Vídeo de alegado abuso sexual foi divulgado em grupo secreto “só para homens” no Facebook

Tor Håkon / Flickr

O vídeo da jovem alegadamente abusada num autocarro da STCP, durante a Queima das Fitas do Porto, terá sido partilhado num grupo secreto do Facebook. Entretanto, a PSP já identificou a vítima, que continua sem apresentar queixa.

Esta nova informação é avançada pelo Observador esta quinta-feira, que explica que o grupo secreto se chama “IMASOLDIER” (“sou um soldado” em tradução para português) e tem como único propósito “partilhar conteúdos sexualmente explícitos”.

Segundo o jornal online, é impossível encontrar o grupo numa pesquisa no Facebook e lá só entram homens com mais de 18 anos, com perfis criados há pelo menos um ano e meio e que tenham fotografias de perfil identificáveis. Já conta com mais de 44.500 membros.

Terá sido neste grupo que, no último domingo, o vídeo da jovem alegadamente abusada num autocarro da STCP, durante a Queima das Fitas do Porto, foi partilhado e entretanto apagado horas depois, confirmaram várias fontes ao Observador. Alguns dos envolvidos nas imagens poderão também fazer parte deste “IMASOLDIER”.

Embora não tenha conseguido aceder ao grupo secreto, o jornal teve acesso a vários posts que lá foram publicados, bem como às regras do mesmo, que se rege pelo lema “Por nós HOMENS, para interagirmos longe dos olhares das MULHERES, tirar dúvidas, soltar sorrisos, partilhar momentos bons e menos bons das nossas vidas”.

Entre as publicações estarão fotografias e vídeos de conteúdo sexualmente explícito, geralmente atos de sexo anal e oral captados sem o conhecimento das intervenientes, que são também ocultadas com o recurso a “emojis” em sítios como a cara ou tatuagens.

Segundo o Observador, há posts feitos a partir de todo o país (e alguns já chegam até de Angola). Alguns membros também fotografam mulheres desconhecidas na rua, partilhando depois o local onde se cruzaram ou onde podem ser encontradas.

Em declarações ao jornal online, a mulher de um membro do grupo ficou a saber da sua existência depois de, há cerca de uma semana, ter descoberto as passwords das redes sociais do marido. “Há três dias, quando vi o vídeo da rapariga no autocarro decidi que tinha de fazer alguma coisa. Foi o mais grave que vi no grupo, e duas horas depois estava apagado. Quero que o grupo acabe e que as vítimas saibam o que andaram a fazer com elas”, afirma.

Outra interveniente, que diz ter conhecido o grupo através de uma página feminista, contou que há elementos a copiar os posts para depois denunciar os casos na polícia e que ainda só não o fizeram por medo. “Ontem uma rapariga fez um post viral sobre o vídeo do abuso no autocarro e publicou as caras dos rapazes que fizeram aquilo. Em 20 minutos, teve milhares de partilhas. E muitas, muitas ameaças, acabou por apagar a publicação. Temos medo”, desabafa.

Rapariga já foi identificada (mas não apresentou queixa)

De acordo com o jornal Público, as autoridades já identificaram a rapariga, no entanto, esta não quis apresentar qualquer queixa. Entretanto, a Polícia Judiciária também confirmou que tem inspetores “no terreno” para averiguar o caso.

Temos gente no terreno. Estamos a recolher elementos para ver se há matéria para investigação. Neste momento ainda não foi instaurado nenhum inquérito”, disse fonte da PJ ligada ao processo à agência Lusa.

A mesma fonte explicou que o caso poderá ser tratado como um crime semipúblico, uma vez que a rapariga é maior de idade, mas o inquérito só pode avançar depois de ser apresentada uma queixa.

O caso foi dado a conhecer, esta quarta-feira, pelo Correio da Manhã. Apesar de o jornal ter desfocado a cara dos intervenientes no vídeo, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) já abriu um processo para analisar esta divulgação.

Contactado pela Lusa, Otávio Ribeiro, diretor do CM, afirmou que o jornal divulgou “um facto relevante e polémico, protegendo a identidade” dos envolvidos e assinalou que “sem notícias, não há reflexão”.

A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) anunciou que apresentou uma queixa contra o jornal. Em comunicado, a comissão manifesta publicamente repudio “pela gravidade dos comportamentos praticados e divulgados pelas redes sociais e pelo órgão de comunicação social Correio da Manhã, através de um vídeo em que é visível um alegado abuso sexual a uma rapariga”.

A CIG decidiu apresentar queixa contra o CM, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, para apuramento de responsabilidade criminal, “uma vez que as imagens divulgadas indiciam a prática de crime contra a honra ou contra a reserva da vida privada”.

A CIG vai também apresentar queixa no DIAP do Porto contra incertos, igualmente para apuramento de responsabilidade criminal, “uma vez que as imagens indiciam comportamentos que consubstanciam a prática de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual”.

ZAP // Lusa

8 COMENTÁRIOS

  1. Cheguei a ver o video no site do Correio da Manhã e sem entrar em demasiados pormenores, a ideia com que fiquei foi a de dois jovens considerávelmente embriegadaos dentro de um autocarro, a beijar-se e em actos de estimulação sexual manual (ele a ela). Ela agarrava-lhe o pescoço enquanto se beijavam e os conhecidos (entre homens e mulheres) festejavam aquele deboche rindo e chamando-os de badalhocos em tom jocoso. Ninguém porém se mostrou ultrajado com nenhuma situação de abuso, já que ambos pareciam estar em mútuo consentimento.

    Ora eu que abomino todos e quaisquer “clubISMOS de Género/Sexo”, sejam eles machISMOS ou feminISMOS, parece-me que não é justo estar a acusar ninguém de abuso Sexual, sem que haja acusação formal ou investigação, o que só pode acontecer quando e se se a alegada vítima, que não parecia estar a ser abusada, apresentar queixa. Acontece que sendo ela maior de idade, trata-se de um crime semipúblico. Por isso a polícia só pode abrir inquérito e, consequentemente, identificar os alegados agressores depois de ser apresentada queixa num prazo máximo de seis meses. Ao que indica, a rapariga até à data e segundo o Expresso, “NÃO QUIS” apresentar queixa, o que tendo em conta o mútuo consentimento aparente no video, não é de admirar.

    A esta hora já sa Feministas fanáticas estão a pensar em aproveitamento ideológico para somar pontos à sua causa, da mesma forma que o Correio da Manhã aproveitou isto para o sensacionalismo jornalístico que o caracteriza… E da mesma maneira que o Ministério Público se puder, aproveita para meter algum nos cofres do Estado porque em se formando um culpado, este terá de pagar uma multa ao Estado ainda maior que à vítima. Já se sabe como estas coisas funcionam.

    Acho um nojo a existência de grupos como o IMASOLDIER e a forma como entendem que a sua liberdade na perversão tem de se sobrepor à liberdade de cidadãos que vêm a sua privacidade e dignidade devassadas de forma criminosa. Repugna-me sobremaneira, a publicação deste video por parte de quem o filmou e sua disseminação via redes sociais. Por motivos óbvios não o publico aqui para não contribuir para a sua proliferação digital. Claro que a sociedade ainda tem muito que progredir em termos de equidade de género e claro que o sexo feminino ainda é alvo de muitas injustiças. Mas o feminismo de ódios ideológicos de estimação, não é resposta para isso nem para nada… Como pessoas destas demonstram.

    Foi uma situação de de javardo deboche? Diria que sim! Denota uma total falta de educação, civismo e atentado ao pudor público, fazer isto num autocarro cheio de gente? Concordo! Violação ou abuso sexual… Não vi nada no video que apontasse nesse sentido. Uma mulher que agarra o pescoço de um homem que a beija enquanto a estimula sexualmente, não parece estar a ser forçada a fazer nada nem sequer inconsciente do que se está a passar. Se por estarem embriagados não sabem o que fazem… Então tanta desculpa tem ela como ele, porque ali tudo parece ser consentâneo.
    Caso a rapariga venha a queixar-se de ter sido abusada… Eu reverei a minha opinião pois, tendo havido abuso é crime e deve haver punição. Do contrário, preocupem-se mas é em processar o Correio da Manhã.

  2. Agradeço a todos a apreciação positiva sobre a minha opinião. Obrigado também por preferirem objectividade e justiça, a sensacionalismo e caça às bruxas.

    • Não tem de quê. Eu aplaudi o comentário e nem perdi um segundo a lê-lo. Parabéns na mesma porque conseguiu perder algum do seu tempo em vão. Há quem prefira ir passear. Cada um a sua tara.

RESPONDER

Catalunha aplaude referendo curdo. Erdogan pode fazê-los "passar fome"

Os curdos iraquianos votaram esta segunda-feira de forma massiva no referendo sobre a sua independência, mas esta possibilidade alimentada há um século arrisca provocar uma escalada nas tensões regionais. O parlamento em Bagdade, na presença dos …

Enfermeiros exigem aumento mínimo de 400 euros. Ministro da Saúde considera "incomportável"

Os enfermeiros podem voltar à greve a 16 de outubro caso o Governo não satisfaça um conjunto de reivindicações esta terça-feira entregues à tutela e que incluem um aumento mínimo de 400 euros para todos …

João Lourenço põe Portugal fora da lista dos principais parceiros

O novo Presidente angolano, João Lourenço, excluiu esta terça-feira Portugal da lista de principais parceiros, no seu discurso de tomada de posse, sublinhando que Angola considerará todos que "respeitem" a soberania nacional. A posição foi assumida …

MP desvalorizou indícios de maus tratos contra menino que morreu na Guarda

A mãe da criança de 7 anos que morreu no sábado, na Guarda, depois de cair de um terceiro andar, está acusada dos crimes de violência doméstica e de exposição ou abandono. O alerta dado …

Casa do presidente da Câmara de Lisboa também vai ser alojamento local

"É tão absurdo como Marcelo Rebelo de Sousa concessionar o Palácio de Belém para um hotel de charme." A crítica é do candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Robles, sobre …

Marcelo Rebelo de Sousa assobiado na tomada de posse de João Lourenço

João Lourenço, de 63 anos, foi esta terça-feira investido, pelas 12:15, no cargo de Presidente da República de Angola, o terceiro que o país conhece desde a independência, em novembro de 1975. Marcelo Rebelo de …

Centeno e Governador do Banco de Portugal à beira da ruptura

As declarações do Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, sobre as "tentações" do Governo de reduzir a independência dos bancos centrais, caíram mal no seio das Finanças que exigem a Governador que se "retrate". "A …

Fraude massiva com medicamentos potencialmente letais leva centenas à prisão

123 países estiveram envolvidos na operação Pangea X, uma ação a nível internacional coordenada pela Interpol que pretendia combater medicamentos falsificados e os perigos associados à compra de medicamentos pela internet. No âmbito da operação Pangea …

Quase 60 mil pessoas retiradas devido a "erupção iminente" de vulcão em Bali

Mais de 57 mil pessoas fugiram das zonas em torno do vulcão de Monte Agung, na ilha indonésia de Bali, perante registo de atividade sísmica sem precedentes no local. O centro de vulcanologia da ilha …

Governo alarga concurso de regularização da função pública a precários em tempo parcial

Os trabalhadores do Estado em tempo parcial vão poder participar nos concursos para integração de precários. A proposta do PS vai ao encontro do que defendem o BE e o PCP e é votada na …