ADN antigo revela povo nativo americano completamente desconhecido

Eric S. Carlson/Ben A. Potter

Na língua do povo local, o nome dela significa algo como “menina nascer do sol”, e mesmo que apenas tenha vivido por seis fugazes semanas, já disse mais aos cientistas sobre os nativos americanos do que qualquer outra pessoa.

A “menina nascer do sol” viveu há cerca de 11,500 anos no que é agora conhecido como Alasca, e o seu ADN revela não só a origem da sociedade nativa americana, como lembra o mundo de toda uma população esquecida pela história.

“Não sabíamos da existência desta população“, diz o antropologista Ben Potter. “Seria difícil exagerar a importância destas pessoas recém-reveladas para a nossa compreensão de como antigas populações viveram habitar a América”.

Dá-se como sabido que os primeiros colonos americanos atravessaram o Alasca, a partir da Sibéria, através da Bering Land Bridge, que, já ligou a Ásia à América do Norte – apesar de os cientistas continuarem a debater como é que estes antigos viajantes fizeram a sua jornada.

O que não é tão claro é quem eram estas pessoas, quantos grupos fizeram a viagem e como é que se estabeleceram num novo continente. E é aí que entra a “menina nascer do sol”.

Os seus restos, e os de outra criança conhecida como “menina crepúsculo do amanhecer”, foram encontrados por Potter e outros investigadores num sítio arqueológico chamado Upward Sun River, no Alasca, durante escavações em 2013.

Num novo estudo publicado esta semana na revista Nature, a equipa explica que análises genéticas ao ADN da “menina nascer do sol” mostram que esta pertenceu a um povo esquecido conhecido como os Antigos Beringians, desconhecido da ciência até agora.

Antes disto, havia apenas dois ramos reconhecidos de nativos americanos (referidos como do Norte e do Sul). Mas quando os cientistas sequenciaram o genoma da “menina nascer do sol”, para sua surpresa, não encaixava em nenhum desses povos.

Usando análise genética e modelação demográfica, a equipa concluiu que um único grupo fundador ancestral de grupos nativos americanos separou-se de asiáticos do leste há cerca de 35 mil anos, muito provavelmente algures no nordeste asiático.

Em algum momento, suspeita-se que essas pessoas se terão movido como uma só, numa migração em massa, para a América do Norte, antes – cerca de 15 mil anos – do povo se ter dividido em dois grupos.

Um desses grupos tornou-se nos Antigos Beringians – o outro grupo continha os ancestrais de todos os nativos americanos -, embora ainda seja possível que essa divisão tenha ocorrido antes de a Bering Land Bridge ter sido cruzada. “Conseguimos mostrar que o povo entrou no Alasca há 20,000 anos”, disse o geneticista evolucionário Eske Willerslev da Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

“É a primeira vez que que temos provas genómicas diretas de que todos os nativos americanos pode ser rastreada até uma população-fonte, através de um único evento de migração fundacional”.

Inúmeras gerações depois dessa caminhada, a “menina nascer do sol” e a “menina crepúsculo do amanhecer” – que se acredita serem primos em primeiro grau – nasceram numa população isolada na região selvagem do Alasca, durante a era geológica Pleistoceno.

A vida não terá sido fácil, mas a população como um todo durou milhares de anos, antes de eventualmente ser absorvida por outra população de nativos americanos.

Dada a natureza deste campo de pesquisa, é pouco provável que a nova teoria permaneça incontestada por muito tempo. Mas à luz das novas evidências que os investigadores estão a revelar, é claro que os primeiros colonos da América carregavam uma linhagem bem mais diversa do que inicialmente se pensava.

“Esta é a primeira prova da fundação inicial dos povos nativos americanos. É marcadamente mais complexa do que inicialmente pensávamos”, disse Potter.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esses sim, verdadeiros americanos…
    Os atuais, são usurpadores, emigrantes ou seus descendentes, com ADNs de milhentas origens. Soberbos de uma nacionalidade com pouco mais de 300 anos.

RESPONDER

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …

Casa Branca prepara medidas para travar "turismo de parto"

A Casa Branca prepara-se para endurecer as medidas que permitem a emissão de vistos para mulheres estrangeiras que vão aos Estados Unidos dar à luz para que os seus filhos recebem automaticamente cidadania norte-americana. A …

Eletrões e quarks podem experimentar consciência, defende professor

O filósofo Philip Goff defende, num livro que publicou recentemente, uma teoria milenar que sustenta que todas as formas de matéria - incluindo os eletrões e até os quarks - podem experimentar consciência. Tal como observa …

Lego lança réplica da Estação Espacial Internacional

A Lego anunciou um novo conjunto para todos os entusiastas de exploração espacial. A Estação Espacial Internacional está a muitos quilómetros de distância da Terra mas, agora, quem quiser pode ter uma reprodução nas sua …

HBO anuncia sátira de animação sobre família real britânica

A plataforma de streaming HBO encomendou uma série de comédia do género de "Family Guy" em versão realeza, inspirada nos membros mais famosos da família real britânica.  De acordo com a AFP, a série vai chamar-se …

Salário mínimo sobe para 950 euros em Espanha

O Governo de Espanha anunciou, esta quarta-feira, um aumento do salário mínimo nacional para 950 euros. A ministra do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, anunciou, esta quarta-feira, a subida do salário mínimo para os …

O Relógio do Juízo Final avança 20 segundos. Faltam 100 para o Apocalipse

O Boletim de Cientistas Atómicos anunciou, esta quinta-feira, que o Relógio do Julízo Final está mais próximo do apocalipse. Especialistas avançaram o relógio 20 segundos para alertar líderes e cidadãos de todo o mundo que …

Juiz que pediu escusa por ser benfiquista continua com o caso dos emails

O presidente do Tribunal da Relação do Porto decidiu julgar improcedente o pedido de escusa do juiz. Em causa estava o facto de ser adepto do Benfica. Segundo o jornal Público, o juiz desembargador Eduardo Pires, …

Portugal piorou no Índice de Perceção de Corrupção

Mais de dois terços dos países, juntamente com muitas das economias mais avançadas do mundo, estão estagnados ou mostram sinais de retrocesso nos seus esforços de combate à corrupção. Segundo o Índice de Perceção de Corrupção …