3 polícias franceses detidos em caso de colaborador que agrediu manifestante

Philippe Wojazer / EPA

O Presidente francês, Emmanuel Macron

Três polícias foram detidos, este sábado, por terem mostrado imagens de videovigilância ao colaborador do Presidente francês, filmado a agredir um manifestante durante o desfile do 1º de Maio, informou a procuradoria de Paris.

Os três homens foram presos por “apropriação indevida de imagens de um sistema de videovigilância” e por “quebra de sigilo profissional“.

No âmbito deste caso, o ministro do Interior francês, Gérard Collomb, será interrogado na segunda-feira às 10h00 locais (09h00 de Lisboa) pela comissão da Assembleia Nacional dotada de poderes de investigação, anunciou o presidente desta comissão, Yael Braun-Piveta (do LREM, partido da maioria presidencial).

O ministro do Interior “condenou duramente” as ações destes três funcionários, suspensos na sexta-feira de manhã por precaução.

A polícia realizou hoje buscas na casa de Alexandre Benalla em Issy-les-Moulineaux, nos subúrbios do sudoeste de Paris. O colaborador do Presidente francês, responsável pela sua segurança durante a campanha presidencial de 2017 e agora nomeado “encarregado de missão” no Elysee, está sob custódia policial desde a manhã de sexta-feira.

De acordo com várias fontes relacionadas com o processo, os três oficiais superiores envolvidos, da Direção de Ordem Pública e Trânsito (DOPC) da Polícia de Paris, são o vice-chefe de gabinete, um comissário e o comandante responsável pelas relações entre a sede da polícia e o Eliseu.

Segundo a procuradoria, as imagens de videovigilância foram “mal comunicadas a terceiros na noite de 18 de julho”, precisamente na noite em que este caso foi revelado pelo jornal Le Monde.

Este processo envenenou por vários dias o Executivo francês, acusado pela oposição de ter sido informado muito rapidamente das ações de Benalla e de ter tentado abafar o caso.

Além disso, o caso também gerou polémica porque o funcionário de Macron só foi suspenso temporariamente, de 4 a 19 de maio, sem direito a vencimento.

Benalla, cuja demissão foi anunciada na manhã de sexta-feira, foi convidado como observador da polícia para supervisionar os desfiles do Dia do Trabalhador. O gabinete presidencial anunciou o seu despedimento, alegando que “surgiram dados novos” sobre o caso.

Um quinto homem, Vincent Crase, empregado do partido de Macron e reservista da polícia, também está sob custódia policial desde sexta-feira. Crase estava com Benalla a 1 de maio e é suspeito dos mesmos factos que o colaborador presidencial.

O chefe de gabinete do Presidente Emmanuel Macron, Patrick Strzoda, que estava na comitiva, foi ouvido na quinta-feira como testemunha.

Além da investigação preliminar da justiça, aberta na quinta-feira por iniciativa da Procuradoria de Paris, um inquérito administrativo foi lançado pela autoridade que investiga a polícia e um outro inquérito pela Assembleia Nacional.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Advogados ligados à PLMJ contestam interesse público de revelações de Rui Pinto

A invocação de interesse público dos documentos e das informações expostas por Rui Pinto na Internet foi contestada, esta quarta-feira, por advogados ligados à sociedade PLMJ, na 18.ª sessão do julgamento do processo "Football Leaks". Na …

Microempresas do turismo do Norte com maior adesão a apoios

As microempresas de turismo do Norte foram as que mais dinheiro receberam da linha de apoio à tesouraria criada em resposta ao impacto da pandemia nesse setor, ficando com 29,3% (15,3 milhões de euros) do …

Migrantes marroquinos "desesperados e assustados" em greve de fome. Entre eles está uma mulher grávida

Seis dos migrantes marroquinos que chegaram ilegalmente em setembro estiveram em greve de fome, entre os quais uma grávida. Dizem não serem autorizados a falar com as famílias há mais de 40 dias. O protesto é …

TAP precisa de mais de 100 milhões por mês até final de 2020

O Plano de Tesouraria da TAP para 2020 revela que a empresa precisa, em média, mais de 100 milhões de euros por mês até ao final do ano para suprir as necessidades de liquidez. De acordo …

Fafe declara estado de emergência municipal devido à "rapidez" da propagação da covid-19

O concelho de Fafe está em estado de emergência municipal devido à “evolução grande” do número de infetados com o novo coronavírus e à “rapidez” da propagação, anunciou o presidente da Câmara. Em vídeo publicado nas …

Ameaça iminente. FBI alerta que hackers vão atacar sistema de saúde dos Estados Unidos

O Departamento Federal de Investigação (FBI) e duas agências federais anunciaram que cibercriminosos estão a desencadear um grande ataque de resgate contra o sistema de saúde dos Estados Unidos. Num alerta conjunto, o FBI e duas …

Multidão para ver ondas gigantes na Nazaré. Câmara corta acesso ao Farol

A Câmara e a Capitania da Nazaré decidiram cortar o acesso pedonal à estrada do Farol, para conter a excessiva concentração de público que assiste às ondas gigantes e garantir condições de segurança, informou o …

"Os números falam por si". Fauci critica reação dos Estados Unidos à pandemia e politização das máscaras

O principal epidemiologista norte-americano, Anthony Fauci, criticou a política errática do Governo do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação à covid-19, e lamentou o escasso uso de máscaras devido a motivações políticas. Durante uma …

Turistas podem circular entre concelhos apesar das restrições

Apenas os turistas estão autorizados a circular entre concelhos, apesar das restrições que vigoram entre 30 de outubro e 3 de novembro, indicou a AHRESP, citando um esclarecimento do Executivo. Segundo o esclarecimento enviado pelo gabinete …

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …