A NASA reinventou a roda

O Glenn Research Center, da agência espacial norte-americana NASA, anunciou a criação de um pneu praticamente indestrutível. É feito de uma liga de titânio e níquel, e tem memória.

O novo pneu superelástico da NASA é tão revolucionário, que os seus criadores já lhe chamaram a “reinvenção da roda“. Após anos de testes, que incluíram a recente visita de um carro-robô a Marte, o Superelastic Tire foi finalmente apresentado .

Desde meados da década passada que uma equipa de investigadores da NASA, sob o comando do engenheiro Vivake Asnani, trabalham numa roda de grande durabilidade que os veículos das missões espaciais possam usar.

Com esta “nova” roda, acabou definitivamente o uso da borracha e de uma câmara de ar como nos pneus clássicos que conhecemos. Em compensação, a malha deste material é extremamente resistente, com uma grande capacidade de adaptação a diferentes terrenos e, principalmente, um grande durabilidade.

“O resultado é um pneu que pode suportar uma deformação excessiva sem danos permanentes”, explica um porta-voz do Glenn Research Center ao apresentar a invenção.

Roda em qualquer terreno

A principal característica do Superelastic Tire é a “memória de formato” da malha metálica, que permite uma adaptação a qualquer tipo de terreno e um posterior retorno ao estado original. É o primeiro pneu verdadeiramente resiliente ao terreno.

Os testes mostraram que a nova roda pode passar por cima de grandes rochas na estrada, ou num terreno muito arenoso, sem perder tracção. “Estas ligas com memória de formato são capazes de sofrer uma deformação reversível de até 10%”, dizem os cientistas. Outros materiais têm uma capacidade de deformação de 0,3 a 0,5%

Além disso, o novo produto promete uma melhoria na capacidade de carga de um veículo, e torna também o eixo das rodas mais leve – o que diminui o peso do automóvel, permitindo uma maior economia de combustível.

Até agora, não há estimativa de quanto poderá custar o novo pneu, pois o protótipo requer adaptações aos veículos existentes. Mas os cientistas consideram que a nova invenção é “uma alternativa viável” aos pneus que usamos – há mais de um século.

ZAP // Ciberia / NASA

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente.
    Vamos ver quando o WRC o adoptar, nos pisos enlameados o poeirentos.
    E já agora, como se comporta em piso molhado, numa curva, a 80Km/h ?
    Pena só menos de 1% dos protótipos chegarem à produção em série.

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …