/

Portugal bate novo recorde de casos nas últimas 24 horas. Houve 11 mortes

1

Manuel de Almeida / Lusa

Portugal regista, esta quinta-feira, mais 11 óbitos e 2101 novos casos de infeção de covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da DGS, dos 2101 novos casos, 1146 são na região Norte e 733 na região de Lisboa e Vale do Tejo. No Centro há mais 163 casos, no Alentejo há mais 40, no Algarve há mais 13 e nos Açores e na Madeira há mais um e cinco casos, respetivamente.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença é agora de 93.294. Há, neste momento, 36.085 casos ativos, mais 1502 do que na quarta-feira, dia em que Portugal ultrapassou, pela primeira vez, a barreira dos dois mil casos diários.

Estão também confirmadas 2128 mortes devido à covid-19, mais 11 óbitos do que nas últimas 24 horas. A DGS indica que duas destas vítimas mortais eram da região Norte, duas eram da região Centro e sete encontravam-se na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Neste momento, existem 993 doentes internados (mais 36 do que ontem), dos quais 139 estão nos cuidados intensivos (mais quatro do que ontem). O boletim da DGS também aponta para mais 588 doentes recuperados, verificando-se já um total de 55.081 pessoas.

Há ainda 51.601 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 1057 em relação a quarta-feira.

Esta quinta-feira, Portugal continental entrou novamente em estado de calamidade, que vigora até ao dia 31 de outubro. O nível de alerta traz com ele oito novas medidas e, durante esta fase, o Governo pode anunciar outras restrições para impedir a propagação do vírus, nomeadamente relativas à circulação.

Mais de 38.571.770 pessoas foram infetadas em todo o mundo com o novo coronavírus desde que este foi descoberto, em dezembro, na China, indica o balanço mais recente da agência France-Presse.

O número de mortos no mesmo período foi de 1.093.624 e pelo menos 26.662.700 pessoas são consideradas curadas, segundo a AFP.

  ZAP //

1 Comment

  1. Sim, mas geriram muito bem a crise. Só o Brasil e os EUA é que geriram mal, porque Trump é mau e Bolsonaro é mau. De resto, tem sido fantástica a resposta e as coisas vão lindamente. Espetáculo. Viva o nosso querido líder.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.