39 colégios com contrato de associação não vão abrir novas turmas

André Kosters / Lusa

O Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues

O Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues

O Governo anunciou esta terça-feira que não vai abrir turmas de início de ciclo em 39 colégios privados com contratos de associação, o que representa uma redução de 57% no financiamento a novas turmas.

Os números foram avançados pela secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, no final de uma reunião com a Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo.

De acordo com o Ministério da Educação (ME), para o próximo ano letivo não vão abrir turmas em início de ciclo – 5º, 7º e 10º anos de escolaridade – em 39 dos 79 colégios com contratos de associação com o Estado.

Rodrigo Queirós e Melo, director executivo da AEEP, explica ao jornal Público que estão em causa 370 turmas que, a serem suprimidas pela perda do financiamento do Estado, levarão os colégios a perder 9.800 alunos e serem “obrigados a despedir mil professores e pessoal não docente”.

O presidente da Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo disse, no final da reunião, que a associação não quer apelar a que as pessoas “façam coisas que não devam”, mas pediu aos colégios que usem “todos os meios” para lutar contra a decisão e admite o recurso aos tribunais, interpondo providências cautelares, uma medida que alguns estabelecimentos já acionaram.

Para esta quarta-feira já estava previsto o segundo Dia Amarelo, um protesto destas escolas que visa, através da cor das roupas da comunidade escolar, mostrar a indignação pelas medidas da tutela.

Em entrevista ao Diário de Notícias, esta quarta-feira, Alexandra Leitão, aponta que a poupança de “20 a 30 milhões” de euros com o fim dos contratos de associação por redundância da oferta “pode traduzir-se em retomar obras suspensas, em fazer outras que vão surgindo, manuais gratuitos, aumento da Ação Social Escolar”.

“Dar manuais gratuitos a todo o 1º ciclo – incluindo ao privado, sublinho – custa 12 milhões de euros. Estamos a falar de um número, de uma poupança, na casa do dobro disso”, sublinha a secretária de Estado da Educação.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. E muito bem!
    Se há oferta na escola publica, até é ilegal meter esses alunos no privado!
    Já chega de dar “mama” a esses colégios manhosos…

  2. O PR só tem que dar apoio ao governo, sob pena de estar a ceder a pressões de lobbies de parasitas, que querem estatuto de finos e poderosos com o “dinheiro dos pobres e maltrapilhos”. O feudalismo foi na Idade Média aí é que se vivia da vassalagem, a troco de segurança do Senhor feudal. Hoje além de já não estarmos nesse tempo, estes potenciais “senhores” estão na base da pirâmide. Vivem à custa dos outros, são arrogantes sem “charme” e em vez de protegerem alguém, prejudicam quem para eles trabalha, que na maioria dos casos são explorados e humilhados com tarefas que não lhes competem.
    As crianças não deixam de ter escola , os pais é que deixam de se poder babar, os 1000 trabalhadores, se forem despedidos, é uma sorte, porque podem ser integrados com outra dignidade na função para que estudaram: ser professores, educadores de infância ou psicólogos e terem horários, dentro da legalidade.

    • Concordo plenamente com tudo o que foi dito pela “Flor do Trancão”! Conheço uma escola privada que faz mais de 20km de distância para “angariar alunos” e fazer novas turmas com o dinheiro dos contribuintes! Os pais querem que os filhos andem no privado, então que paguem do seu próprio bolso, e depois sim, podem babar-se!! Os professores do público também foram para o desemprego! Conheço uma professora que trabalha há 17 anos, é contratada e neste momento está a 600Km de casa a trabalhar e com muita sorte!! Os diretores dos colégios privados estão zangados, temos pena :(!!!! Acabou-se a galinha dos ovos de ouro e a “mama” deles!! O governo faz muito bem em acabar com esta pechincha!!!

  3. Santa ignorância que aqui vai! Mama é o que as escolas publicas têm (e muita da função pública)! Feudalismo é o que grande parte da função pública representa!
    O importante aqui é garantir as melhores condições de acesso ao ensino, com o menor custo possível para os cidadãos. Devia ser determinado um valor referência a atribuir por turma (em função das possibilidades do nosso país), e esse valor devia ser atribuído sem distinção entre escola pública ou privada. Tal não iria sair mais caro (até porque a escola pública trabalha de borla, ao contrário do que até parece lendo os comentários dos últimos dias…). Os pais e os alunos que escolham o projecto mais bem conseguido e que mais garantias dá, seja ele proveniente do público ou do privado. O que tem de se garantir é que as condições de acesso sejam iguais para todos e os apoios também.

    • Utopia é apenas um livro. Nada é de borla. Nada tenho contra colégios privados, mas tenho tudo contra colégios privados que vivem do dinheiro público. Agora não se compare o que não é comparável: os colégios podem seleccionar alunos a escola pública não, os colégios podem seleccionar professores e funcionários a escola pública não, os colégios podem aldrabar as notas a escola pública também, os funcionários dos colégios comem e calam os da escola pública podem fazer greve. Quanto à liberdade de escolha é muito giro mas vejam o granel do estabelecimento da rede escolar, da constituição de turmas, da alocação de professores às turmas e depois digam então alguma coisa de sério …

    • Colégio privado = PPP = mina de ouro
      85.000 € por turma de 30 alunos do 1º ciclo
      1 Professor com 20 anos de serviço = 2000 € * 14 meses = 28.000 € ( duvido que paguem como no público mas suponhamos !!!)
      1 Funcionário = 600 € + Seg Social * 14 meses = 14.000 €
      43.000 € para instalações e afins por ano e turma
      Espectáculo !!! Eu também gostava …

      • ASDRUBAL, vi os seus 2 comentários anteriores e são mais as coisas com que concordo do que as com que discordo. Quanto à questão do acesso, tal como disse no meu comentário anterior, é fundamental que todos os alunos estejam em igualdade de oportunidade quando o financiamento é público. Querem fazer selecção de alunos, deixam de ter financiamento… As notas são aldrabadas?, tb o podem ser em qualquer escola, por essa mesma razão os métodos de avaliação devem se cada vez mais a nível nacional e iguais para todos. 85.000? por turma?, tb eu acho um exagero face à realidade do nosso país, mas ao que consta não fica muito mais barato no público (se é que fica mais barato). Deve encontrar-se um valor equilibrado e atribuí-lo indistintamente a projecto público ou privado. Agora do que tenho certeza é que há muita gente com muito boas ideias, competência e vontade de trabalhar, e não percebo porque não o possam fazer com as mesmas condições de financiamento com que muitas escolas publicas o fazem, quando muito do que é publico no fundo não é mais do que uma rede de compadrios, laxismo, incompetência, e maus vícios. Felizmente há excepções, há bons exemplos no público e maus no privado, mas a diferença é que aí os consumidores podem escolher…

  4. Pois, em vez de gastar 20milhoes com os privados, vai gastar 40milhoes com o publico…. O publico não é de graça. É pago com os meus impostos.
    No privado, eu como pai controlo a qualidade do ensino. No publico, eles fazem o que querem. É esta a diferença…

    • Sr Adriano Silva, o público não é de graça, sim senhor, é pago com os nossos impostos, então se quer ter os seus filhos no privado, pague com o seu dinheiro que é aquilo que eu Faço, ou seja, quem tem os filhos no público não tem de pagar para eu ter os meus no privado… agora, outra coisa completamente diferente seria dizer: O ensino Público tem de ser de qualidade quer no conteúdo quer nas condições de manutenção, assim sim, concordo, mas tenho a certeza que é isso que este governo quer fazer. Eu não posso é pagar impostos para que os outros tenham os seus filhos no privado ás minhas custas! Querem pagam!

      • A ignorância deste homem. Quem está a pagar para os seus filhos estarem no sistema privado, paga tambem pelos filhos dos outros no público. PAga duas vezes, compreende ? E depois ha umas vagas no privado, para quem é pobre e não consegue pagar a mensalidade do colégio, e não tem escola publica proximo. E esta condição, quem a deveria ter supervisionado eram os governantes, e não os diretores dos colegios.

  5. Cheque Ensino e os pais que escolham qual a melhor escola para os seus filhos. A escola pública é boa para os professores andarem sistematicamente de baixa em baixa, ou para serem sindicalistas de carreira, ou ainda para vários parasitas fazerem negociatas à conta de parques escolares e tretas afins. Na escola pública o professor pensa que é um senhor intocável e por isso muitos encostam-se como bem podem. No privado, meus amigos, ou trabalham ou vão para o car****

  6. Esta Secretária de Estado continua a mentir quando fala em poupanças! As contas são tão fáceis de fazer que só alguém muito mal intencionado é capaz de as negar! Tenha vergonha, Leitão!

      • Sim, as escolas públicas que não fazem falta devem deixar de ter a mama, tão típica da função pública, e viver com as regras do privado, tendo apenas apoio se tiverem procura e adesão por parte da população. Assim o nosso dinheiro apenas é gasto com os projectos que inspiram credibilidade.
        Acabemos com os serviços públicos inúteis e medíocres.

      • Não posso estar mais de acordo consigo, esta gente quer “parecer” o que não é mas à conta dos outros… querem colégios paguem-nos!

  7. Livros GRATUITOS para o 1° ciclo… no PRIVADO?
    Era o que faltava. Quem quer por os filhos no PRIVADO que pague. Assim vão poupar-se muitos milhões e evitar mais impostos.

RESPONDER

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …

59 autarcas constituídos arguidos na Operação Éter

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito …