“Não sabemos onde estão.” Pelo menos 100 jihadistas escaparam de prisões na Síria

unisgeneva / Flickr

James Jeffrey, enviado da administração Trump para a Síria

James Jeffrey, enviado da administração Trump para a Síria, que falava perante a comissão de Relações Externas da Câmara de Representantes, em Washington, disse que o número de jihadistas que escaparam de prisões na Síria “deve ser superior a 100”.

Pelo menos uma centena de efetivos do grupo extremista Estado Islâmico (EI) escaparam desde o início da ofensiva militar turca no nordeste sírio, desencadeada no passado dia 9 de outubro, anunciou esta quarta-feira um alto responsável norte-americano.

James Jeffrey, enviado da administração Trump para a Síria, que falava perante a comissão de Relações Externas da Câmara de Representantes, em Washington, disse que “o número deve ser superior a 100. Não sabemos onde eles estão“.

No âmbito da ofensiva lançada pela Turquia, contra os combatentes curdo-sírios, aliados de Washington e dos ocidentais na luta contra o Daesh, muitos países manifestaram a sua preocupação com o destino dos milhares de jihadistas estrangeiros detidos em campos controlados pelas forças curdas. “Quase todas as prisões que as Forças Democráticas da Síria [FDS] controlam estão ainda seguras”, indicou Jeffrey.

O responsável acrescentou que os EUA mantêm efetivos na Síria que, em conjunto com as FDS, estão a ajudar “da melhor maneira possível” a questão do controlo das prisões, que frisou ser “uma das prioridades“.

Na terça-feira, a Turquia indicou que não iria retomar a operação militar na Síria, dado as forças curdas se terem retirado das zonas fronteiriças. O acordo com a Rússia prevê a retirada das YPG do resto da fronteira turca entre o rio Eufrates e a fronteira iraquiana no prazo de 150 horas a partir das 09:00 locais (10:00 em Lisboa) desta quarta-feira.

Ancara controlará a referida faixa entre Tal Abyad e Ras al-Ayn e o acordo não evoca qualquer data de retirada dos turcos.

No caso dos setores junto àquela faixa, após a retirada das forças das YPG (Unidades de Proteção Popular) – que deve ser “facilitada” pela polícia russa, incluindo em Minbej onde os russos e os sírios já estão -, vão circular patrulhas conjuntas turco-russas. O acordo prevê também um esforço conjunto para facilitar o regresso de refugiados.

A Turquia, que acolhe 3,6 milhões de refugiados sírios, deu como uma das razões para a criação da zona de segurança visada pela ofensiva no norte sírio o regresso de cerca de dois milhões daqueles refugiados ao seu país.

A invasão turca do norte da Síria já provocou dezenas de mortos e milhares de deslocados e refugiados entre a população civil.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …