Advogado de Manuel Vicente pede responsabilização por mandado de detenção

U.S. Department of State / Wikimedia

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola em vias de cessar funções.

O advogado de Manuel Vicente, um dos implicados na ‘Operação Fizz’, disse esta segunda-feira esperar que se apurem as responsabilidades decorrentes do mandado de detenção para notificação do seu cliente.

Esta segunda-feira, à entrada de mais uma audiência da ‘Operação Fizz’, o advogado do ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente disse que espera “que se apurem as responsabilidades porque é a reputação das instituições que está em causa”.

“Espero que quem de direito averigue o que se passou e que o leve até as últimas consequências”, disse Rui Patrício.

O advogado – que no domingo enviou um comunicado a dizer que o seu cliente não estava em Portugal – realçou que “é importante que certas coincidências não desviem as atenções”, acrescentando que “foi um equívoco ou que alguém foi induzido em erro”.

Na sexta-feira, o tribunal emitiu um mandado de detenção para notificar Manuel Vicente da acusação da ‘Operação Fizz’, após um requerimento do Ministério Público, que se baseou numa informação fornecida pela PSP. O mandado tinha a duração do fim de semana, tendo expirado o prazo de execução esta segunda-feira.

A decisão judicial foi tomada após o MP ter tomado conhecimento, através da PSP, da possibilidade de Manuel Vicente se ter deslocado a Portugal durante o fim de semana, segundo documentos que constam dos autos.

O Ministério Público solicitou ao tribunal coletivo a emissão de mandados para que Manuel Vicente fosse notificado do teor da acusação e prestasse Termo de Identidade e Residência, com indicação de morada em Portugal.

Os juízes aceitaram o pedido do Ministério Público e emitiram o mandado de detenção com validade para o fim de semana, tendo comunicado a decisão ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, à PSP e à Polícia Judiciária.

Até hoje, Manuel Vicente nunca foi notificado quer da constituição de arguido, quer da acusação, tendo as autoridades angolanas recusado cumprir a carta rogatória para o notificar, invocando que Manuel Vicente ainda goza de imunidade devido ao cargo que ocupou na vice-presidência de Angola.

A defesa de Manuel Vicente assegurou no domingo que “não tem qualquer verdade” a informação da PSP sobre uma possível viagem do ex-vice-presidente angolano a Portugal e estranhou que o Ministério Público tenha agido com base na mesma.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Tá maluco??? Responsabilidades???

    O tipo è arguido, ponto. Foi emitido mandato de captura, ponto.
    O processo dirá quais são as SUAS responsabilidades.
    Já tem a proteção do seu país, que mais quer?
    Se não tem nada a esconder, se não tem medo, que se apresente, nada mais fácil. Assim limpa o seu bom nome num já e sem margem para dúvidas.

RESPONDER

Falsa vítima dos atentados de Paris condenada a pena de prisão

Alexandra Damien, parisiense de 33 anos, que se fez passar por uma das vítimas do atentado de radicais islâmicos no dia 13 de novembro de 2015, em Paris, foi condenada por extorsão e falso testemunho. A …

Chefe do Estado-Maior do Exército demite-se

O chefe do Estado Maior do Exército (CEME), o general Rovisco Duarte, demitiu-se nesta quarta-feira, dois dias após a tomada de posse do novo ministro da Defesa A notícia, inicialmente avançada pela TVI24, é agora confirmada …

"Biscoitos Ronaldo" geram polémica em café português no Reino Unido

Café em Worcester, Reino Unido, vendeu cerca de 60 bolachas. Dono alega que se tratava de uma brincadeira. Um português que vive no Reino Unido gerou polémica ao vender, no seu café, bolachas alusivas às acusações …

Macron segue os passos de Portugal e remodela o Governo francês

Depois de Portugal, foi a vez da França fazer uma remodelação governamental. Quatro ministros estão de saída, entram oito e seis mudam de pasta. A remodelação do Governo francês foi anunciada na terça-feira, duas semanas depois …

Governo quer vender fardas da PSP e GNR na Internet

A criação de uma plataforma online para a venda das fardas dos militares da GNR e dos agentes da PSP é uma das medidas que consta do Orçamento do Estado para 2019, com o objectivo …

Explosão em escola na Crimeia faz 10 mortos e centenas de feridos

Pelo menos 10 pessoas morreram e outras 50 ficaram feridas numa explosão no Instituto Politécnico da cidade de Kerch, no leste da Crimeia, de acordo com fontes médicas russas. "Como resultado de uma explosão no Instituto …

Relação confirma pena de prisão máxima para Pedro Dias

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou esta quarta-feira a decisão da primeira instância de condenar Pedro Dias a 25 anos de prisão por vários crimes cometidos em Aguiar da Beira, a 11 de outubro …

Benefícios fiscais só para novos contratos podem acelerar despejos

Depois de analisar as propostas do pacote de habitação, a UTAO avisa para as possíveis consequências das medidas de alívio fiscal no arrendamento, por apenas se aplicarem a novos contratos.   A Unidade Técnica de Apoio …

Subvenções vitalícias a políticos custam 7,17 milhões (e a lista continua em segredo)

O Orçamento de Estado para 2019 prevê um gasto de 7,17 milhões de euros com as subvenções vitalícias atribuídas a políticos. Um valor que desce apenas 90 mil euros, relativamente a 2018, numa altura em …

Afinal, a Google cedeu dados de bloggers ao Benfica

O Benfica chegou a acordo com a Google para a obtenção da identidade dos autores de blogues que divulgaram emails roubados ao clube. Os encarnados terão desistido da acção contra a gigante tecnológica. O Jornal de …