“A Amazónia não está a arder”, dizem o vice-presidente e o ministro. As imagens são da Mata Atlântica

Geoff Livingston / Flickr

O mico-leão-dourado, espécie quase extinta, vive na Mata Atlântica, a milhares de quilómetros da Amazónia

O vice-presidente e o ministro do Meio Ambiente do Brasil publicaram um vídeo que nega os incêndios na Amazónia e mostra imagens de um animal que vive a milhares de quilómetros daquela floresta, desencadeando uma onda de críticas no país.

O vídeo, produzido pela Associação de Criadores do Pará (AcriPará), um grupo formado por fazendeiros produtores de gado, foi divulgado na quarta-feira à noite nas contas da rede social Twitter do general Hamilton Mourão, vice-presidente brasileiro e chefe do Conselho Nacional da Amazónia Legal, e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

“De que lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos? O Brasil é o país que mais preserva suas florestas nativas no mundo. Essa é a verdade. Nós cuidamos!”, escreveu Hamilton Mourão na mensagem que acompanha o vídeo.

Recebi este vídeo, a Amazónia não está queimando”, afirmou Salles ao publicar o mesmo conteúdo. Logo no início, a produção audiovisual mostra um mico-leão-dourado, um tipo de macaco quase extinto, enquanto um narrador diz em inglês que a Amazónia não está a arder.

Segundo a Folha de S.Paulo, Maurício Fraga Filho, presidente da Acripará, associação de produtores de gado que assina o vídeo, explicou por WhatsApp que o mesmo foi produzido por duas associadas com a intenção de contestar as informações de um vídeo produzido pela Defund Bolsonaro, movimento internacional que se propõe alertar para o desmatamento da Amazónia.

O mico-leão-dourado não vive ali

A presença do mico-leão-dourado despertou atenção porque o animal só é encontrado na Mata Atlântica, um outro bioma que cobria grande parte do Brasil, mas que graças à ação humana tem hoje apenas 12,4% da sua vegetação original preservada em pequenas áreas remanescentes em estados do nordeste, sudeste e do sul do país.

Já a floresta amazónica está localizada, predominantemente, na região norte do país.

Assim que o vídeo começou a circular, internautas e ambientalistas questionaram o ministro e o vice-presidente, alegando que o mico-leão-dourado não vive na Amazónia e mostrar imagens dele para dizer que a maior floresta tropical do mundo não está a arder consiste em divulgar informação falsa.

Marcio Astrini, secretário-executivo da organização não-governamental Observatório do Clima, foi um dos especialistas que comentou a publicação do vídeo.

“O mau não é só o ministro Ricardo Salles partilhar vídeo que mostra imagens da Mata Atlântica dizendo que são da Amazónia, mas o facto de que o vídeo simplesmente afirma que a Amazónia não está a arder, contrariando a realidade. E ele concorda”, escreveu Astrini na rede social Twitter.

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), instituição pública ligada e mantida pelo Governo do Brasil, indicaram que apenas no mês de agosto a Amazónia brasileira registou 29.307 focos de queimadas.

O mapa dinâmico do Windy, captado à hora desta edição, mostra uma grande concentração de CO sobre a Amazónia, um foco que parece suplantar mesmo o localizado na  e África Central (Congo), ficando apenas aquém do foco sobre a costa leste dos Estados Unidos (Califórnia).

Questionado esta sexta-feira por jornalistas sobre a polémica, Mourão respondeu que “aquilo é uma integração Amazónia-Mata Atlântica”, alegação que também causou perplexidade dada a distância, de centenas de milhares de quilómetros, que separa os dois biomas.

A desflorestação da Amazónia no Brasil cresceu 34% de agosto de 2019 a julho de 2020 em comparação com o mesmo período anterior, segundo dados compilados anualmente pelo INPE.

Esta é a leitura mais completa de dados sobre a perda de vegetação da floresta amazónica no país já que considera dados coletados ao longo de 12 meses levando em conta as estações de seca e de chuvas que são fundamentais para entender o bioma.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta, com cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É isso… é tudo uma teoria da conspiração e os satélites são uma mentira… alguém está a falsificar as imagens satelite… etc etc etc (caso não se tenha apercebido estou a ser sarcástico… já vi de tudo por aqui!)

RESPONDER

Morreu o prefeito de São Paulo que venceu a covid-19, mas que perdeu a batalha para o cancro

O prefeito da cidade brasileira de São Paulo, Bruno Covas, morreu este domingo, aos 41 anos, vítima de cancro, segundo a imprensa brasileira e várias personalidades que nas redes sociais têm lamentado a sua morte. Bruno …

China não está a conseguir macacos de laboratório suficientes para responder à procura da comunidade científica

A proibição do comércio de animais selvagens e o crescimento da investigação científica estão a causar uma escassez de macacos de laboratório na China. A oferta cada vez menor de macacos de laboratório, amplamente usados em …

Câmara do Porto recusa hastear bandeira LGBT no dia contra a homofobia

A Câmara Municipal do Porto recusou hastear a bandeira LGBTI+ na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, data em que se assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. Segundo o Público, a autarquia …

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …

Cavaco Silva considera que seria "chocante" PSD aprovar reforma das Forças Armadas

O ex-Presidente da República defende que é "um erro grave" a reforma das Forças Armadas que o ministro da Defesa pretende fazer, afirmando que seria para si "chocante" ver o PSD aprová-la. "Considero um erro grave …

Risco de ser hospitalizado ou morrer de covid diminui 90% após vacinação

O risco de um adulto ser hospitalizado ou morrer por covid-19 diminui 90% a 95% passados 35 dias sobre o início da vacinação, conclui um estudo divulgado este sábado pelo Instituto Nacional de Saúde de …

No Japão, combater a pandemia implica pedir ajuda a um grande gato cor-de-rosa

Um super-herói mascarado patrulha dois dos distritos mais movimentados de Tóquio para ajudar os cidadãos japoneses a derrotar o coronavírus. O seu nome é Koronon e é um gato cor-de-rosa. O cruzado é um mascote com …

Portugal regista mais uma morte e 334 novos casos. Internamentos voltam a subir

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 334 novos casos e registou-se mais um óbito. O boletim deste domingo dá ainda conta de mais 229 recuperados. Segundo o boletim epidemiológico deste domingo, dia 16 de maio, atualmente …

Romualda Fernandes - PS

"Senti alguma dor". Romualda Fernandes fala sobre a atitude racista da qual foi vítima

Romualda Fernandes pronuncia-se pela primeira vez sobre a notícia da Lusa para dizer que aquilo que a define não é a cor da pele, mas os seus valores. Em causa está uma notícia da Agência Lusa, …

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …