Vice de Tony Blair admite que a guerra no Iraque foi ilegal

Steve Punter / Wikimedia

John Prescott, vice-Primeiro-ministro de Tony Blair

John Prescott, vice-Primeiro-ministro de Tony Blair

John Prescott, vice-primeiro ministro britânico no poder em 2003, quando o Reino Unido participou na invasão ao Iraque, admitiu que a ação militar violou as leis internacionais.

Quatro dias depois da publicação de um comunicado oficial que assinala que Londres ordenou o ataque antes de se terem esgotado todas as vias pacíficas, o político trabalhista disse que mudou de opinião acerca da legalidade da intervenção.

“Em 2004, o então secretário-geral da ONU, Kofi Annan, disse que, uma vez que o principal objetivo da guerra do Iraque era uma mudança de regime, era ilegal. Com grande tristeza, agora acredito que estava correto”, escreveu o antigo governante num artigo no Sunday Mirror.

“Viverei com a decisão de ter ido à guerra e com todas as suas catastróficas consequências o resto da minha vida”, acrescentou.

Ao lembrar os dias anteriores ao início das operações, Prescott disse que o então general britânico Peter Goldsmith assegurou aos membros do Governo que o ataque era legal, mas “não apresentou nenhuma documentação” que apoiasse essa informação.

Na passada quarta-feira, o primeiro-ministro britânico em 2003, Tony Blair, admitiu que as provas dos serviços de informação em que se baseou para apoiar a intervenção militar eram “erróneas” e pediu desculpa pelas consequências indesejáveis da guerra.

Blair sublinhou contudo que, com os dados que tinha na altura, “voltaria a tomar a mesma decisão” e frisou que o regime de Saddam Hussein suponha uma ameaça à paz mundial.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …

Especialistas alemães consideram que país já está a ter uma segunda vaga

Especialistas alemães consideram que o país já está a passar por uma segunda vaga de covid-19, ainda que não seja comparável à primeira. De acordo com o sindicato dos médicos Marburger Bund, o país já está …

Governo garante que julho foi o mês com mais testes à covid-19

O mês de julho registou o maior número de testes à covid-19, totalizando 431.178 rastreios e uma média diária de 13.909, revelou, esta quarta-feira, a secretária de Estado da Saúde. Na conferência de imprensa para fazer …

Imprensa chinesa acusa EUA de "abuso de poder" para roubar TikTok

Um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC) acusou esta quarta-feira os Estados Unidos (EUA) de "abusarem do seu poder" para "roubarem" o TikTok, ao forçarem a venda da aplicação de vídeos detida pela empresa …

"Poder militar supremo". Duas semanas de estado de emergência em Beirute

O Governo libanês decretou, esta quarta-feira, o estado de emergência por duas semanas em Beirute, na sequência das explosões no porto da capital. O último balanço feito pelo Governo aponta para 135 mortos. Pelo menos 135 …

43% dos restaurantes pondera avançar para insolvência

Cerca de 43% das empresas de restauração e bebidas e de 17% do alojamento turístico ponderam avançar para insolvência, informa o mais recente inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). "No …