foco inicial em 15 de maio, dia em que cerca de 40 alegados adeptos encapuzados invadiram a Academia de Alcochete, agredindo jogadores e elementos da equipa técnica.

A GNR deteve 23 dos atacantes, que ficaram em prisão preventiva depois de terem sido ouvidos no tribunal de instrução criminal do Barreiro.

Paralelamente, no âmbito de uma investigação do Ministério Público sobre alegados atos de tentativa de viciação de resultados em jogos de andebol e futebol tendo como objetivo o favorecimento do Sporting, foram constituídos sete arguidos, incluindo o ‘team manager’ do clube, André Geraldes.

“Um dos dias mais tristes que vivi no Sporting”

Em conferência de imprensa após da reunião desta quinta-feira com os órgãos sociais do clube, Bruno de Carvalho lamentou o desfecho da mesma, dizendo ser este o dia mais triste desde que entrou em funções como presidente do Sporting.

“Hoje é um dos dias mais tristes que vivi no Sporting. Cada derrota, cada não conquista… Quem me conhece bem sabe que são marcantes para mim, mas realmente, acumulado com a reunião de dia 21, é o momento institucional mais triste da minha vida, e falo por todos”, explicou o presidente do Sporting.

“Pedimos várias vezes, dando todos os argumentos à mesa da AG, explicámos o que é do conhecimento público, que isto colocará em causa o empréstimo obrigacionista que seria realizado até ao final do próximo mês”, acrescentou.

Andre Kosters / Lusa

O Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho

“Esta Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal, que eu não quero com isto dividir o Sporting, apenas lhes dizer a verdade sobre estas duas reuniões. Não foram minimamente sensíveis aos interesses do Sporting e da SAD; não foram sensíveis aos interesses dos acionistas e obrigacionistas, que deram voto de confiança a esta direção quando aprovaram a dilatação do prazo do empréstimo obrigacionista que vencia agora no dia 25″, realçou.

Deitaram abaixo todo o trabalho que fizemos com os bancos e CMVM. Esta necessidade de atrasar o empréstimo obrigacionista e fazer outro tinha a ver com questões de tesouraria e foi explicado ao pormenor. Nada os podia demover, nada os podia demover”, lamentou o presidente do clube leonino.

Bruno de Carvalho alertou ainda que a decisão de avançar para uma assembleia de destituição desta direção coloca em causa a preparação da próxima temporada. “Isto põe em causa a preparação da época, venda e compra de jogadores, põe em causa o colocar a escrito a nova reestruturação financeira… e isto por nada”.

Esta direção tentou de tudo. Pedimos para nos darem as razões para nos demitirmos. Foi-nos dito que não queriam entrar em discussões e nós garantimos que não discutíamos nada. Mostrámo-nos disponíveis para discutir e até fizemos uma proposta”, disse o presidente do Sporting.

“Palavras vagas, no meu entender irresponsáveis. ‘Toda a gente sabe’. Não é assim que se lida com assuntos de máxima gravidade, com a queda de uma direção. Colocou-se tudo em causa por um capricho”, concluiu.

ZAP // Lusa / Futebol 365

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal comer um ovo por dia é mau outra vez

Afinal, comer um ovo por dia não é assim tão bom para a saúde como estudos recentes sugeriam. O maior consumo de ovos e colesterol pode aumentar o risco de doenças cardíacas e de morte …

Na Colômbia, há um "arco-íris líquido" que é descrito como a 8ª maravilha do mundo

Escondido nos confins da Serra da Macarena, na Colômbia, está o rio Caño Cristales. De dezembro a maio, o curso de água é como outro qualquer, apesar de estar rodeado de um dos ecossistemas mais …

Com uma nova interface neural, a telepatia já é possível

Uma equipa internacional de cientistas deu um passo adiante no desenvolvimento de interfaces neuronais para propor uma interface que envolve a transferência de informação entre as pessoas diretamente. As interfaces cérebro-computador podem melhorar as habilidades individuais …

Bombeiros profissionais ameaçam deixar de prestar serviço voluntário nas corporações

Os bombeiros voluntários das associações humanitárias admitem deixar de prestar serviço voluntário nas corporações, caso a Liga dos Bombeiros Portugueses continue por concluir o acordo coletivo de trabalho, que está em negociação há mais de …

Baleia encontrada morta nas Filipinas com 40 quilos de plástico no estômago

Uma baleia foi encontrada morta na sexta-feira, na costa sudeste das Filipinas, com 40 quilos de plástico no estômago, informou a imprensa local. O cetáceo, uma baleia-bicuda-de-cuvier, apareceu na sexta-feira à beira-mar no município de Mabini, …

Macron convoca reforços após novos confrontos de coletes amarelos

A nova manifestação de "coletes amarelos", no sábado, registou distúrbios violentos na capital francesa. Como resposta, o presidente francês Emmanuel Macron convocou um reforço das forças de segurança. O dia de sábado marcou mais um protesto …

Pedidos de nacionalidade portuguesa aumentaram 50% em dois anos

Nos últimos dois anos, o número de pedidos de nacionalidade portuguesa aumentou cerca de 50%, avança o jornal Público esta segunda-feira. Se em 2016 foram 117.629 os cidadãos estrangeiros que pediram a nacionalidade portuguesa, em 2018 …

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …