A Wright Electric revela o seu primeiro avião eléctrico

(dr) Wright Electrics

Avião eletrico ESAero ECO-150 da Wright Electrics

Avião eléctrico ESAero ECO-150 da Wright Electrics

O carro eléctrico já é assunto do passado para uma startup americana. A Wright Electric – uma provável alusão aos Irmãos Wright, apontados como pioneiros da aviação – quer colocar um avião movido a electricidade nos céus daqui a, no máximo, uns dez anos.

O objectivo da Wright Electric é realizar viagens curtas, de até 480 km de distância, como as rotas Londres-Paris ou Boston-Nova York.

A empresa norte-americana apresentou o seu conceito do novo meio de transporte durante o Dia de Demonstração da Y Combinator, uma das maiores aceleradoras de startups de Silicon Valley, nos EUA.

O avião da Wright Electric terá 150 lugares e promete competir num mercado dominado pelas aeronaves dos modelos 737 da Boeing e A320 da Airbus. Para conseguir essa proeza, a empresa fechou uma parceria com a companhia aérea britânica de baixo custo EasyJet.

Há uma semana, no blog oficial, a Wright Electric insinuou que tinha fechado um acordo com a EasyJet. “Estamos animados por informar que temos uma potencial parceria com uma companhia aérea. Além disso, um indivíduo quer o nosso avião de 150 lugares como seu jacto privado.”

Jeff Engler, CEO da startup, disse durante o evento que a forma e o design do avião não trarão nenhuma novidade. Essas componentes do design de uma aeronave já foram aperfeiçoadas, explica Engler, citado pelo TechCrunch.

Na realidade, o que dificulta o desenvolvimento do avião é o que o torna interessante: a bateria que irá alimentar os motores. Caso a tecnologia avance rapidamente e as baterias se tornem melhores, veremos um avião totalmente eléctrico na próxima década.

Contudo, se tal não acontecer, a empresa pretende lançar uma aeronave com um motor híbrido – um sistema já utilizado em alguns carros.

De acordo com a Wright Electric, para a aeronave se tornar viável electricamente, será preciso reduzir a velocidade de cruzeiro. Entretanto, a empresa reconhece que as instituições que regulam a aviação exigem reservas substanciais de combustível.

Isso, segundo a startup, dificulta o sonho da viagem de longo curso em avião eléctrico. “Não estamos perto de um avião comercial. Mas é um começo.”

Apesar disso, a startup mantém as suas esperanças e tem trabalhado com várias empresas do sector, como a Chip Yates – empresa que registou até agora o maior voo eléctrico do mundo: mais de 1.400 km numa só viagem.

// EcoD

PARTILHAR

RESPONDER

Navio australiano filma meteoro a desintegrar-se no céu da Tasmânia

O navio de pesquisa científica da CSIRO capturou imagens surpreendentes de um meteoro a desintegrar-se no oceano, muito perto da Tasmânia. Na quarta-feira, o navio de pesquisa científica da CSIRO capturou um meteoro a desintegrar-se no …

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …