/

Wikileaks revela documentos de programa de espionagem informática da CIA

2

New Media Days / Flickr

Julian Assange, fundador da WikiLeaks

O site divulgou, esta terça-feira, vários documentos sobre um programa secreto de espionagem informática da CIA, considerado pelo seu fundador como “a maior divulgação de informações de ficheiros secretos da história”.

A Wikileaks tinha planeada uma conferência de imprensa na Internet para apresentar o projeto “Vault 7”, mas, de seguida, anunciou no Twitter que as suas plataformas tinham sido atacadas.

Em comunicado, o fundador do site, Julian Assange afirma que a publicação destes documentos é “excecional de uma perspetiva legal, política e jurídica”.

Segundo a Wikileaks, esta primeira entrega, chamada de “Year Zero”, e na qual são expostos os sistemas de espionagem informática, software maliciosos e outras armas digitais utilizadas pela CIA, têm um total de 8.761 documentos e arquivos.

A documentação é procedente de “uma rede isolada e de alta segurança situada no Centro de Inteligência Cibernética da CIA em Langley, na Virgínia”.

A Wikileaks explicou que “a CIA perdeu o controlo sobre a maior parte do seu arsenal”, que inclui um vasto número de armas tecnológicas e cibernéticas que visam aparelhos (como smartphones e televisões) de marcas como a Apple, Google, Microsoft e Samsung, que podem transformar-se em “microfones encobertos”.

De acordo com o site, esta informação chegou às mãos de antigos hackers do Governo e de outros agentes de maneira “não autorizada” e um deles fez chegar partes deste arquivo à Wikileaks.

Assange dirigiu a divulgação do “Vault 7” a partir da sua residência na embaixada do Equador em Londres, onde se refugiou em 2012 para evitar a sua extradição para a Suécia, onde é acusado de um crime sexual. O fundador teme que este país possa entregá-lo aos EUA, que o investigam pela divulgação, em 2010, de documentos confidenciais americanos.

  ZAP // EFE

2 Comments

  1. E não se vão ficar por aqui.
    Só vieram confirmar aquilo que já se sabia e que quase toda a gente chamava de “teoria da conspiração”…

  2. É tudo mentira, nas Américas é só santos e altruístas e tudo mais, então eles não fazem mais nada senão ajudar o próximo … a entregar-lhes a bem ou mal o que é do seu interesse, petróleo, minérios, recursos naturais, etc etc.
    Quando é que as pessoas vão abrir os olhos e perceber que aquelas criaturas são criminosos, sanguessugas, exploradores, assassinos, lixo do pior que há à face da terra. Hipócritas, criminosos dissimulados de bonzinhos. E ainda há quem os defenda, gente acéfala!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.