Vice-presidente do PSD/Açores demite-se

Mário Cruz / Lusa

O vice-presidente do PSD/Açores demitiu-se das funções por considerar que o órgão “não reúne condições políticas” para se apresentar nas regionais de 2020.

Cláudio Almeida, eleito para vice-presidente no congresso de consagração de Alexandre Gaudêncio como líder da estrutura regional do partido, em outubro de 2018, disse à agência Lusa que “não estão em causa as qualidades pessoais e humanas” do atual líder.

Segundo o social-democrata, “a atual Comissão Política Regional não reúne condições políticas para continuar”, face à proximidade das eleições legislativas regionais de 2020.

Na noite de sexta-feira, a Comissão Política Regional do PSD/Açores aprovou por “larga maioria” que Alexandre Gaudêncio “continua com condições” para liderar o partido, apesar de ter sido constituído arguido, anunciou a secretária-geral, Sabrina Furtado.

“Reunida a CPR [Comissão Política Regional] do PSD/Açores depois dos acontecimentos que vieram a público nos últimos dias, foi decidido (por aquele órgão), após a sua direção ter colocado a sua continuidade aos seus pares, que Alexandre Gaudêncio continua com condições para exercer a presidência do partido”, declarou, na altura, a dirigente aos jornalistas após cinco horas de reunião, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

A Polícia Judiciária (PJ) dos Açores anunciou, a 2 de julho, que foram constituídos “vários arguidos”, entre os quais o presidente da Câmara da Ribeira Grande e também líder do PSD/Açores, numa operação por suspeitas de “crimes de peculato, prevaricação, abuso de poder e falsificação de documentos”.

O líder do PSD/Açores foi hoje ouvido nas instalações de Ponta Delgada da PJ, no âmbito da “Operação Nortada”, confirmou à agência Lusa fonte policial. De acordo com a mesma fonte, Alexandre Gaudêncio pode, ou não, voltar a ser ouvido no âmbito deste processo, o que “dependerá da dinâmica” do mesmo e dos novos elementos que venham a surgir.

Alexandre Gaudêncio manifestou-se já de “consciência tranquila” relativamente ao facto de ter sido constituído arguido e disse estar “convicto de que todas as opções” que tomou enquanto autarca “estão dentro da legalidade”.

Em causa estará um contrato com MC Kevinho para um concerto ocorrido em abril no município açoriano. Além dos valores previstos no contrato, por ajuste direto, o artista brasileiro ainda ficou com as receitas de bilheteira.

Na altura, os vereadores do Partido Socialista na autarquia açoriana classificaram como “abusiva” a contratação do cantor brasileiro, pelo montante de 123 mil euros, uma situação que “ultrapassa o que se pode considerar como valores anormalmente elevados”.

Segundo o PS, além de o contrato “ultrapassar o montante máximo estipulado para o regime de ajuste direto, não foi objeto de discussão em reunião camarária”, cita a revista.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cartel de Sinaloa abre fogo e obriga polícia a libertar filho de “El Chapo”

O filho de El Chapo, Ovidio Guzmán López, foi libertado depois de várias horas de violência que se seguiram à sua detenção e o ministro da Defesa argumentou com medidas de segurança para o fazer. O …

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …

Nick Cave and The Bad Seeds regressam a Portugal em 2020

Dois anos depois do concerto no NOS Primavera Sound, no Porto, Nick Cave and The Bad Seeds vão regressar a Portugal no Campo Pequeno, em Lisboa. Os dois concertos, marcados para 22 e 23 de abril, …

Retirar amianto é 50 vezes mais barato do que tratar doente de cancro

A Quercus alertou esta sexta-feira que retirar uma cobertura de amianto de uma escola fica 50 vezes mais barato do que tratar um doente com mesotelioma, o cancro da pleura do pulmão provocado pela exposição …

Sócrates critica recusa do PS em fazer acordo escrito com o Bloco de Esquerda

O antigo primeiro-ministro José Sócrates critica a recusa do PS em fazer um acordo escrito de legislatura com o Bloco de Esquerda, considerando que revela "uma visão meramente utilitária" e que pode gerar "ressentimento" à …

Pelo menos 28 mortos e 55 feridos em explosão de uma mesquita no Afeganistão

Pelo menos 28 pessoas morreram e 55 ficaram feridas devido a uma explosão numa mesquita na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante o período de oração desta sexta-feira, anunciaram as autoridades locais. "Os números …

Pedro Alves escolhido para a presidência executiva do Banco Montepio

Pedro Gouveia Alves, atual presidente do Montepio Crédito, foi escolhido para novo CEO do Banco Montepio. O nome reuniu o consenso de Carlos Tavares e de Tomás Correia. O Banco Montepio escolheu Pedro Alves como novo …

Tancos. Sindicato dos procuradores sugere que ordem para não inquirir Costa e Marcelo é ilegal

O Sindicato dos procuradores sugere que a ordem do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) que travou a inquirição de António Costa e de Marcelo Rebelo de Sousa, como testemunhas no …