Nove meses depois, Zidane volta ao sítio onde já foi feliz

O treinador francês Zinédine Zidane está de volta ao Real Madrid, nove meses depois de ter saído do emblema espanhol. Agatha Christie diz que nunca devemos voltar ao sítio onde fomos felizes, mas Zidane procura contrariar essa ideia.

“Estou muito feliz por voltar a casa”, disse o treinador na apresentação no Bernabéu. Zidane assume a liderança do Real durante as próximas três temporadas. “Quando me fui embora era o momento necessário para mim, para o balneário e para os jogadores. Eles precisavam. Não era porque me queria ir embora. Achei que depois de dois anos e meio a ganhar quase tudo, tinha de existir uma mudança“, acrescentou.

Com os evidentes fracassos de Julen Lopetegui e Santiago Solari no comando técnico do Real Madrid, os merengues decidiram voltar a apostar em Zinédine Zidane. O francês treinou os madrilenos entre 2015 e 2018, onde venceu nove troféus.

Apesar do relativo sucesso nacional — venceu apenas uma liga e uma supertaça —, o verdadeiro êxito de Zidane foi a nível internacional. Nos três anos passados no Real Madrid, Zizou venceu as três Ligas dos Campeões disputadas. Além disso, venceu duas vezes a Supertaça Europeia e outras tantas vezes o Campeonato do Mundo de Clubes.

Zidane foi aliciado pela possibilidade de reforçar o seu arsenal em Madrid. Segundo OJogo, o técnico francês têm sob mira uma série de jogadores de peso, entre os quais o brasileiro Éder Militão, jogador do FC Porto. Mbappé, Neymar ou Hazard são outros candidatos a um lugar nos Galáticos.

O próximo desafio do Real é já esta sexta-feira, na receção ao Celta de Vigo. Com 12 pontos a separar os merengues do Barcelona, as esperanças de ganhar a La Liga são mínimas, mas não nulas. O Real Madrid já foi arrumado de todas as competições, o que coloca uma menor pressão naquilo que é esperado de Zizou.

Portugal não é exceção

Há um fatídico destino, que pressupõe que voltar a um sítio onde já se foi feliz, nunca corre muito bem. No panorama português, Benfica, Porto e Sporting têm casos evidentes desse fracasso, de treinadores que sentiram isso na pele, revela o portal Para Eles.

Toni, antigo jogador e treinador do Benfica, que o diga. Nos três anos no comando técnico das “águias”, venceu dois títulos de campeão nacional e a chegou à final da Taça dos Campeões Europeus de 1987/88.

Galvanizado pelo anterior sucesso, Toni regressou ao Benfica anos mais tarde e esteve no banco dos encarnados na temporada de 2000/01, aquela que foi a pior da história do Benfica, após terminar no sexto lugar do campeonato.

Alguns adeptos do Porto devem lembrar-se também do nome de Tomislav Ivic. O jugoslava pôs os “dragões” a jogar um futebol de grande qualidade, terminando a sua época de estreia no topo da liga, com uma vantagem de 15 pontos sobre o Benfica. Conquistou a Taça Intercontinental, a Supertaça Europeia, a Taça de Portugal e a Supertaça.

O seu sucesso nas Antas levou-o até Paris, para o comando técnico do PSG. Quando regressou em 1993/94, não conseguiu estar à altura das expectativas, que ele próprio tinha criado. Os seus péssimos resultados levaram-no a ser despedido no final da primeira volta do campeonato.

Os “leões” também não escapam à regra e o regresso de Manuel José foi também um dos mais desastrosos na história do clube. O treinador esteve no Sporting na época de 85/86 e, apesar de não ter ganho nada, ficou para a eternidade uma vitória estrondosa de 7-1 ao Benfica.

Três anos depois regressou a Alvalade e apenas somou 15 vitórias em 28 jogos oficiais e foi despedido antes da primeira volta do campeonato.

Leonardo Jardim, o Zidane madeirense

O antigo treinador do Braga e do Sporting está a mostrar que voltar a um sítio onde se foi feliz, pode por vezes ser algo bom. No início desta época, Leonardo Jardim foi despedido do comando técnico do AS Mónaco. Com apenas uma vitória em 12 jogos entre todas as competições, Jardim foi descartado do emblema monegasco.

A solução do clube que atua no principal escalão francês de futebol foi ir buscar o treinador Thierry Henry, uma antiga glória do clube. A verdade é que Henry não conseguiu inverter a situação e levou o Mónaco até aos últimos lugares da Ligue 1, o que resultou na rescisão prematura do contrato do francês.

Perante esta situação, o Mónaco voltou a apostar em Leonardo Jardim e anunciou a sua contratação no dia 25 de janeiro. Desde então, os monegascos ainda não perderam para a liga, somando três vitórias e quatro empates.

Contra todas as expectativas, o treinador português Leonardo Jardim conseguiu, desta maneira, resgatar o Mónaco dos lugares de despromoção. O Mónaco ocupa o 17º lugar da Ligue 1, com 27 pontos em 28 encontros.

Resta agora saber se Zinédine Zidane terá o mesmo destino no Real Madrid ou se confirmará as suposições de Agatha Christie e se arrependa de regressar a um sítio onde já foi muito feliz e onde se fartou de vencer.

DC, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sindicalista que parou o país vai representar seguranças privados

O vice-presidente do Sindicato Nacional de Motoristas e Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, vai acumular este cargo com a vice-presidência de um outro sindicato, o Sindicato de Segurança e Vigilantes de Portugal (SSVP), que …

Uber, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR

Os Ubers, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR que inicia, esta segunda-feira, uma operação de fiscalização intensiva aos transportes individuais de passageiros em todo o país. A fiscalização do licenciamento e a certificação …

Operação Marquês. Carlos Santos Silva e Sócrates começam a atacar a acusação

O ataque de duas das principais figuras envolvidas na Operação Marquês à acusação do Ministério Público começa nesta segunda-feira e vai prolongar-se por toda a semana. Carlos Santos Silva, esta segunda-feira, e José Sócrates, entre quarta …

ASAE encontra carne estragada e falsificada em talhos portugueses

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) detetou carne estragada, falsificada ou abatida de forma clandestina à venda em talhos nacionais, avançou o Jornal de Notícias (JN). A notícia do JN, citada pelo Público …

Detidos dois suspeitos do ataque em Lyon

A polícia francesa deteve dois suspeitos de envolvimento na explosão no centro de Lyon que feriu 13 pessoas na sexta-feira passada, disse esta segunda-feira a Procuradoria de Paris. Anteriormente, o ministro do Interior, Christophe Castaner, anunciava, …

Isabel dos Santos diz que tem pagamento à CGD "em dia"

A filha do ex-presidente de Angola usou o Twitter para garantir que tem todos os pagamentos do empréstimo de 125 milhões de euros concedido pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) em 2009 “em dia”. A reacção, …

Há cinco concelhos com risco máximo de incêndio

Esta segunda-feira, o dia vai ser quente. A subida das temperaturas para os próximos dias aumenta o risco máximo de incêndio em Faro, Portalegre, Santarém e Castelo Branco. Cinco concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém …

Donald Trump é o primeiro governante estrangeiro a ser recebido pelo novo imperador do Japão

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, tornou-se no primeiro governante estrangeiro a ser recebido pelo novo imperador do Japão, Naruhito, que subiu ao trono a 01 de maio após a abdicação do pai, …

Antropólogos descobriram quando é que os humanos aprenderam a cozinhar

O hidratos de carbono amido ainda é um elemento pouco compreendido da dieta humana moderna e a nossa dieta de amido do passado pode dar uma ajuda nas investigações futuras. Apesar de uma narrativa arqueológica que …

Tsipras anuncia eleições antecipadas após derrota pesada nas europeias

O primeiro-ministro grego Alexis Tsipras anunciou este domingo que vai apelar à realização de eleições legislativas antecipadas “imediatamente” após a segunda volta das municipais, em 2 de junho, após os maus resultados obtidos pelo Syriza …