Vigo acusa Portugal de captar empresas galegas de forma desleal

ppdegalicia / Flickr

Xunta de Galicia, Vigo, Espanha

A Câmara Municipal de Vigo, Espanha, aprovou uma moção onde acusa Portugal de estar a captar empresas galegas utilizando incentivos fiscais proibidos pelas normas europeias e incompatíveis com as regras da livre concorrência.

A moção, da autoria do grupo municipal socialista de Vigo, e aprovada pela maioria em reunião de quarta-feira, refere que “nos últimos tempos” o “Portugal capta empresas localizadas em Vigo utilizando incentivos fiscais” e disponibilizando terrenos industriais “de forma gratuita ou a preços simbólicos”.

“Esta atuação está proibida pelas normas do direito europeu, concretamente o artigo 107 do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia [que] proíbe que os estados concedam ajudas económicas, ou de qualquer outra modalidade, que falseiem ou possam falsear a concorrência nas trocas comerciais entre estados e que favorecem determinadas empresas, produções ou zonas”, indica a moção, a que a Lusa teve acesso.

Segundo os socialistas de Vigo, a atribuição gratuita de terrenos industriais, ou a venda a “preço simbólico”, são alguns dos “exemplos claros de possíveis ajudas incompatíveis com o direito comunitário”.

Esta situação, acrescenta, “preocupa o governo” da câmara de Vigo, que vê nisto um “ataque ao setor produtivo da cidade”, já que causa uma diminuição do desenvolvimento socioeconómico das famílias que nela residem.

Os socialistas dizem mesmo que em dois anos “deslocalizaram-se 30 empresas de automóveis, metalomecânica e construção de elementos de transporte”, o que representa um “êxodo de empresas além da fronteira”.

Na moção admitem porém que as administrações locais com competência na matéria “permanecem impassíveis”, uma “inatividade” que se mostra “preocupante” porque “não só não se defende um país ou uma das áreas económicas mais relevantes do Noroeste peninsular, como é Vigo”, mas também não se “estabelecem medidas que possam facilitar a implantação de empresas ou a ampliação dos seus centros de produção” nas zonas industriais locais.

“Além disso, não há esforços para estabelecer e realizar uma colaboração leal entre ambos os territórios que redunde em benefício para ambos os países, e sobretudo, das empresas e dos cidadãos que vivem nos dois lados da fronteira”, acrescenta.

Nesse sentido, é solicitado ao governo espanhol e à Junta da Galiza que “tomem medidas legais para impedir o uso de incentivos proibidos pelo direito da União Europeia incompatíveis com as regras da livre concorrência e contrários à cooperação leal que deve imperar na eurorregião Galiza-Norte de Portugal”.

A Lusa tentou ouvir a Junta da Galiza e o presidente da câmara de Vigo, mas tal não foi possível até ao momento.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O irónico disto tudo é que se um aqui em Portugal, se um comum cidadão que teve uma ideia ou que se aventurou a ser empresário quiser abri uma empresa, é logo fustigado com taxa, licenças, imposto, burocracia, garantias, etc., etc. que ao fim de 2 ou 3 anos tem que fechar a atividade com uma dívida ao estado e segurança social colossal. Enquanto, estas empresas estrangeiras e as empresas dos “amigos do Estado” são incentivados, ajudados, subsidiados e financiados à custa dos Portugueses.
    Este pais nunca vai sair disto enquanto os políticos tiverem este tipo de atitudes.

  2. A Junta da Galiza (Governo da Comunidade Autonómica da Galiza) tem a sua sede central em Santiago de Compostela e é presidido pelo Partido Popular. Portanto não é Vigo como a legenda da fotografia, onde governa no seu município o PSOE . Por outro lado a fotografia não é da Junta da Galiza, é do Parlamento da Galiza, com sede também em Santiago e não em Vigo. É preciso ser um pouco mais ordeiros e dar informações certas. Favor de corrigir. Obrigado pela atenção e cumprimentos: Xerardo Pereiro (UTAD – Vila Real)

RESPONDER

Cientistas revertem casos de Diabetes tipo 2

Num novo estudo, cientistas bloquearam a proteína VDAC1 nas células que produzem insulina e conseguiram reverter casos de Diabetes tipo 2. Os investigadores também conseguiram mostrar que é possível prevenir o surgimento da doença. O estudo, …

Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que "ainda é possível" um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é "frustrante. Numa declaração …

Abrandamento económico pode dificultar consolidação orçamental em Portugal

A agência de notação financeira Fitch reconhece a "trajetória firme de descida" da dívida pública portuguesa, mas adverte que o abrandamento da economia e as pressões sobre o investimento poderão dificultar a consolidação orçamental nos …

Cinco detidos na Turquia após morte de 22 migrantes em acidente de viação

Cinco pessoas foram esta segunda-feira detidas na província de Izmir, no sudoeste da Turquia, após um acidente de viação que matou no domingo 22 imigrantes, incluindo crianças, informou a agência turca estatal Anadolu. Entre os detidos …

Celebridade chinesa da internet detida por "desrespeitar" hino da China

A lei do Hino, aprovada no ano passado, prevê detenções até 15 dias ou prisão até três anos para quem cantar a Marcha dos Voluntários de forma "distorcida ou desrespeitosa", em público. Uma celebridade da internet …

Ex-presidente do BPP condenado a cinco anos de prisão

O antigo presidente Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro foi esta segunda-feira condenado a cinco anos de prisão por falsidade informática e falsificação de documentos. O fundador do banco poderá ver a pena ser suspensa …

Seis aviões comerciais avistam OVNIs no Chile

Pelo menos seis aviões comerciais — cinco deles da Latam Chile e um da Copa Airlines — comunicaram ao Comité de Estudos de Fenómenos Aéreos Anómalos (CEFAA) o avistamento de objetos voadores não identificados no …

Príncipe Harry e Meghan Markle vão ser pais

O príncipe Harry e a duquesa de Sussex, Megan Markle, estão à espera do primeiro filho. O bebé deverá nascer na primavera, anunciou esta sgeunda-feira o Palácio de Kensington, em comunicado. Megan Markle, a duquesa de …

Carros autónomos chegam hoje às estradas portuguesas

Esta segunda-feira vão começar os primeiros testes a carros autónomos nas estradas portuguesas. A A9/CREL - Circular Regional Externa de Lisboa -, em Lisboa, servirá de teste para as fabricantes. Em parceria com a Brisa e …

Portugueses querem a mesma hora durante o ano inteiro

O resultado de uma sondagem recente revela que a maioria dos portugueses prefere ter a mesma hora durante o ano inteiro, um resultado que vai ao encontro dos resultados do inquérito da Comissão Europeia. O resultado …