De boas intenções está o inferno cheio. Acabar com voos até 600 km é “proibição cega”

António Cotrim / Lusa

O ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos.

O fim das viagens de avião com menos de 600 quilómetros, um desejo manifestado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, é uma intenção “louvável”. Ambientalistas e especialistas concordam, mas falam em “areia para os olhos” e “proibição cega”.

“A proibição é um instrumento que muitas vezes é demasiado cego“, aponta, desde já, o especialista em transportes José Manuel Viegas, em declarações à Rádio Renascença.

Esta é a reacção ao desejo manifestado por Pedro Nuno Santos aquando da apresentação do Plano Nacional Ferroviário, nesta semana. O ministro falou na necessidade de “tirar carros e camiões das estradas” e de acabar com os voos “com menos de 600 quilómetros”.

Nesse cenário, todos os voos em Portugal Continental desapareceriam, incluindo a ligação Lisboa-Porto, com excepção da ligação Bragança-Faro.

Para a activista ambiental Inês Teles, porta-voz da ATERRA – Campanha Pela Redução do Tráfego Aéreo e por Uma Mobilidade Justa e Ecológica, seria uma boa notícia, como diz à Renascença, considerando que o voo Porto-Lisboa é “uma situação absurda” quando existe “alternativa altamente viável” que é o comboio.

Inês Teles salienta que a “assusta” a “crise climática que estamos a enfrentar”. Mas “não me assusta minimamente que sejam eliminados por completo todos os voos domésticos em Portugal Continental”, nota, frisando que é preciso um “corte massivo de emissões” poluentes.

Contudo, a activista refere que teme que sejam apenas “palavras bonitas” para “atirar areia para os olhos”, até porque o Governo continua a insistir na construção do novo aeroporto de Lisboa.

Também José Manuel Viegas realça que “a intenção é louvável”. Contudo, o especialista em transportes refere que é “danosa”, pois “há casos de fronteira que correspondem a utilizações legítimas e eficientes”.

“O que estamos a fazer se os proibirmos e não houver uma boa ligação de comboio? As pessoas vão de carro, que provavelmente em muitos casos tem mais emissões do que o avião”, constata sobre o que diz que seria uma “proibição cega”.

Para Viegas, o que “faz sentido” é criar “condições que levem as pessoas a preferir, para distâncias até aos 600 quilómetros, usar modos com menos emissões que o avião, nomeadamente o caminho de ferro”.

Por outro lado, o secretário-geral da Associação Portuguesa de Transporte e Trabalho Aéreo (APTTA), Rogério Pinheiro, lembra na Renascença que o comboio de alta velocidade que circule a 300 km/hora “consome 9 vezes mais energia que um comboio que circule a 100 km/hora”.

“Esta realidade não se verifica com os aviões, que consomem sensivelmente o mesmo por hora de voo independentemente da velocidade, pelo que acabam por ser mais eficientes a velocidades mais altas”, conclui.

Porém, proibir voos de curta distância pode ser mesmo uma tendência para os tempos vindouros. Em França, neste mês, o Parlamento aprovou uma proposta para acabar com os voos domésticos dentro do país nos casos em que haja uma alternativa por comboio e quando as viagens durem menos de 2 horas e meia.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Quem se farta de atirar areia para os olhos dos portugueses são essas associações ambientalistas. O que o Sr. Ministro disse foi ser imperativo acabar com as viagens de “avião com menos de 600 km, NA EUROPA!” Ora, se não entendem que isto é uma afirmação de ambição política, reparem bem na parte final “NA EUROPA”. Que se saiba o Sr ministro não tem qualquer poder para fazer o que seja na Europa, aliás nem sequer em Portugal!! Por isso aquilo que o Sr ministro disse foram palavras para (“totós”) ambientalistas levarem a sério (?). É óbvio que nem os aviões vão acabar nem os carros e os camiões vão sair da estrada. E então como ia ser sem o dinheiro dos impostos da gasolina, das emissões de carbono, do ISV etc, etc… E o Hidrogénio??!!
    Ou será que o sonho dos ambientalistas é voltar ao tempo da carroça?!

    • Oh Tony, não te chateies, pá ! Quando isto der o “berro ambiental”, não terás que te preocupar mais com essas contradições todas. Como por exemplo, os mortos não pagam nem recebem impostos…

RESPONDER

Dermatologistas dizem que 90% das mortes por cancro de pele podem ser evitadas

A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) alerta para o facto de 90% das mortes por cancro de pele serem evitáveis, sublinhando que os custos em tratamento para os serviços de saúde rondam os 20 …

Especialista considera possível "largar as máscaras" antes de julho. Há 85 concelhos com zero casos de covid-19

A maior parte dos concelhos em Portugal encontra-se abaixo do limiar de risco e 85 contam mesmo zero casos. Para o virologista Pedro Simas, é possível que as máscaras deixem de ser utilizadas ainda antes …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Belenenses e Santa Clara também têm direito a nota artística

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/belenenses-0-2-santa-clara-o-musical-1 - Então? Numa jornada de Benfica-Sporting e de um importante Rio Ave-FC Porto, este indivíduo aborda o Belenenses-Santa Clara neste espaço? - É verdade. Por duas razões: a primeira é que fui eleita a Miss Mundo …

Joe Exotic implora que o tirem da prisão. Sofre de um cancro na próstata

A estrela de Tiger King, Joe Exotic, revelou que tem cancro de próstata e voltou a pedir a sua libertação da cadeia. Joseph Maldonado-Passage, mais conhecido por Joe Exotic, está a cumprir pena de prisão depois …

Ryanair passa de lucro a prejuízo de 815 milhões de euros no último ano

A irlandesa Ryanair revelou hoje que teve um prejuízo de 815 milhões de euros no ano fiscal terminado em 31 de março, contra um lucro de 1.002 milhões de euros no exercício anterior. Na base deste …

Mais duas mortes e 199 novos casos em Portugal. R(t) sobe para 1

Portugal registou esta segunda-feira 199 novos casos de infeção por covid-19 e mais duas mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas …

"Ameaça emergente". Produção de armas em casa com impressoras 3D deixa polícia em alerta

O alerta surgiu da Europol. Na Europa, estão a ser fabricadas pistolas semiautomáticas em impressoras e teme-se que o fenómeno chegue a Portugal. Os programas podem ser descarregados em plataformas na internet. Segundo avança o Jornal …

Jerónimo acusa Governo de "falta de vontade" para responder à crise

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu que o Governo "tem meios" e só não responde aos problemas concretos causados pela crise sanitária, por lhe "faltar a vontade", dando como exemplo a questão das …

Marcelo Rebelo de Sousa inicia visita oficial à Guiné-Bissau, 32 anos depois de Mário Soares

Marcelo Rebelo de Sousa inicia esta segunda-feira à tarde a sua primeira visita oficial à Guiné-Bissau enquanto Presidente da República, com um programa intenso, que inclui encontros institucionais, com a comunidade portuguesa e uma homenagem …

Rui Pinto gera discórdia no inquérito ao Novo Banco. PSD levanta dúvidas sobre presença do hacker

No centro da discórdia está Rui Pinto, já que os partidos não conseguem chegar a um consenso sobre a convocatória do hacker para a comissão de inquérito ao Novo Banco. A sua presença será discutida …