A dieta perfeita não existe

O número de dietas que existem não cabe nos dedos das nossas mãos, mas grande parte das pessoas vai dizer-lhe qual a melhor dieta a seguir. Mas não acredite, é tudo bluff.

Uma equipa de cientistas analisou um grupo de 1.100 adultos que consumiram os mesmos alimentos comuns durante 14 dias. Os investigadores controlaram os níveis de glicose dos participantes antes e depois das refeições e os resultados mostraram que as reações eram distintas entre os indivíduos – não há uma dieta perfeita que “encaixe” em toda a gente.

“Até ficamos surpreendidos com os resultados”, disse ao Business Insider Tim Spector, epidemiologista e professor do King’s College, em Londres, e líder do estudo. “Só porque existe uma dieta muito recomendada não significa que se encaixe nela.” No fundo, não há uma dieta ou intervenção alimentar que seja adequada para todos nós.

Spector apresentou os resultados na conferência da American Society of Nutrition deste mês. Para o estudo, os cientistas deram aos participantes refeições padrão e inseriram no braços sensores que monitorizavam continuamente os níveis de glicose. Além disso, os voluntários receberam uma ferramenta que media glicose, gorduras e insulina através de pequenas amostras de sangue, obtidas com uma pequena picada no dedo.

Os participantes – 60% dos quais gémeos idênticos – usaram também pulseiras para monitorizar os seus hábitos de exercício físico e sono. Além disso, tiravam uma fotografia a todos os alimentos que ingeriam.

No cardápio, existiam três tipos de bolos diferentes: um bolo rico em gordura e com baixo teor de açúcar; um muffin padrão com uma quantidade média de gordura e carboidratos; e um terceiro muffin, chamado “light”, que tinha mais açúcar mas menos gordura e era “mais fácil de digerir”.

Os cientistas queriam saber se os níveis de insulina dos participantes aumentavam depois de comerem os muffins ou se os níveis de glicose se alteravam ligeiramente, refletindo  uma resposta de insulina razoavelmente estável. No entanto, a equipa descobriu que era mais fácil prever como é que uma pessoa iria reagir com base nas suas próprias leituras anteriores de glicose, em vez de quaisquer diretrizes dietéticas passíveis de serem aplicadas a toda a população.

Esta é mais uma prova de que todos nós – até mesmo os gémeos idênticos – somos diferentes no que diz respeito à nutrição. “Devemos personalizar as dietas e não colocar toda a gente no mesmo saco”, disse Spector, realçando que, para a maioria das pessoas, podemos apenas fazer recomendações básicas sobre a sua resposta aos carboidratos ou a alimentos com gordura.

Por enquanto, as descobertas de Specter sugerem que é difícil saber de que forma a resposta do seu corpo a certos tipos de alimentos se compara à de outros. Ainda assim, o investigador afirma que há algumas regras que todos nós podemos seguir para comermos bem.

Uma das melhores formas de melhorar a sua saúde é prestar atenção ao seu microbioma e estimulá-lo, uma vez que os microrganismos do seu intestino ajudam o corpo a absorver nutrientes dos alimentos e a evitar doenças. Comer uma variedade de plantas é importante para um microbioma saudável, remata Tim Spector.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …