Woody Allen quebra o silêncio. Acusação de violação da filha é “absurda”

Este domingo, a CBS transmitiu uma rara entrevista a Woody Allen, uma conversa que aconteceu em julho do ano passado.

De acordo com o Observador, quase 30 anos depois da última grande entrevista em televisão, Woody Allen voltou a dizer que é inocente no caso em que é acusado de ter abusado sexualmente da filha adotiva Dylan Farrow, durante o programa CBS Sunday Morning.

A entrevista, gravada em julho, ficou disponível, pela primeira vez, no domingo na plataforma de streaming Paramount+.

Apesar de considerar “absurda” a acusação da filha adotiva, o realizador poupou-a. “Acredito que ela pensa mesmo aquilo. Ela era uma boa miúda. Não acredito que esteja a inventar nada. Nem acredito que esteja a mentir. Acho que ela acredita naquilo”, disse. “É tão absurdo, mas o estrago já está feito.”

“Preferem agarrar-se, se não ao facto de a ter molestado, à possibilidade de o ter feito. Mas nada do que fiz com a Dylan em toda a minha vida pode ser interpretado dessa maneira”, garantiu Woody Allen.

Dylan Farrow revelou que o pai tinha abusado sexualmente dela quando tinha apenas sete anos. O alegado abuso sexual terá ocorrido em 1992, na casa de Mia Farrow, em Bridgewater, no estado do Connecticut.

O crime nunca foi comprovado pelas autoridades, mas, apesar de os processos terem sido arquivados depois de duas investigações em separado, a imagem do realizador de Hollywood deteriorou-se.

“Porque é que um homem de 57 anos que nunca foi acusado de nada, de repente, entraria numa terrível disputa na casa de campo da Mia com uma menina de sete anos? À primeira impressão, nem achei que fosse necessária qualquer investigação”, referiu ainda na entrevista transmitida este domingo.

Esta entrevista, concedida à CBS, surge depois da estreia do documentário Allen v. Farrow, na HBO, no início deste ano, no qual Dylan e Mia reiteram a acusação de pedofilia.

Questionado sobre se nunca terá considerado impróprio manter uma relação com a filha adotiva da namorada, Allen respondeu que não e reforçou que o início do relacionamento com Soon-Yi, com quem está casado desde 1997 e tem duas filhas (também adotivas), foi algo gradual.

“A última coisa que queríamos fazer era ferir os sentimentos de alguém. Só queríamos deixar claro que tínhamos um relacionamento”, justificou.

“Se me tivessem dito que ia acabar casado, e bem casado, com uma mulher asiática muito mais jovem e de fora da indústria, teria dito que as hipóteses de isso acontecer eram mínimas. Não teria acreditado. Mas foi o que aconteceu”, acrescentou.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …