Afinal, nuvem radioativa que pairou sobre a Europa em 2017 veio de um reator nuclear civil

No final de setembro e início de outubro de 2017, a radiação na Europa atingiu níveis muito altos. Suspeitava-se que essa nuvem radioativa se tinha originado na Rússia. Agora, apesar de o país ter sido confirmado, concluiu-se que a nuvem originou-se num reator nuclear civil.

De acordo com a IFLScience, os cientistas estavam bastante certos da fonte geográfica geral desta nuvem de partículas de ruténio-106 desde o início. Além da trajetória geral da nuvem, o fraco registo nuclear da região levantou algumas preocupações.

Enquanto os picos de radiação na Alemanha, Itália, Áustria, Suíça e França não eram suficientemente altos para representar uma ameaça à vida humana, ninguém sabe quão más estavam as coisas na fonte. A busca para descobrir o que desencadeou a libertação do ruténio-106 em primeiro lugar levou os especialistas ao sul dos montes Urais.

De acordo com o EurekAlert, Thorsten Kleine, da Universidade de Münster, disse que as agências europeias de proteção contra radiação ainda estão preocupadas com o incidente. Afinal, as concentrações de ruténio-106 na Europa atingiram até 100 vezes o nível de radiação libertada após o desastre nuclear de Fukushima em 2011.

Além disso, as autoridades russas recusaram-se a cooperar na troca de informações úteis nem reconheceram nenhuma responsabilidade. Com o sigilo a ocultar as consequências, os investigadores começaram a considerar a possibilidade de que a nuvem radioativa pudesse vir de uma instalação militar russa.

Por outro lado, Kleine acredita que as suas origens sejam civis. A existência de isótopos de ruténio não radioativos, além dos radioativos, chamou a sua atenção.

De acordo com um estudo publicado este mês na revista cientifica Nature Communications, o especialista explicou que medir os isótopos de ruténio ajuda os investigadores a estudar a história da formação da Terra. Essa habilidade foi inestimável no estudo das amostras russas que continham minúsculas concentrações de ruténio.

As descobertas de Kleine foram baseadas nas descobertas das estações de medição de radiação da Áustria, que capturaram sete isótopos de ruténio, dos quais apenas dois eram radioativos – Ruténio-106 e Ruténio-103, com meias-vidas de 372 e 39 dias, respetivamente.

As proporções dos isótopos estáveis ​​de ruténio correlacionavam-se com um ciclo de combustível consistente com um alto teor de plutónio. Como os locais militares usam urânio-235 para criar fissão nuclear em vez de plutónio, ficou claro que a nuvem veio de um local civil.

Além disso, as proporções dos isótopos estáveis ​​de ruténio são consistentes com o que se espera no reprocessamento de combustível de um reator VVER. A central Mayak usa esses reatores e local já foi palco de um desastre nuclear. Em 1957, um tanque de armazenamento explodiu e libertou até 100 toneladas de resíduos altamente radioativos.

Enquanto isso, a Academia Russa de Ciências rejeita veementemente esta teoria. A instituição afirma que monitorizaria concentrações centenas de milhares de vezes os níveis normais se a teoria de Kleine estivesse correta.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …