/

Reclusos fogem da prisão e pagam por ajuda de pastor (que os entrega e recebe 13 mil dólares)

Um pastor da República da Calmúquia, no sul da Rússia, receberá um milhão de rublos (cerca de 13 mil dólares) por ajudar a prender um grupo de seis reclusos que fugiram da prisão.

Segundo relatou a RIA Novosti, citada pela RT, a 22 de setembro, os reclusos fugiram da prisão de segurança máxima na cidade de Shamjal, na República do Daguestão. Os presos conseguiram escapar da prisão através de um túnel de 50 metros que cavaram dentro de uma oficina de produção de peças de gamão, xadrez e damas.

Os guardas descobriram a passagem subterrânea durante uma inspeção de rotina no dia seguinte à fuga. Em seguida, verificaram os reclusos e descobriram que seis estavam desaparecidos. A 30 de setembro, foi noticiado que o grupo foi apanhado.

Contudo, depois de escapar, os fugitivos caminharam ao longo dos trilhos da ferrovia, onde encontraram um pastor local, ao qual ofereceram dinheiro para levá-los para outra cidade. O pastor percebeu que eram fugitivos e concordou em ajudá-los. No entanto, informou mais tarde a polícia sobre o paradeiro dos seis homens, que foram então detidos.

Antes da denúncia, o Presidente do Daguestão, Vladimir Vasiliev, havia anunciado uma recompensa de um milhão de rublos por informações sobre os fugitivos. Dois deles cumpriam penas de 14 e 15 anos por homicídio, enquanto os demais tinham várias condenações por tráfico de drogas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.