Vídeo de alegado abuso sexual foi divulgado em grupo secreto “só para homens” no Facebook

Tor Håkon / Flickr

O vídeo da jovem alegadamente abusada num autocarro da STCP, durante a Queima das Fitas do Porto, terá sido partilhado num grupo secreto do Facebook. Entretanto, a PSP já identificou a vítima, que continua sem apresentar queixa.

Esta nova informação é avançada pelo Observador esta quinta-feira, que explica que o grupo secreto se chama “IMASOLDIER” (“sou um soldado” em tradução para português) e tem como único propósito “partilhar conteúdos sexualmente explícitos”.

Segundo o jornal online, é impossível encontrar o grupo numa pesquisa no Facebook e lá só entram homens com mais de 18 anos, com perfis criados há pelo menos um ano e meio e que tenham fotografias de perfil identificáveis. Já conta com mais de 44.500 membros.

Terá sido neste grupo que, no último domingo, o vídeo da jovem alegadamente abusada num autocarro da STCP, durante a Queima das Fitas do Porto, foi partilhado e entretanto apagado horas depois, confirmaram várias fontes ao Observador. Alguns dos envolvidos nas imagens poderão também fazer parte deste “IMASOLDIER”.

Embora não tenha conseguido aceder ao grupo secreto, o jornal teve acesso a vários posts que lá foram publicados, bem como às regras do mesmo, que se rege pelo lema “Por nós HOMENS, para interagirmos longe dos olhares das MULHERES, tirar dúvidas, soltar sorrisos, partilhar momentos bons e menos bons das nossas vidas”.

Entre as publicações estarão fotografias e vídeos de conteúdo sexualmente explícito, geralmente atos de sexo anal e oral captados sem o conhecimento das intervenientes, que são também ocultadas com o recurso a “emojis” em sítios como a cara ou tatuagens.

Segundo o Observador, há posts feitos a partir de todo o país (e alguns já chegam até de Angola). Alguns membros também fotografam mulheres desconhecidas na rua, partilhando depois o local onde se cruzaram ou onde podem ser encontradas.

Em declarações ao jornal online, a mulher de um membro do grupo ficou a saber da sua existência depois de, há cerca de uma semana, ter descoberto as passwords das redes sociais do marido. “Há três dias, quando vi o vídeo da rapariga no autocarro decidi que tinha de fazer alguma coisa. Foi o mais grave que vi no grupo, e duas horas depois estava apagado. Quero que o grupo acabe e que as vítimas saibam o que andaram a fazer com elas”, afirma.

Outra interveniente, que diz ter conhecido o grupo através de uma página feminista, contou que há elementos a copiar os posts para depois denunciar os casos na polícia e que ainda só não o fizeram por medo. “Ontem uma rapariga fez um post viral sobre o vídeo do abuso no autocarro e publicou as caras dos rapazes que fizeram aquilo. Em 20 minutos, teve milhares de partilhas. E muitas, muitas ameaças, acabou por apagar a publicação. Temos medo”, desabafa.

Rapariga já foi identificada (mas não apresentou queixa)

De acordo com o jornal Público, as autoridades já identificaram a rapariga, no entanto, esta não quis apresentar qualquer queixa. Entretanto, a Polícia Judiciária também confirmou que tem inspetores “no terreno” para averiguar o caso.

Temos gente no terreno. Estamos a recolher elementos para ver se há matéria para investigação. Neste momento ainda não foi instaurado nenhum inquérito”, disse fonte da PJ ligada ao processo à agência Lusa.

A mesma fonte explicou que o caso poderá ser tratado como um crime semipúblico, uma vez que a rapariga é maior de idade, mas o inquérito só pode avançar depois de ser apresentada uma queixa.

O caso foi dado a conhecer, esta quarta-feira, pelo Correio da Manhã. Apesar de o jornal ter desfocado a cara dos intervenientes no vídeo, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) já abriu um processo para analisar esta divulgação.

Contactado pela Lusa, Otávio Ribeiro, diretor do CM, afirmou que o jornal divulgou “um facto relevante e polémico, protegendo a identidade” dos envolvidos e assinalou que “sem notícias, não há reflexão”.

A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) anunciou que apresentou uma queixa contra o jornal. Em comunicado, a comissão manifesta publicamente repudio “pela gravidade dos comportamentos praticados e divulgados pelas redes sociais e pelo órgão de comunicação social Correio da Manhã, através de um vídeo em que é visível um alegado abuso sexual a uma rapariga”.

A CIG decidiu apresentar queixa contra o CM, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, para apuramento de responsabilidade criminal, “uma vez que as imagens divulgadas indiciam a prática de crime contra a honra ou contra a reserva da vida privada”.

A CIG vai também apresentar queixa no DIAP do Porto contra incertos, igualmente para apuramento de responsabilidade criminal, “uma vez que as imagens indiciam comportamentos que consubstanciam a prática de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Cheguei a ver o video no site do Correio da Manhã e sem entrar em demasiados pormenores, a ideia com que fiquei foi a de dois jovens considerávelmente embriegadaos dentro de um autocarro, a beijar-se e em actos de estimulação sexual manual (ele a ela). Ela agarrava-lhe o pescoço enquanto se beijavam e os conhecidos (entre homens e mulheres) festejavam aquele deboche rindo e chamando-os de badalhocos em tom jocoso. Ninguém porém se mostrou ultrajado com nenhuma situação de abuso, já que ambos pareciam estar em mútuo consentimento.

    Ora eu que abomino todos e quaisquer “clubISMOS de Género/Sexo”, sejam eles machISMOS ou feminISMOS, parece-me que não é justo estar a acusar ninguém de abuso Sexual, sem que haja acusação formal ou investigação, o que só pode acontecer quando e se se a alegada vítima, que não parecia estar a ser abusada, apresentar queixa. Acontece que sendo ela maior de idade, trata-se de um crime semipúblico. Por isso a polícia só pode abrir inquérito e, consequentemente, identificar os alegados agressores depois de ser apresentada queixa num prazo máximo de seis meses. Ao que indica, a rapariga até à data e segundo o Expresso, “NÃO QUIS” apresentar queixa, o que tendo em conta o mútuo consentimento aparente no video, não é de admirar.

    A esta hora já sa Feministas fanáticas estão a pensar em aproveitamento ideológico para somar pontos à sua causa, da mesma forma que o Correio da Manhã aproveitou isto para o sensacionalismo jornalístico que o caracteriza… E da mesma maneira que o Ministério Público se puder, aproveita para meter algum nos cofres do Estado porque em se formando um culpado, este terá de pagar uma multa ao Estado ainda maior que à vítima. Já se sabe como estas coisas funcionam.

    Acho um nojo a existência de grupos como o IMASOLDIER e a forma como entendem que a sua liberdade na perversão tem de se sobrepor à liberdade de cidadãos que vêm a sua privacidade e dignidade devassadas de forma criminosa. Repugna-me sobremaneira, a publicação deste video por parte de quem o filmou e sua disseminação via redes sociais. Por motivos óbvios não o publico aqui para não contribuir para a sua proliferação digital. Claro que a sociedade ainda tem muito que progredir em termos de equidade de género e claro que o sexo feminino ainda é alvo de muitas injustiças. Mas o feminismo de ódios ideológicos de estimação, não é resposta para isso nem para nada… Como pessoas destas demonstram.

    Foi uma situação de de javardo deboche? Diria que sim! Denota uma total falta de educação, civismo e atentado ao pudor público, fazer isto num autocarro cheio de gente? Concordo! Violação ou abuso sexual… Não vi nada no video que apontasse nesse sentido. Uma mulher que agarra o pescoço de um homem que a beija enquanto a estimula sexualmente, não parece estar a ser forçada a fazer nada nem sequer inconsciente do que se está a passar. Se por estarem embriagados não sabem o que fazem… Então tanta desculpa tem ela como ele, porque ali tudo parece ser consentâneo.
    Caso a rapariga venha a queixar-se de ter sido abusada… Eu reverei a minha opinião pois, tendo havido abuso é crime e deve haver punição. Do contrário, preocupem-se mas é em processar o Correio da Manhã.

  2. Agradeço a todos a apreciação positiva sobre a minha opinião. Obrigado também por preferirem objectividade e justiça, a sensacionalismo e caça às bruxas.

    • Não tem de quê. Eu aplaudi o comentário e nem perdi um segundo a lê-lo. Parabéns na mesma porque conseguiu perder algum do seu tempo em vão. Há quem prefira ir passear. Cada um a sua tara.

RESPONDER

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …

Em Inglaterra, há crianças de 16 anos que vão passar a viver em alojamentos não regulamentados

A 9 de setembro, foi aprovada uma nova lei em Inglaterra, segundo a qual as crianças com 16 e 17 anos podem ser colocadas em alojamentos não regulamentados. O sistema de acolhimento de crianças inglês está …

Suspeitos numa mota sem matrícula dispararam na direcção de candidata do CDS

A candidata do CDS à Junta de Freguesia de Palmela, em Setúbal, foi surpreendida, na noite de sexta-feira, por disparos de caçadeira, protagonizados por "duas pessoas sem capacete", numa mota sem luzes, nem matrícula. O incidente …

Jerónimo diz que conquista de Guimarães só é possível "milho a milho"

O secretário-geral do PCP defendeu, esta sexta-feira, que a presença da CDU na autarquia de Guimarães só pode ser reconquistada “milho a milho”, na noite em que a dirigente do PEV Heloísa Apolónia integrou a …