Zimbabué prepara-se para ter Governo de transição nas próximas 24 horas

A capital do Zimbabué, Harare, amanheceu esta quinat-feira em aparente calma apesar da tensão que se vive no país após a intervenção militar contra o Governo do Presidente, Robert Mugabe.

De acordo com o Expresso, o Presidente Robert Mugabe terá assinado, durante a noite, um acordo com os militares através do qual abandona o poder no Zimbabué, abrindo assim espaço para que, nas próximas 24 horas, a Zanu PF, partido do poder, anuncie um Governo de transição, que liderará os destinos de Zimbabwe por três anos.

Depois de já ter assinado o acordo, os militares pressionam agora Mugabe para que apareça na televisão a anunciar oficialmente a decisão. Emmerson Mnangagwa, seu ex-vice presidente, passará então a assumir as funções interinamente.

Além da transição do poder, o acordo prevê a proteção de Mugabe da sua família. Igualmente, os militares e veteranos associados ao golpe de estado prometeram responsabilizar, por atos de corrupção o G40 (um grupo de propagandistas de Robert Mugabe).

Mnangagwa será auxiliado por Teurai Ropa e Richard Tsvangirai. O trio tem a missão de restaurar a economia zimbabuiana nos próximos três anos. A Zanu PF publicou, no final da tarde desta quarta-feira, uma série de mensagens a tranquilizar os zimbabuianos negando haver “golpe do Estado” e afirmando que a situação estava estável.

O Zanu PF disse que a detenção de Mugabe era um ato necessário, porque “nem Zimbabué nem a Zanu PF são propriedade de Mugabe e sua esposa“. Afirmam ainda que esta quarta-feira começa no Zimbabué uma nova fase na qual o “camarada Emmerson Mnangagwa ajudará o povo a alcançar um Zimbabué melhor”.

Por outro lado, o Observador não dá como certo que o Governo de transição, que estará no poder por três anos, seja encabeçado pelo ex-vice presidente.

O jornal adianta que estão a decorrer negociações entre entre Morgan Tsvangirai, líder do MDC, o maior partido da oposição e que chegou a governar em coligação com Robert Mugabe entre 2008 e 2013, e o representante dos veteranos de guerra do Zimbabué, Christopher Mutsvangwa. Segundo o Newsday, estão ambos a encetar negociações para formar um governo de união nacional e de transição.

As negociações também deverão, no entanto, incluir o ex-vice-presidente e autor moral do golpe militar, Emmerson Mnangagwa, que atualmente se encontra na África do Sul.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Boris Johnson volta aos Comuns para aprovar Brexit em tempo recorde e sair dia 31 de outubro

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vai tentar esta terça-feira aprovar a legislação necessária para poder garantir que o Reino Unido sai da União Europeia no dia 31 de outubro quer haja ou não consenso na …

Líbano. Governo corta metade dos salários de políticos em resposta aos protestos

Ao quinto dia de manifestações, o governo libanês respondeu com a aprovação de um pacote de emergência de reformas económicas que deixa cair a introdução de novos impostos e passa pela redução do défice. O primeiro-ministro …

Caso Griezmann. Barcelona paga 15 milhões pelo silêncio do Atlético (e fica com benefício futuro)

Escreve o jornal espanhol El Mundo que Barcelona e Atlético de Madrid já chegaram a acordo no "caso Griezmann". O clube catalão pagou 15 milhões de euros pelo silêncio dos colchoneros, ficando ainda com benefício …

Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula. Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos …

Gabinetes dos novos membros do Governo custam 71 milhões de euros

O novo Governo terá 70 gabinetes no total, que representarão uma despesa anual de, pelo menos, 71 milhões de euros aos cofres públicos, mais sete milhões de euros do que o último. O primeiro-ministro, António Costa, …

Fim do cessar fogo na Síria. Turquia ameaça que milicianos curdos no terreno serão abatidos

O período de cessar-fogo de 120 horas acordado entre a Turquia e os Estados Unidos (EUA) para permitir que as milícias curdas saiam do nordeste da Síria termina esta terça-feira, pelas 19:00 (20:00 em Lisboa), …

Ministro adjunto cabo-verdiano encontrado morto no gabinete

O ministro adjunto do primeiro-ministro de Cabo Verde para a Integração Regional, Júlio Herbert, foi encontrado morto, esta segunda-feira, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou fonte governamental. Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana …

"Risco de desvio significativo" nas contas do Governo. Bruxelas com reservas sobre esboço do OE2020

A Comissão Europeia (CE) pediu esta terça-feira ao Governo português que apresente uma versão atualizada do projeto orçamental para 2020 “tão cedo quanto possível”, observando que o ‘esboço’ recebido aponta para o risco de um …

Goldman Sachs. Funcionário acusado de divulgar informação em troca de dinheiro

Bryan Cohen, vice-presidente de um dos departamentos do Goldman Sachs, foi acusado de tirar proveito de um esquema que gerou alegadamente cerca de 2,3 milhões de euros em lucros ilegais. Nos últimos 18 meses, dois funcionários …

Encontrada carruagem romana milenar com restos fósseis dos cavalos

Uma equipa de arqueólogos do Museu da Cidade de Vinkovci e do Instituto da Arqueologia de Zagreb, na Croácia, encontrou uma carruagem romanda de duas rodas com os corpos fossilizados de dois cavalos. Os especialistas consideram …