Colaborador de Macron investigado por agredir manifestante

Etienne Laurent / EPA

O Presidente francês, Emmanuel Macron, (ao centro) com o segurança Alexandre Benalla (à direita)

A justiça francesa anunciou a abertura de uma investigação preliminar após a transmissão de imagens de um colaborador do Presidente Emmanuel Macron a agredir um manifestante no 1º de maio.

A investigação também tem como alvo a “usurpação de sinais reservados à autoridade pública”, disse o Ministério Público à agência France-Presse (AFP), referindo-se ao facto de o colaborador se ter equipado com “um capacete com uma viseira da polícia, embora não seja polícia”.

Num artigo online na noite de quarta-feira, acompanhado por um vídeo, o Le Monde revelou que “Alexandre Benalla, um conselheiro próximo do Presidente da República (…) atacou um jovem no chão durante uma manifestação “, por ocasião do 1º de maio, Dia do Trabalhador, que tradicionalmente coincide na França com muitos eventos.

De acordo com a AFP, o segurança foi responsável pela segurança de Emmanuel Macron durante a campanha presidencial que levaria à sua vitória em 2017, antes de ser nomeado “encarregado de missão” no Elysee, a Presidência francesa, como assistente chefe do Gabinete Adjunto do Presidente François-Xavier Lauch.

“O homem de capacete, obviamente fora dele, arrasta (o jovem) no chão, agarra-lo violentamente no pescoço por trás e depois agredi-o várias vezes”, relata o Le Monde, que afirma que “o diretor do gabinete de Emmanuel Macron, Patrick Strzoda, confirmou que Benalla era de facto o homem do vídeo”.

Strzoda disse ao jornal que suspendeu temporariamente o funcionário de 4 a 19 de maio, ameaçando-o de demissão no caso de uma nova lacuna. De acordo com a AFP, Benalla pediu para “observar” o policiamento no 1º de maio, o que o diretor de gabinete tinha aceitado.

O colaborador recebeu “a mais séria sanção já pronunciada contra um alto funcionário que trabalha no Elysee”, disse o porta-voz da presidência à agência France-Presse.

 

Questionado sobre este caso durante uma visita ao sudoeste da França, Emmanuel Macron recusou-se a responder. “Estou aqui com as pessoas”, afirmou à France-Presse entre os funcionários e fatores com os quais discutiu os novos empregos em La Poste.

De acordo com o Público, vários políticos pediram “sanções mais duras” contra Benalla e criticam também o facto de o Eliseu não ter informado as autoridades.

Este vídeo é chocante. Hoje, ficamos com o sentimento de que na equipa de Macron há um que está acima da lei. É óbvio que Macron tem de falar sobre isto”, disse Laurent Wauquiez, presidente d’Os Republicanos à rádio Europe 1.

“Este caso é grave, simboliza a violência social infligida pelo novo poder. Não é um caso anedótico. Deve ser denunciado”, afirmou, por sua vez, Eliane Assassi, presidente do grupo Comunista no Senado.

O deputado da direita Eric Ciotti aproveitou um debate no Parlamento para frisar que o Presidente devia ter denunciado o segurança, ao abrigo do artigo 40 do Código Penal francês, que diz que “todas as autoridades constituídas, oficial ou funcionário público que, no exercício das suas funções, tenha conhecimento de um crime ou delito deve avisar sem demoras o procurador da República”.

Entretanto, escreve o mesmo jornal, surgiram várias outras imagens do segurança a agarrar e a retirar jornalistas à força de eventos públicos em que Macron participou, com a oposição a exigir uma investigação por uma comissão de inquérito independente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China. Cientistas testam vacina contra a SIDA em seres humanos

Um grupo de cientistas chineses vai testar uma vacina "duradoura" contra o vírus da sida, em 160 voluntários, na primeira vez que uma vacina deste género atinge a segunda fase de testes, segundo a imprensa …

Empresa de Sérgio Ramos multada em 250 mil euros por cortar dezenas de árvores ilegalmente

A cidade de Alcobendas, em Espanha, decidiu em sessão plenária extraordinária multar a empresa Aguileña de Inversiones SA, veiculada ao futebolista Sérgio Ramos, em 250.000 euros devido ao abate ilegal de dezenas de árvores. Segundo escreve a …

Postal enviado de Hong Kong em 1993 chegou aos Estados Unidos esta semana

Uma norte-americano recebeu, esta semana, um postal oriundo de Hong Kong e datado de 1993 em perfeitas condições de preservação. Agora, falta encontrar os verdadeiros destinatários. Tal como conta a emissora norte-americana CNN, a mulher, Kim …

Além de programas e subscritores, Netflix está a perder (sobretudo) confiança

A Netflix apresentou, neste segundo semestre do ano, um crescimento global aquém das expectativas e, pela primeira vez, assistiu a uma perda de subscritores naquele que é o seu principal mercado. Estes resultados não agradaram …

Criança descobre fóssil de crocodilo gigante pré-histórico que habitou Amazónia

O rapaz de onze anos estava a pescar com o pai, nas margens brasileiras do rio Acre, quando descobriu a mandíbula de um crocodilo gigante pré-histórico que habitou a Amazónia há oito milhões de anos. Uma …

Protestos, detidos e estado de emergência. Um super-telescópio está a agitar o Havai

Centenas de manifestantes estão reunidos, na base da montanha Mauna Kea, no Havai, para contestar a construção no seu pico de um super-telescópio, avaliado em mil milhões de dólares. Segundo o Washington Post, os anciãos havaianos, conhecidos …

A Brienne de A Guerra dos Tronos propôs-se a um Emmy. E conseguiu a nomeação

A atriz Gwendoline Christie, que interpreta a cavaleira Brienne of Tarth em A Guerra dos Tronos, propôs-se a um Emmy depois de a produtora HBO não a ter indicado para os maiores prémios da televisão. Christie …

Espiões nos recreios das escolas para ver se as crianças falavam Catalão

O Governo regional da Catalunha autorizou que elementos de uma organização não governamental se introduzissem nos recreios das escolas para aferirem se as crianças e os professores falavam Catalão ou Espanhol. A iniciativa foi levada a …

Bill Gates já não é o segundo homem mais rico do mundo

O fundador da Microsoft, Bill Gates, já não é o segundo homem mais rico do mundo. Segundo o ranking elaborado pela Bloomberg, o empresário foi destronado pelo francês Bernard Arnaut, dono da empresa de artigos …

Passageira tenta abrir porta do avião em pleno voo e obriga piloto a aterrar de emergência

Uma passageira que se comportou de forma agressiva e descontrolada durante um voo que seguia de Londres para a Turquia obrigou o piloto a regressar ao aeroporto de Stansted, escoltado por dois jatos militares. O incidente …