Afinal, não é “só na cabeça dos portugueses”. Centeno admite vir a ser presidente do Eurogrupo

Olivier Hoslet / EPA

O ministro das Finanças, Mário Centeno, com Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo

O ministro das Finanças, Mário Centeno, admitiu em entrevista ao jornal espanhol El País que “há uma possibilidade” de ser o próximo presidente do Eurogrupo, após o final do mandato do holandês Jeroen Dijsselbloem.

A entrevista, realizada na cidade de Santander, onde Mário Centeno participou numa conferência da Universidade Internacional Menéndez Pelayo, foi divulgada esta quarta-feira pelo El País, que questionou o governante português sobre se “será candidato” à presidência do Eurogrupo.

A resposta do ministro das Finanças foi perentória: “Não vou dizer que não há uma possibilidade”, respondeu Centeno, voltando a abrir esta questão. O ministro falou ainda sobre a melhoria da situação económica de Portugal que justificou com três fatores: “sanear o sistema financeiro”, “a estabilização da banca” e “a mudança política”.

O governante disse que “ao princípio as coisas foram difíceis” com a Comissão Europeia quando o Governo português optou por baixar impostos porque a Europa não via o executivo “como um Governo sem experiência”. “Estavam errados: cumprimos as metas orçamentais e saímos do Procedimento por Défices Excessivos”, acrescentou.

Reconhecendo que “o trabalho não está terminado” no que se refere à crise económica de Portugal, o ministro afirmou que “as reformas precisam de tempo, ainda que essa não seja a receita de Bruxelas”. Sobre Espanha, que fez três reformas laborais em cinco anos, defendeu que o país precisa de uma nova reforma do mercado de trabalho.

“Não creio que a Comissão acerte nessas exigências. É quase o contrário do que Espanha precisa: tem que haver reformas, mas insisto que é preciso dar tempo para que funcionem e têm de ser tomadas políticas do lado da procura para ativar a economia. As reformas devem ser aprovadas para fazer crescer – não para diminuir – a porção do bolo a repartir, diga o que disser Bruxelas”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Netflix está a ser processada por causa de "Bandersnatch"

O episódio interativo de Black Mirror, que estreou no final do ano passado, não agradou à Chooseco, a editora responsável pela série de livros Escolhe a tua Aventura. A 28 de dezembro estreou o mais recente …

Piloto belga "admitiu" ter assassinado o secretário-geral da ONU em 1961

Dag Hammarskjöld, secretário-geral da ONU, morreu na queda de um avião quando tentava negociar a paz no Congo, e o desastre continua a ser investigado até hoje É um mistério com mais de cinco décadas cujo …

Acordo para o Brexit chumbado. Plano de May esmagado no Parlamento

O Parlamento britânico chumbou, por uma esmagadora maioria, o acordo de saída da União Europeia negociado pela primeira-ministra Theresa May. O líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, aproveitou a derrota histórica de May para …

Senador italiano chamou “orangotango” a antiga ministra e foi condenado a pena suspensa

A justiça italiana condenou esta segunda-feira o senador da extrema direita Roberto Calderoli a 18 meses de prisão, com pena suspensa, por comparar, em 2013, a ministra da Integração, Cécile Kyenge, com um "orangotango". O tribunal …

Num restaurante do Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com o Dubai a tornar-se mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante lembrou-se de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato. O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma …

Roma e a Igreja em guerra milionária por causa das moedas da Fontana di Trevi

As moedas que os turistas lançam à Fontana di Trevi, um dos rituais mais populares entre quem visita Roma, está a causar problemas na relação entre a Igreja e a capital italiana. A câmara de Roma …

Frente Comum marca greve nacional da função pública

Os sindicatos da Frente Comum da Administração Pública decidiram marcar uma greve nacional para o dia 15 de fevereiro, anunciou Ana Avoila no final de um plenário realizado esta terça-feira em Lisboa. “Foi decidido marcar um …

A Coreia do Norte já não é "inimiga" da Coreia do Sul

A Coreia do Sul deixou de apelidar os militares norte-coreanos de "inimigos" no documento bienal da Defesa divulgado esta terça-feira, num aparente esforço para prosseguir a reconciliação com Pyongyang. O documento oficial do Ministério da Defesa …

Tsipras enfrenta voto de confiança no parlamento grego

O primeiro-ministro grego enfrenta uma semana crucial com o pedido de um voto de confiança no parlamento, cujo debate se inicia esta terça-feira, ou a perspetiva de eleições antecipadas, após a rutura da coligação governamental …

Marina Gross é a única americana que sabe o que Trump e Putin disseram (e os democratas querem ouvi-la)

A tradutora do Departamento de Estado norte-americano foi a única pessoa presente no encontro entre Donald Trump e Vladimir Putin. Agora, os democratas querem ouvi-la. Marina Gross é a tradutora do Departamento de Estado norte-americano e …