Vodafone e Banco de Portugal em tribunal por 75 mil euros

Mário Cruz / Lusa

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa

O Banco de Portugal e a Vodafone estão em litígio por alegado incumprimento de uma decisão judicial. A empresa de telecomunicações reivindica 75 mil euros de indemnização.

De acordo com o semanário Expresso, o contencioso entre o Banco de Portugal (BdP) e a Vodafone já se estende há seis anos, depois de a operadora ter participado num concurso público para que fosse ela a oferecer comunicações móveis no supervisor bancário.

A empresa perdeu a corrida e, embora não diga os fundamentos, discorda da decisão, tendo decidido contestá-la. A impugnação aconteceu em 2014 e o BdP foi vencendo, conta o jornal, até ter chegado, em novembro de 2017, ao Tribunal Central Administrativo Sul.

Neste tribunal, a decisão de primeira instância, que tinha sido favorável ao BdP, foi revogada. No entanto, apesar desta decisão, o contrato nunca avançou.

“O Banco de Portugal nunca executou o referido acórdão, tendo celebrado contrato com outro operador, já integralmente executado, e mais recentemente tendo lançado novo concurso público, visando a mesma prestação de serviços”, disse a empresa ao Expresso.

Por seu lado, o supervisor bancário explicou que, “aquando do trânsito em julgado dessa decisão judicial, em 2018, já se encontrava a executar o contrato com outro concorrente, dado que estavam em causa serviços que por natureza não poderiam ser interrompidos”.

O  Banco de Portugal disse que manifestou “a sua disponibilidade para chegar a um acordo” com a Vodafone, mas que esta não deu resposta. Então, em agosto de 2019, a empresa de telecomunicações propôs “uma ação administrativa executiva onde peticionou que o BdP seja forçado a celebrar o contrato com a mesma ou, subsidiariamente, seja condenado a pagar-lhe uma indemnização no valor de €75.219,00“, acrescenta.

“O Banco de Portugal contestou, alegando que existe uma causa legítima de inexecução da sentença (que impede a celebração de tal contrato), nos termos legais aplicáveis (Código de Processo dos Tribunais Administrativos) – o que, de resto, já foi, entretanto, reconhecido por decisão judicial de primeira instância –, tendo ainda, quanto ao pedido subsidiário, impugnado e rejeitado o valor de indemnização peticionado por entender que o mesmo não estava minimamente demonstrado“, cita o semanário.

Tal como mostra o relatório e contas do ano passado, o BdP decidiu, mesmo assim, colocar esse montante de lado, por um “juízo de prudência”.

“Caso a Vodafone não chegue a acordo com o Banco de Portugal relativamente ao valor da indemnização, será o tribunal a decidir o valor da mesma”, referiu a empresa ao jornal.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Príncipe Harry diz que viver com a família real é "uma mistura entre o Truman Show e estar num zoo"

Depois de uma entrevista a Oprah Winfrey, o duque de Sussex faz novas revelações numa nova entrevista e descreve como era a sua vida antes de ir viver, primeiro para o Canadá e, depois, para …

Pentear o cabelo pode tornar-se uma tarefa mais fácil com a ajuda de um robô

Uma equipa de cientistas desenvolveu recentemente um braço robótico com uma escova de cabelo macia, equipada com uma câmara que ajuda o braço a "ver" e a avaliar a ondulação, para oferecer ao utilizador uma …

Benfica 4-3 Sporting | Águia vence dérbi espectacular

Mas que grande dérbi! Benfica e o novo campeão Sporting presentearam os adeptos com um jogo espectacular, um dos melhores dos últimos anos em Portugal, com futebol de ataque e golos, muitos golos. Foram nada menos …

Portugal é o 2.º país com mais divórcios e menos casamentos na UE

A taxa de casamentos na União Europeia caiu drasticamente nos últimos 55 anos, ao mesmo tempo que a taxa de divórcios subiu. Portugal é o segundo país onde esta tendência mais prevalece. De acordo com dados …

"É parte da nossa identidade". Pequena cidade na Suécia luta para preservar uma antiga língua moribunda

A organização Ulum Dalska, sediada numa pequena cidade sueca chamada Älvdalen, tem uma missão. Durante décadas, os seus membros têm trabalhado arduamente para ajudar a salvar a língua elfedaliana, um remanescente do nórdico antigo. "Tivemos a …

Papa diz que abuso infantil é uma espécie de “assassinato psicológico”

O Papa Francisco criticou hoje o abuso infantil dizendo que é “uma espécie de ‘assassinato psicológico’ e, em muitos casos, um cancelamento da infância” e pediu para “parar de encobrir” o fenómeno da pedofilia. Francisco falava …

Jerónimo considera “precipitado” discutir Orçamento de 2022 e “deitar borda fora” o atual

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou hoje “no mínimo precipitado” antecipar a posição do partido sobre o próximo Orçamento do Estado e “deitar borda fora” a concretização do atual. À margem de uma visita …

Plano da CIA para capturar Bin Laden originou um problema de saúde pública no Paquistão

Um novo estudo indica que um plano secreto da CIA para capturar Osama Bin Laden, no início de 2011, teve como consequência uma queda significativa das taxas de vacinação no Paquistão. O plano, que usava uma …

GNR deteve nove pessoas em Vilar Formoso por situações de emigração ilegal

A GNR deteve sete homens estrangeiros por permanência ilegal no país e dois homens, também estrangeiros, por suspeita de auxílio à emigração ilegal, com idades entre 30 e 40 anos, na fronteira de Vilar Formoso, …

Norte-americana ganhou 26 milhões na lotaria (mas destruiu bilhete durante lavagem de roupa)

A mulher garante que é a premiada da Loteria da Califórnia e, como tal, a dona dos 26 milhões de dólares. Contudo, segundo revela a imprensa americana, o bilhete ficou esquecido no bolso das suas …