Já podemos ver o mundo pelos olhos dos animais

Os humanos estão um passo mais próximos de ver o mundo como o veem os animais, graças a uma nova tecnologia desenvolvida por investigadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Universidade de Exeter, no Reino Unido.

O método de visualização criado por estes cientistas permite percecionar o mundo tal como o veem diferentes espécies de animais, tanto aquáticas como terrestres.

A tecnologia, chamada pelos seus criadores, Quantitative Color Pattern Analysis (QCPA), muda a cor de uma fotografia de acordo com a forma como diferentes espécies a perceberiam.

Em comunicado, Cedric van den Berg, da Escola de Ciências Biológicas da Universidade de Queensland, disse que, até agora, era difícil entender a forma como os animais viam o mundo. “A maioria dos animais tem sistemas visuais completamente diferentes dos humanos, portanto, para muitas espécies, não é claro como percecionam informações visuais complexas ou padrões de cores na natureza, ou como isso direciona o seu comportamento”, disse.

A nova tecnologia, de acordo com o estudo publicado este mês na revista científica Methods in Ecology and Evolution, “é uma coleção de software e hardware que combina técnicas inovadoras de processamento de imagem com visualização digital e ferramentas analíticas. Juntos, esses instrumentos melhoram muito a nossa capacidade de analisar informações visuais complexas através dos olhos de animais“, explicou van den Berg.

Jolyon Troscianko, co-líder do estudo da Universidade de Exeter, disse que os padrões de cores têm sido fundamentais para entender muitos problemas evolutivos fundamentais, como a forma como os animais se assinalam entre si ou se escondam de predadores.

“Sabemos há muitos anos que entender a visão e a sinalização dos animais depende da combinação de informações de cores e padrões, mas as técnicas disponíveis eram quase impossíveis de serem implementadas sem alguns avanços importantes que desenvolvemos para esta estrutura”, disse.

Ainda que alcance a sua máxima eficiência quando se aplica a sistemas de câmaras especiais, o QCPA pode também analisar imagens captadas por câmaras comuns, como as dos smartphones. Além da sua capacidade de lazer, também pode ser uma ferramenta útil para os cientistas, segundo Karen Cheney, que também colaborou no projeto.

“A flexibilidade da ferramenta permite que os investigadores estudem os padrões de cores e o ambiente natural de uma ampla variedade de organismos, como insetos, pássaros, peixes e plantas com flores. Estamos a ajudar as pessoas a cruzar as fronteiras entre perceção visual humana e animal”, concluiu.

Foram necessários quatro anos para desenvolver e testar a tecnologia, incluindo o desenvolvimento de uma plataforma interativa online orientada para investigadores, professores e alunos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao …

Telemóvel de Jeff Bezos terá sido hackeado por príncipe herdeiro saudita

O telemóvel do dono da Amazon Jeff Bezos terá sido hackeado pelo príncipe da coroa saudita Mohammed bin Salman em maio de 2018, revela uma investigação do The Guardian. O multimilionário norte-americano Jeff Bezos, CEO da …

"Muu". O mugido de uma vaca pode revelar como se sente

https://vimeo.com/386240607 Ao ouvido humano, os mugidos parecem indistintos. No entanto, um estudo recente revelou que cada vaca tem a sua própria voz - e esta persiste em inúmeras situações. De acordo com um estudo recente, levado a …

Aeroporto do Montijo avança com luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente

O projeto do novo aeroporto no Montijo, na margem sul do Tejo, recebeu esta terça-feira uma decisão favorável condicionada em sede de Declaração de Impacte Ambiental (DIA), anunciou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Em comunicado, …

Vírus da China faz nona vítima mortal. Já há casos em Macau e nos Estados Unidos

O número de mortes causadas por um novo tipo de pneumonia na China subiu esta quarta-feira para nove, com a morte de mais três pacientes, enquanto o número total de infetados é já superior a …

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …