Trauma pós-Ronaldo: O pesadelo do Real Madrid não tem fim

Rodrigo Jimenez / EPA

Na noite desta terça-feira, o Real Madrid foi eliminado da Liga dos Campeões pelo Ajax, depois de uma derrota caseira por 1-4. Este é mais um dos desaires dos “Merengues” na era pós-Ronaldo.

“Uma temporada de merda”. É assim que Dani Carvajal, lateral direito do Real Madrid, caracteriza a desapontante época dos madrilenos. O espanhol assume que a época “está acabada”, já que o clube está fora da corrida a todos os títulos. “Vamos continuar a trabalhar na Liga, porque é o que temos e há que ser profissional”, acrescentou.

Na liga, o Real Madrid vai a 12 pontos do líder Barcelona. O cenário seria compreensível, não fosse o emblema de Madrid uma equipa habituada a ganhar (e em fartura). Muitos culpam Florentino Pérez, outros culpam o treinador Santiago Solari e há ainda quem fale da ausência de Ronaldo.

O fantasma de Cristiano Ronaldo parece estar preso no sótão do Bernabéu e sem intenções de sair tão cedo. O desaire frente ao Ajax desolou os jogadores e foi uma verdadeira chapada de luva branca a Sergio Ramos.

Isto se tivermos em conta que o central forçou o amarelo na primeira mão da eliminatória, para que fosse poupado para o segundo jogo. Com a vitória por 1-2 em Amesterdão, o internacional espanhol achou que a passagem à próxima fase estaria garantida. O karma encarregou-se de lhe mostrar o contrário.

E enquanto a sua equipa recebia uma lição de futebol diante dos seus adeptos, Sergio Ramos estava em casa a gravar mais alguns capítulos do documentário da Amazon sobre o jogador.

O problema não será o navio, mas sim o timoneiro

Neste último encontro, os adeptos fizeram-se ouvir com cânticos que pediam a demissão de Florentino Pérez. O presidente dos “Galáticos” tem sido questionado em relação às suas últimas decisões. A venda de Ronaldo à Juventus, a saída surpreendente de Zidane e a breve passagem de Julen Lopetegui no comando técnico.

Marcelo, Bale, Kroos, Casemiro e Mariano Díaz são alguns dos nomes que têm mostrado cada vez mais a sua insatisfação. A queda do império de Florentino pode estar cada vez mais próxima, caso este lote de jogadores saia no próximo mercado.

No terceiro posto da liga, a chegada de José Mourinho continua a ser posta em equação. “Voltar? Não tive problema em voltar ao Chelsea”, disse Mourinho, no início desta semana, em declarações à Deportes Cuatro. O antigo presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, foi dos primeiros a validar essa hipótese.

Nos três anos que passou por Madrid, o “Special One” conquistou uma La Liga, uma Taça do Rei e uma Supertaça espanhola.

“Quem precisa de Ronaldo?”

Com nove temporada passadas em Madrid, Ronaldo tornou-se numa lenda viva do clube, com números e recordes que falam por si. Ironicamente, alguns fãs madrilenos nunca parecem ter dado o devido valor ao internacional português — muito menos depois da sua saída no fim da época passada.

“Não sabes o que tens, até o perderes”, escreveu um utilizador do Twitter, ilustrando a publicação com uma imagem da vitória por 1-4 do Real Madrid, frente ao Ajax, em 2012. Ronaldo fez três dos golos dos espanhóis, num jogo a contar para fase de grupos da Champions. José Mourinho era o treinador na altura.

A verdade é que Cristiano Ronaldo está nas suas “sete quintas” após a saída de Madrid. Na Juventus, o português leva 21 golos em 35 jogos oficiais. Além disso, a Vecchia Signora lidera o campeonato, sem ainda ter conhecido o sabor da derrota.

Atualmente, o melhor marcador do Real é o francês Karim Benzema, que conta com 20 golos em 43 jogos. Um registo aceitável, até olharmos para os números de Ronaldo na sua última temporada ao serviço dos “Merengues”.

Em apenas mais um jogo que Benzema, Ronaldo marcou 44 golos — mais 24 do que Benzema. O rácio perfeito de um golo por jogo de CR7 parece ser inatingível e quem sente isso na pele é o Real Madrid.

Há duas vertentes no futebol: aquela que se joga dentro de campo e aquela que se passa fora das quatro linhas. Ronaldo é, na verdade, um campeão em ambas. Não só trouxe números à Juventus com os seus golos e assistências, como também disparou números na parte financeira.

O craque português ainda nem tinha chegado a Turim e já as ações do clube italiano na Bolsa de Milão valorizaram em mais 7,35%, algo como 130 milhões de euros. Olhando para estes valores, os 117 milhões de euros pagos pela Juventus pelo passe de Ronaldo (segundo dados do Transfermarkt) tornam-se obsoletos.

A situação do Real Madrid continua, por enquanto, por resolver. Não se sabe quem será o bode expiatório: se Solari, se Florentino; mas sem sombra de dúvida, o Real Madrid está ainda a ressacar do efeito alucinogénio, que só Cristiano Ronaldo causava.

DC,ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …