Zoo do Rio de Janeiro duplica a produção de gelados para animais suportarem o calor

Carla tem cerca de 50 anos e, para suportar o calor do verão no Rio de Janeiro, come 50 quilos de gelados por dia – tudo sem conservantes nem açúcar. Carla é a elefanta do Zoológico do Rio de Janeiro, que para se preparar para o verão deste ano comprou um novo congelador e duplicou a produção de “sorvete” para os animais.

A dieta da elefanta Carla é cuidadosamente controlada pela zootecnista Karla Cunha. “Com o calor, a gente percebe que os animais ficam quietos, fadigados e apáticos. Com os gelados, eles movimentam-se mais e refrescam-se. A apatia diminui no momento de prazer que eles têm”, conta a zootecnista.

Desde novembro, o zoológico prepara 200 quilos de comida congelada para os animais, que são distribuídos a primatas, felinos, ursos e elefantes. Os carnívoros, como o tigre e a onça, recebem carne congelada. Já os omnívoros – que se alimentam de vegetais e carnes – como os chimpanzés, recebem frutas batidas com iogurte ou puras. Além disso, a poda das árvores foi interrompida para garantir mais sombra, e as jaulas contam com aspersores de água e renovação de água corrente.

Além de se refrescarem, os animais são estimulados a procurar a melhor forma de comer os snacks. Os macacos, por exemplo, ao perceberem que se trata de um alimento gelado, aprendem a comer os “picolés” (gelados de gelo em palitos) de fruta a segurar nos palitinhos.

Já os elefantes têm que encontrar formas de quebrar o gelo para chegar à fruta congelada com a tromba: “Tudo isto vai ativando o raciocínio e a memória e faz com que o animal aumente a atividade física. Eles interagem, e isso e aguça os sentidos, como olfato e paladar”.

Os gelados e picolés não podem levar açúcar e têm que ser preparados pelo próprio zoo para atender às necessidades de cada espécie. As frutas preferidas têm sido as que contêm água, como a melancia, o melão e a uva. Segundo Karla, alimentar os animais com gelado normal pode causar diabetes e problemas dentários, como cáries.

A dieta especial vai até março, quando acaba o verão, e os visitantes do zoológico podem ver os animais a comer gelados nos horários de mais quentes: no fim da manhã e no início da tarde.

Também com um gelado na mão, Gabriel Machado, de 5 anos, foi ao zoológico do Rio com a família esta segunda-feira, quando os termómetros no Rio de Janeir registavam 36,4ºC. “Está muito calor mesmo. O meu pai até colocou ar condicionado na minha casa. Para o bicho, o jeito é tomar o picolé“, diverte-se o miúdo.

Hiago Silva, de 10 anos, não acredita que os picolés consigam amenizar o calor que os animais estão a passar no verão. Morador da favela da Rocinha, foi ao zoológico num passeio da colónia de férias organizada pela unidade de polícia pacificadora da sua comunidade. Já Felipe Barbosa, de 10 anos, discorda do colega e defende os picolés: “é claro que dá jeito!”

Em uma coisa, no entanto, ambos concordam: nunca tinham visto um animal a comer um gelado.

ZAP / Abr

PARTILHAR

RESPONDER

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …

A maior entrada de sempre em bolsa. Saudi Aramco garante 25,6 mil milhões de dólares

Para além de fazer uma entrada em estilo na bolsa de Riade na próxima semana, com a maior IPO de sempre, a Saudi Aramco torna-se na empresa mais bem avaliada do mundo. A Saudi Aramco, petrolífera …

Novo livro revela provas de que Albert Camus foi assassinado pelo KGB

Giovanni Catelli é autor da teoria que o prémio Nobel da literatura Albert Camus foi assassinado pelo KGB. No seu novo livro, reitera essa ideia e revela algumas provas. O romancista Albert Camus foi vencedor do …

Embaixada da China reage com "forte indignação” às declarações de Pompeo em Lisboa

A embaixada da China em Portugal reagiu esta sexta-feira com “forte indignação e firme oposição” às declarações do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, sobre o governo e empresas chineses, durante a visita que fez …

Ministério Público quer anular libertação do amante de Rosa Grilo

O Ministério Público (MP) pediu a nulidade do despacho judicial que ordenou esta sexta-feira a libertação de António Joaquim, acusado de matar o triatleta Luís Grilo, em coautoria com a mulher da vítima, Rosa Grilo. “O …