Tramada pelo ADN. Viúva do triatleta queria assumir amante e o seguro de vida

António Pedro Santos / Lusa

Rosa Grilo (D), mulher e suspeita no envolvimento na morte do triatleta Luís Grilo, à chegada ao Tribunal

Razões “sentimentais e financeiras” levaram Rosa Grilo e o seu alegado amante, um oficial de justiça, a matar o triatleta Luís Grilo. A mulher terá alterado o seguro de vida, para ficar com a casa paga e um valor avultado, dois dias antes de alegadamente assassinar o marido em cumplicidade com o amante.

Estes dados são reportados pelo Jornal de Notícias depois de a Polícia Judiciária (PJ) ter anunciado que o assassinato de Luís Grilo foi motivado por razões “sentimentais e financeiras”.

Essa ideia é reforçada com os dados recolhidos pelo JN que avança que Rosa Grilo terá alterado o seguro de vida dois dias antes da morte do marido, de modo a ficar com a casa paga ao banco e para receber ainda uma quantia avultada.

Rosa Grilo e o alegado amante, António Félix Joaquim, um oficial de justiça, foram detidos nesta quinta-feira, sob suspeitas de homicídio qualificado.

A PJ apreendeu na casa de António Félix Joaquim a arma com que Luís Grilo terá sido morto na sua própria casa, em Cachoeiras, Alenquer. O seu corpo foi encontrado a mais de 100 quilómetros de casa, em Avis.

O JN repara que Rosa Grilo, de 43 anos, e o alegado amante, de 42 anos, queriam assumir a relação e garantir também o dinheiro do seguro de vida, o que os terá levado a matar o triatleta.

A viúva foi encarada como suspeita desde o início da investigação da PJ que cedo terá descoberto o alegado caso extra-conjugal.

Quando o corpo de Luís Grilo, um engenheiro informático de 50 anos, foi encontrado, o Laboratório de Polícia Científica conseguiu ligar Rosa Grilo ao crime, com a descoberta de vestígios de ADN no saco de plástico que cobria a cabeça do falecido, como reporta o Correio da Manhã (CM).

A PJ também encontrou vestígios de sangue no quarto do casal, na moradia onde viviam. Além disso, o tapete onde Luís Grilo foi encontrado morto, seria idêntico a um conjunto de tapetes do quarto do casal, refere o CM.

“Luís terá sido atacado na cama, à traição, enquanto dormia“, com “uma pancada na cabeça” e “uma almofada a cobrir o rosto”, “para abafar o som e conter o espirro de sangue da vítima”, relata o CM, notando que a PJ suspeita que foi o amante de Rosa Grilo quem lhe deu “um tiro na cabeça, à queima-roupa“.

Os dois suspeitos são ouvidos, nesta sexta-feira, no Tribunal de Vila Franca de Xira, estando indiciados pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida.

Rosa Grilo e Luís Grilo são pais de um jovem de 12 anos, e António Félix Joaquim é casado e tem dois filhos menores.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Que burros, usam uma arma registada em nome do amante, deixam ADN na cena do crime, mudam o seguro uns dias antes, seria melhor terem colocado a confissão no jornal.

RESPONDER

Covid-19. Autocarros com ucranianos retirados da China recebidos à pedrada

Dezenas de manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, esta quinta-feira, numa localidade no centro da Ucrânia, onde 70 pessoas vão ficar sob quarentena depois de terem regressado da China. Com receio da propagação do Covid-19, …

Músicos estrangeiros precisarão de visto e de poupanças para tocar no Reino Unido

A partir de 2021, os músicos estrangeiros que pretendam atuar no Reino Unido precisarão de visto. Três meses antes de submeterem o pedido, terão também de provar que têm 1000 libras (1180 euros) em poupanças, …

Tribunal Supremo Eleitoral recusa candidatura de Evo Morales ao Senado

O ex-Presidente da Bolívia considerou "um golpe contra a democracia" a decisão do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) de recusar a sua candidatura a senador nas eleições de maio. "A decisão do Tribunal Supremo Eleitoral é um …

Juízes exigem sindicância urgente ao sorteio na Relação de Lisboa

A Associação Sindical dos Juízes (ASJP) exigiu, esta sexta-feira, ao Conselho Superior da Magistratura (CSM) uma "sindicância urgente" aos procedimentos de distribuição de processos no Tribunal da Relação de Lisboa. A posição da Associação Sindical dos Juízes …

Deputado do PSD que avançou com proposta de referendo à eutanásia acabou a assumir alcoolismo

Pedro Rodrigues, deputado social-democrata e antigo líder da JSD, assumiu publicamente, através do Facebook, ter um problema de alcoolismo. Num texto publicado no Facebook, o social-democrata explica que faz esta revelação por estar a ser vítima …

Morreu doente que parou o Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C

José Carlos Saldanha ficou conhecido, há cinco anos, por interromper o ministro da Saúde numa sessão do Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C. A informação foi confirmada à agência Lusa por fonte oficial do …

Com dívidas ao Fisco, cavaleiro João Moura "sem dinheiro" para alimentar cães. Arrisca 2 anos de prisão

O cavaleiro João Moura está acusado do crime de maus-tratos e abandono de animais depois de lhe terem sido retirados 18 cães galgos, em aparente estado de subnutrição. Um dos animais acabou por morrer, pelo …

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …