“A Amazónia não está a arder”, dizem o vice-presidente e o ministro. As imagens são da Mata Atlântica

Geoff Livingston / Flickr

O mico-leão-dourado, espécie quase extinta, vive na Mata Atlântica, a milhares de quilómetros da Amazónia

O vice-presidente e o ministro do Meio Ambiente do Brasil publicaram um vídeo que nega os incêndios na Amazónia e mostra imagens de um animal que vive a milhares de quilómetros daquela floresta, desencadeando uma onda de críticas no país.

O vídeo, produzido pela Associação de Criadores do Pará (AcriPará), um grupo formado por fazendeiros produtores de gado, foi divulgado na quarta-feira à noite nas contas da rede social Twitter do general Hamilton Mourão, vice-presidente brasileiro e chefe do Conselho Nacional da Amazónia Legal, e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

“De que lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos? O Brasil é o país que mais preserva suas florestas nativas no mundo. Essa é a verdade. Nós cuidamos!”, escreveu Hamilton Mourão na mensagem que acompanha o vídeo.

Recebi este vídeo, a Amazónia não está queimando”, afirmou Salles ao publicar o mesmo conteúdo. Logo no início, a produção audiovisual mostra um mico-leão-dourado, um tipo de macaco quase extinto, enquanto um narrador diz em inglês que a Amazónia não está a arder.

Segundo a Folha de S.Paulo, Maurício Fraga Filho, presidente da Acripará, associação de produtores de gado que assina o vídeo, explicou por WhatsApp que o mesmo foi produzido por duas associadas com a intenção de contestar as informações de um vídeo produzido pela Defund Bolsonaro, movimento internacional que se propõe alertar para o desmatamento da Amazónia.

O mico-leão-dourado não vive ali

A presença do mico-leão-dourado despertou atenção porque o animal só é encontrado na Mata Atlântica, um outro bioma que cobria grande parte do Brasil, mas que graças à ação humana tem hoje apenas 12,4% da sua vegetação original preservada em pequenas áreas remanescentes em estados do nordeste, sudeste e do sul do país.

Já a floresta amazónica está localizada, predominantemente, na região norte do país.

Assim que o vídeo começou a circular, internautas e ambientalistas questionaram o ministro e o vice-presidente, alegando que o mico-leão-dourado não vive na Amazónia e mostrar imagens dele para dizer que a maior floresta tropical do mundo não está a arder consiste em divulgar informação falsa.

Marcio Astrini, secretário-executivo da organização não-governamental Observatório do Clima, foi um dos especialistas que comentou a publicação do vídeo.

“O mau não é só o ministro Ricardo Salles partilhar vídeo que mostra imagens da Mata Atlântica dizendo que são da Amazónia, mas o facto de que o vídeo simplesmente afirma que a Amazónia não está a arder, contrariando a realidade. E ele concorda”, escreveu Astrini na rede social Twitter.

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), instituição pública ligada e mantida pelo Governo do Brasil, indicaram que apenas no mês de agosto a Amazónia brasileira registou 29.307 focos de queimadas.

O mapa dinâmico do Windy, captado à hora desta edição, mostra uma grande concentração de CO sobre a Amazónia, um foco que parece suplantar mesmo o localizado na  e África Central (Congo), ficando apenas aquém do foco sobre a costa leste dos Estados Unidos (Califórnia).

Questionado esta sexta-feira por jornalistas sobre a polémica, Mourão respondeu que “aquilo é uma integração Amazónia-Mata Atlântica”, alegação que também causou perplexidade dada a distância, de centenas de milhares de quilómetros, que separa os dois biomas.

A desflorestação da Amazónia no Brasil cresceu 34% de agosto de 2019 a julho de 2020 em comparação com o mesmo período anterior, segundo dados compilados anualmente pelo INPE.

Esta é a leitura mais completa de dados sobre a perda de vegetação da floresta amazónica no país já que considera dados coletados ao longo de 12 meses levando em conta as estações de seca e de chuvas que são fundamentais para entender o bioma.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta, com cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É isso… é tudo uma teoria da conspiração e os satélites são uma mentira… alguém está a falsificar as imagens satelite… etc etc etc (caso não se tenha apercebido estou a ser sarcástico… já vi de tudo por aqui!)

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …