Afinal, os suplementos de vitamina D não protegem os ossos

SXC

Os investigadores avaliaram o efeito da suplementação de vitamina D e chegaram à conclusão de que não evita fraturas nem quedas, não tendo nenhum efeito clinicamente significativo na densidade mineral óssea.

Segundo um estudo, publicado este mês na Lancet Diabetes & Endocrinology, a suplementação de vitamina D não evita fraturas nem quedas, “nem tem efeitos clinicamente significativos na densidade mineral óssea”.

Os investigadores, liderados por Mark Bolland, da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, analisaram dados recolhidos de 81 estudos clínicos, num total de mais de 53 mil pessoas envolvidas. Os estudos incluíam mulheres com mais de 65 anos e, assim, mais propensas a ter problemas de saúde óssea.

Ao longo dos tempos, a vitamina D tem sido encarada como uma forte aliada dos benefícios para a saúde óssea, como, por exemplo, a diminuição do risco de osteoporose e hipertensão. No entanto, segundo a Visão, já uma investigação anterior tinha concluído que tomar suplementos desta vitamina não funcionava como forma de evitar doenças.

Ainda assim, a equipa de investigadores realça que isto não quer dizer necessariamente que a vitamina D, produzida naturalmente pela pele quando exposta ao sol, seja totalmente inútil. Na prevenção do raquitismo e da osteomalacia, por exemplo, esta suplementação pode ajudar, conclui o estudo mais recente.

Num comentário aos resultados da investigação, J. Chris Gallagher, do Centro Médico da Universidade de Creighton, escreve que “o contexto desta análise reside do fato de muitos pacientes (e médicos) terem sido persuadidos por vários estudos e pelas redes sociais de que a vitamina D cura tudo”.

“Este pensamento é um remanescente do fervor que apoiou o uso generalizado de vitamina A, vitamina C e vitamina E há uns anos e depois todos os estudos provaram que é clinicamente negativo”, refere ainda.

Os benefícios da toma de vitamina D são alvo de debate há já vários anos, e este estudo não é exceção. Embora seja muito recente, há já vários críticos que realçam que apenas 6% dos estudos clínicos foram levados a cabo em populações com deficiência da vitamina. Por isso, alegam, poderiam beneficiar mais da suplementação.

“Sabemos que os benefícios para saúde da suplementação com vitamina D tendem a ser mais acentuados nas pessoas que têm os níveis mais baixos da vitamina”, explica Adrian Martineau, da Univesidade de Queen Mary, em Londres.

Há críticos que sublinham ainda o facto de os estudos analisados terem poucos participantes e a curta duração dos tratamentos.

Ainda assim, a equipa responsável pela investigação sugere que as diretrizes clínicas sejam atualizadas, tendo em conta que “há pouca justificação para usar suplementos de vitamina D para manter ou melhorar a saúde muscular e esquelética”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Se for levar em conta somente o uso da vit D3 não vai haver resultado mesmo….se a pessoa for sedentária; ingere carboidratos simples e açúcar, fuma….. nada vai resolver…..! Isso é lógica…..! Esses estudos tentando denigrir algo sem um mínimo de conceitos, são ridículos…..!
    Eu pergunto então por qual motivo produzimos o colecalciferol durante a vida? Isso sem falar que quimicamente não é vitamina!

    • Ora bem Adriano!
      E mais, a Vit.D3 é utilizada pelo corpo em sinergia com outros minerais e vitaminas, como p.ex. a Vitamina K2, que vai levar o cálcio onde o corpo mais precisa. Sozinha é inútil. E mesmo a K2 só mesmo por suplementos, pois o povo português não tem por hábito consumir fermentados como o natto…
      Não se esqueçam, a indústria farmacêutica só sobrevive à conta das doenças…Agora pensem.

  2. Pois, se o estudo afirma que os suplementos com vitamina D não evitam QUEDAS, eu concordo, mas penso que não era preciso fazer um estudo para concluir tal coisa…

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …