WhatsApp vai partilhar com o Facebook números de telefone dos utilizadores

A aplicação, que é detida pelo Facebook desde 2014, anunciou esta quinta-feira que vai ceder os números de telefone dos seus utilizadores à rede social.

“Como uma empresa subsidiária do Facebook, nos próximos meses iremos começar a partilhar informação que nos permita coordenar melhor e com isso melhorar a experiência entre os serviços. Esta é uma prática típica entre as empresas que são adquiridas por outras”, informou o serviço de mensagens WhatsApp em comunicado.

Com esta mudança de política, a rede social passa a ter acesso ao número de telefone de cada utilizador para verificar a sua conta de WhatsApp, assim como os dados sobre a frequência de utilização da aplicação como, por exemplo, a última hora de conexão.

De acordo com a empresa, a partilha desta informação tem vários objetivos: melhorar a eficácia publicitária com anúncios que sejam mais relevantes para os utilizadores do Facebook e sugestões para estabelecer ligações com outras pessoas conhecidas e também para combater os abusos e mensagens não desejadas no WhatsApp.

A aplicação de mensagens instantâneas reconhece que outras empresas subsidiárias do Facebook, como o Instagram, podem usar a informação do WhatsApp para “atividades diversas”, como sugerir contas a seguir.

Os utilizadores do serviço de mensagens podem recusar que os seus dados sejam utilizados para “melhorar experiências relativas a anúncios e produtos”, mas não que o Facebook conheça o número de telefone e os seus padrões de atividade no WhatsApp.

“De momento, não temos planos de partilhar com o Facebook outra informação opcional”, como o estado, nome e foto do perfil do utilizador, e “muito menos guardamos as mensagens assim que são entregues”, salienta a empresa, que insiste que, apesar da partilha de dados, vai continuar a funcionar “como um serviço independente”.

Adiantou também que as mensagens encriptadas continuam a ser privadas e que a empresa não irá vender ou partilhar o número de telefone dos utilizadores com os anunciantes.

Os clientes do WhatsApp vão receber a partir de hoje uma notificação com os novos termos de privacidade, momento a partir do qual dispõem de 30 dias para aceitar caso pretendam continuar a utilizar a aplicação.

Esta é a primeira mudança de política de privacidade em quatro anos e, segundo o serviço WhatsApp, estas alterações resultam dos seus planos de alternativas de comunicação entre utilizadores e empresas nos próximos meses.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Selfies estão a destruir muralha romana considerada Património Mundial da UNESCO

Uma parte da antiga Muralha de Adriano, no Reino Unido, está a colapsar por causa dos turistas que procuram o local para tirar selfies. O monumento, que em 1987 foi considerado Património Mundial da UNESCO, inspirou …

Carros vão mudar mais numa década do que aquilo que mudaram num século

Embora a aparência dos carros tenha mudado nos últimos cem anos, a maneira como os conduzimos pouco ou nada mudou. Contudo, acredita-se que na próxima década, além da forma como se movimentam ser diferente, também …

São Francisco lidera ranking das cidades onde se recebe melhor

O American Dream está claramente destacado no ranking das cidades onde se recebe melhor, mas há alguns "intrusos" no meio desta lista. Das dez cidades eleitas, há apenas quatro europeias. Apenas três continentes estão representados no …

Em 30 anos, Amazónia perdeu 953 mil hectares de áreas protegidas

Nos últimos 30 anos, a Amazónia perdeu 953 mil hectares em áreas pertencentes a unidades de conservação e terras indígenas que deveriam estar preservadas. A Amazónia brasileira perdeu 953 mil quilómetros em áreas que foram desflorestadas …

Mulheres e meninas norte-coreanas forçadas a prostituir-se e a casar-se na China

Mulheres e meninas norte-coreanas são coagidas, vendidas ou raptadas na China ou traficadas diretamente da Coreia do Norte, denuncia a Korea Future Initiative. As mulheres são forçadas a casar-se, violadas e sujeitas a outros tipos …

Trump corta financiamento para centros de investigação de saúde infantil

A administração de Trump está a terminar o financiamento para uma rede de centro de investigação focados em ameaças ambientais para crianças, colocando em risco vários estudos de longa data sobre os efeitos dos poluentes …

PJ detém ex-diretor da Santa Casa de Ponte de Sor

Um antigo diretor e contabilista de uma Santa Casa da Misericórdia do distrito de Portalegre foi esta quarta-feira detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas dos crimes de peculato e participação económica em negócio, foi …

Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão. A …

Jasper Cillessen muito perto da baliza do Benfica

O guarda-redes do Barcelona Jasper Cillessen está muito perto de reforçar a baliza do Benfica, escreve o jornal Record esta quarta-feira. De acordo com o desportivo, o negócio ronda os 20 milhões de euros. O Benfica …

Brexit. Demissão no Governo deixa Theresa May por um fio

A ministra dos Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, anunciou esta quarta-feira a demissão do Governo em desacordo com o plano da primeira-ministra, Theresa May, para tentar aplicar o ‘Brexit'. "Não acreditamos que sejamos um Reino Unido …