32 anos depois, McDonald’s sai da Rússia

1

O McDonald’s anunciou, esta segunda-feira, que irá começar o processo de venda da cadeia de restaurantes na Rússia, após 32 anos de atividade.

Mais de 30 anos depois, o McDonald’s diz adeus à Rússia. A multinacional de restaurantes vai vender o seu negócio no país, depois de ter anunciado o encerramento temporário das suas unidades no mercado russo em março, na sequência da invasão da Ucrânia.

“A crise humanitária provocada pela guerra na Ucrânia e o contexto imprevisível para continuar a operar levaram a McDonald’s a concluir que o negócio na Rússia já não é sustentável nem consistente com os valores da McDonald’s”, lê-se no comunicado.

A McDonald’s tem 850 restaurantes e 62 mil empregados na Rússia. Segundo o Expresso, a decisão irá implicar um custo, nas contas do grupo, entre 1,2 e 1,4 mil milhões de dólares, o equivalente a um valor entre 1,15 e 1,34 mil milhões de euros.

A cadeia de fast food irá vender todos os seus restaurantes na Rússia a um comprador local, que deixará de usar a marca McDonald’s e o seu menu de refeições.

Apesar da decisão, a empresa vai continuar a garantir os salários dos seus funcionários até ao fecho desta transação e irá procurar que esses trabalhadores continuem a ter emprego junto do novo proprietário dos restaurantes.

Chris Kempczinski, presidente executivo da multinacional, disse no comunicado que estava orgulhoso dos funcionários e que a decisão foi “extremamente difícil“, mas que o compromisso com os seus valores significa que não podem continuar ali.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.