“Minhas filhas vão morrer à fome”. Viúva de trabalhador atropelado pelo carro de Cabrita sem apoio

Mário Cruz / Lusa

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

A viúva do trabalhador que foi mortalmente atropelado pelo carro do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, queixa-se de que só recebeu “uma carta” com as condolências, mas que ninguém lhe perguntou “se precisava de ajuda”. Agora, teme pelo futuro das filhas de 15 e 19 anos.

Nuno Santos, de 43 anos, foi atropelado pelo carro do ministro da Administração Interna na auto-estrada, quando decorriam obras de manutenção na via.

O trabalhador deixou duas filhas, com 15 e 19 anos, e a viúva, Marta, não tem rendimentos para sustentar a família.

“E agora como vai ser? As minhas filhas vão morrer à fome“, lamenta-se Marta em declarações ao Correio da Manhã (CM).

A mulher, que vivia com Nuno Santos desde os 16 anos, diz que o marido era o sustento da família, enquanto ela foi fazendo apenas “alguns biscates”, como limpezas à hora.

Agora tem receios quanto ao futuro das filhas, pois não tem dinheiro para custear o sonho de irem para a Universidade. “Já lhes levaram o pai. Não levem também o futuro“, apela, queixando-se por não ter recebido qualquer ajuda.

“Vieram dois elementos da GNR entregar-me uma carta assinada pelo ministro a dar-me as condolências. E ligou-me uma assessora do Presidente da República também a dar-me os pêsames. Mas ninguém perguntou se precisávamos de ajuda, ninguém quis saber se temos dinheiro para pagar o funeral”, queixa-se Marta ao CM.

“E no dia em que me disseram do acidente nem tiveram coragem de dizer o que tinha acontecido”, lamenta ainda a viúva.

Marta também revela que o marido “tinha medo do que fazia”. “Dizia-me muitas vezes: ‘Se acontecer um acidente vê os seguros.’ Ele sabia que a auto-estrada é um perigo, mas tinha de alimentar a família”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. O CM nunca falha… “espremer” desgraças dá sempre lucro!…
    Sempre a mesma treta, quando em Portugal os funerais são todos pagos pelo Estado e, obviamente que os herdeiros do trabalhador irão receber uma compensação pela sua morte – mesmo sendo ele o culpado!

      • Eu escrevi que os herdeiros do trabalhador irão receber uma compensação mesmo que ele seja culpado – não escrevi que ele é culpado!
        Além de ler, é necessário compreender o que se lê antes de comentar…
        .
        De qualquer modo, em princípio, alguém ser atropelado numa AE (ainda por cima, perto do separador central) dificilmente será culpa do condutor…

        • Não, não escreveste. Não sejas aldrabão!
          “mesmo sendo ele o culpado” tem um interpretação diferente de “mesmo que ele seja culpado.
          Depois, tiras obviamente ilações que estão muito para além da tua capacidade de raciocínio. Olha admite lá a hipótese que os trabalhos em estrada estavam assinalados e que havia um proibido cirucular a mais de 80 km/hr como é normal neste tipo de trabalhos na auto-estrada. E admite também a possibilidade de o automóvel se deslocar a 200 km/hr. Não haverá aí culpa do condutor?

          • Bem… isto é o Facebook dos “Ventura’s” ou quê?
            Nota-se que necessitas de atenção mas agora não tenho tempo para ti.
            O que escrevi está escrito e volto a repetir esta parte: alguém ser atropelado numa AE dificilmente não será culpa sua!

        • Exmo Senhor como é possivel um trabalhador da auestrada trabalhar na separaçao central da dita e que essa facha nao é fechada ao transito pelo menos 2 KM. Eu trabalhei muitos anos nas autestradas em França até à minha reforma. Mas informo o Senhor que a via aonde nos trabalhamos està fechada à circulaçao, so fica uma via aberta, e nessa via a velocidade é redusida a 70km à hora ou 50 km hora depende o prigo. Mas infelizmente au que eu veijo quando vou a férias a Portugal na autoestrada so hà duas duzias de connes incarnados e brancos, e nenhuma limitaçao de velocidade. Quém é o responssavel, nesse acidente ??? O PATRAO DA EMPRESA???O CARRO DO HOMEM POLITICO???? O TRABALHADOR?????? A A LEI PORTUGUESA SOBRE A SEGURANCA DO TRABALHADOR NA AUTOESTRADA????? Rodrigues Alvaro em França desde 1964

  2. Pode ser verdade que quem atropelou o homem não tenha tido culpa, embora esteja por provar se ia a excesso de velocidade e por conseguinte estando em infração.

    Ainda assim, em casos mediáticos como o sr. Do aeroporto que morreu às mãos do sef, o estado meteu se ao barulho e acabou por assumir uma indemnização de 800.000 euros a família.

    Neste caso o trabalhador é português, legalizado e o estado que está para todos os efeitos envolvido na morte do homem, envia umas cartas para não ficarem mal na fotografia e a seguir assobiam para o lado. Afinal o gajo estava a trabalhar e ainda por cima no meio da autoestrada, por isso tente a culpa…. ora bolas para quem diz que o homem teve a culpa.
    Culpa é de quem o matou e ponto final.

    Valham os seguros de vida e de acidentes de trabalho da empresa e a ver se não tentam escapar.

    • “Culpa é de quem o matou e ponto final”
      Exacto – ele pode ter-se morto a ele próprio quando atravessou a AE!!
      É como alguém ser atropelado pelo comboio – a culpa dificilmente não será do próprio.
      .
      A maior parte dos acidentes de trabalho são culpa das vítimas desses mesmos acidentes!!

      • Desculpe Sr EU porque nao sei o seu nome. O carro estava embatido no lado esquerdo parte da frente. O trabalhador trabalhava na partida central da autoestrada, para min so existe um culpado. Se a autoestrada estava bém assinalada de devida sinalizaçao, e com paneis de reduçao de velocidade, para mim é a culpa do conductor. Se estava mal Sinalada a culpa é da empresa. E faça o favor nao misturar linha de comboio e autoestrada. Se for como aqui em França as leis sao diferentes para trabalhar numa ou outra. E eu penso que agora sobre a segurança routieira as leis sao EUROPEIAS

        • Os trabalhos de manutenção estavam ser realizados na berma e era na berma que estavam os restantes trabalhadores.
          O trabalhador que morreu atravessou a faixa de rodagem tendo sido colhido perto do separador central – para onde foi projetado.
          Desconheço a situação da sinalização, mas parece que era insuficiente ou inexistente.
          Mesmo com sinalização não se pode facilitar porque todos os dias em todo o mundo há acidentes em locais bem sinalizados. Basta um pequeno embate com a cabeça no sitio errado e lá se vai mais uma vida…
          .
          Tal como as linhas do comboio, as AE’s são vias onde os trabalhos de manutenção tem que ser feitos com cuidados redobrados e, seja em Portugal, na França ou na China, quem as atravessa tem que ter a certeza que o pode fazer em segurança.

  3. …independentemente de se gostar ou não da cabritinha, e da dimensão da tragédia, quem quer que seja que se atreva a atravessar uma auto-estrada sem qualquer sinalização é sempre culpado, independentemente da velocidade a que o veículo ia, e por mais ridículo que pareça a Brisa pode ter de indemnizar o shô ministro que o moço precisa, no entanto ninguém levaria a mal que o estado ajudasse esta família depois de ajudar tanto corrupto.

    • E, que pessoas disseram que o trabalhador atravessou a estrada? Quantas testemunhas? Quando mais ninguém presenciou o acidente, fácil é ao “culpado” pintar o quadro que e como lhe aprouver…

      • Mais um “indignado” que quer “música”…
        Ninguém o quê?! Estavam lá várias pessoas na altura do acidente e, se ele não atravessou, o que estava a fazer no meio da AE? A passear, não?… não sei se sabes, mas é proibido circular a pé nas AE’s.

      • … nisso concordo com o António, principalmente quando o NICAV ainda não publicou resultados, e a visualização das imagens da câmara do veículo não foram autorizadas.
        O trabalhador não fazia parte de uma equipa? Estava a trabalhar só?
        Alguém sabe se existem outras testemunhas?
        Mas a minha opinião mantém-se se ele atravessou é culpado.

        • Isto não o BigBrother para dar em directo na TV – não se devem confundir coisas sérias como um acidente mortal, com reality shows ou Alertas CMTV…
          Claro que as imagens (existem imagens??) ou resultados do inquérito ao acidente não serão públicos.
          .
          Eram vários trabalhadores e faziam parte de uma equipa de manutenção (supostamente a fazer trabalhos na berma e o trabalhador atravessou a faixa de rodagem e foi atropelado perto do separador central).
          .
          Mas, para as “ovelhas indignadas” a vítima pouco importa; o importante é malhar no totó do Cabrita e companhia e para isso vale tudo!…
          .
          Títulos como “As minhas filhas vão morrer à fome” também dão sempre bem resultado…

  4. Dá-se aqui inicio a uma nova fase do código da estrada: A responsabilidade dos passageiros.

    Depois é ver os acéfalos concordar «Sim, sim! Não interessa nada que fosse no banco de trás a ler o jornal. Tem responsabilidade!»

    Valha-me nossa senhora!

      • Ahhhhh… vamos brincar ao «E se…»??

        Deixa lá ver se eu consigo: E se… o Cabrita fosse no banco de trás distraído com o que quer que fosse, o o Sr. Motorista fosse a dar brita apenas porque gosta? Como é que fica nesse caso?

        E se… se preocupassem mais com a pessoa que morreu e a sua família em vez de utilizarem isto como arma de arremesso para enterrar um politico?

        E se… o Sr(a) levasse o seu pensamento desviado para uma noticia/bloque/site (whatever) que tenha como assunto a morte (lamentável e infeliz e que me desculpo desde já de utilizar como exemplo na tentativa de lhe abrir os olhos) da filha do Tony Carreira e tentasse responsabiliza-la do mesmo modo, la? Bora?

        Seria tudo tão mais fácil se toda a gente tivesse dois dedos de testa….

RESPONDER

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …