As séries mentiram-nos. Os vikings não se escondiam atrás de paredes de escudos

(cv) History

Parede de escudos, ou “shield wall”, na série “Vikings”, do canal História.

Ao contrário daquilo que as séries de televisão nos transmitem, os guerreiros viking não se protegiam atrás de paredes de escudos, as famosas “shield walls“.

Seja em “Vikings” ou em “The Last Kingdom”, muito provavelmente já ouviu a personagem principal gritar “shield wall!” [parede de escudos] à medida que os soldados entravam numa formação ombro a ombro, segurando os seus escudos de modo a que estes se encostem e sobreponham.

A verdade é que as séries nos mentiram. De acordo com Rolf Warming, arqueólogo e investigador da Universidade de Copenhaga, os vikings não usavam paredes de escudos em combate. Um “escudo viking” típico era relativamente pequeno e leve, sendo usado como uma arma ativa.



“Há um mal-entendido generalizado entre entusiastas vikings e nós arqueólogos de que os vikings tenham usado escudo por escudo para criar uma formação cerrada em batalha”, disse Warming ao portal dinamarquês Videnskap.dk.

O investigador diz que a sua alegação é suportada por achados arqueológicos, textos escritos e técnicas de combate viking. Durante a sua pesquisa, Warming não encontrou evidências de que os vikings usavam a parede de escudos em combate.

Para confirmar a sua teoria, escreve o portal Ancient-Origins, Warming equipou-se a rigor para testar diferentes situações de combate. O escudo ficou severamente danificado quando foi usado da mesma forma que numa parede de escudos. No entanto, quando foi usada ativamente para bloquear golpes do inimigo, os danos revelaram-se menores.

Além do teste prático, Warming analisou uma série de documentos históricos da Idade Média e da Era Viking. Em nenhum deles havia referência à parede de escudos.

O escudo viking era relativamente frágil. De acordo com um exemplar quase completo encontrado em 2010, na Dinamarca, o escudo era feito de sete tábuas de abeto. Além disso, teria um diâmetro de 85 centímetros e uma espessura de apenas oito milímetros perto do centro e de cinco milímetros nas bordas.

Esta é apenas mais uma ideia preconcebida errada sobre os vikings. No ano passado, um estudo revelou que os vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia.

Normalmente, a cultura popular retrata os vikings como guerreiros ferozes com capacetes com chifres, e mestres da infame arte de piratear. Supostamente oriundos da Escandinávia, são muitos os que acreditam que se assemelham à imagem atual dos escandinavos, ou seja, pensa-se que tinham cabelo loiro e olhos azuis.

Os investigadores analisaram material genético extraído de restos humanos, que revelou que muitos vikings não eram loiros e muito menos escandinavos. Na verdade, muitos deles tinham ADN de pessoas do sul da Europa e da Ásia, por isso é normal que tivessem cabelo e olhos castanhos.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Os Vikings também não eram Germânicos, mas oriundos de pescadores da costa europeia, desde Genova até Islândia. Os Germânicos eram tribos não muito combatentes que foram expulsos da Casaquistão e fugiram para oeste

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …