Ventura expulso definitivamente do Twitter

1

Luís Forra / Lusa

André Ventura

Após três suspensões ao longo do último ano, André Ventura foi expulso do Twitter. A rede social avisou o líder do Chega que a sua conta não será restabelecida por violação das regras.

O Twitter não vai restaurar a conta de André Ventura. “A conta foi suspensa e não será restaurada por violar os Termos de Serviço” da rede social, sobretudo, “as regras contra condutas de ódio”, revelou.

“É contra as nossas regras promover a violência contra ou atacar diretamente ou ameaçar outras pessoas com base na sua raça, etnia, orientação sexual, género, igualdade de género, afiliação religiosa, idade, deficiências ou doença”, lê-se na mensagem, a que a CNN Portugal teve acesso.

A conta foi suspensa na segunda-feira e, segundo Ventura, estariam em causa declarações sobre a “imigração islâmica descontrolada, que pode ser um perigo para a União Europeia”.

Na mesma publicação, o líder partidário colocou a imagem de um ataque terrorista.

Ventura critica a decisão da rede social, considerando que está perante o sinal do “grau zero da democracia e da liberdade de expressão”. “Nunca pensei que um dia como este chegasse. Uma expulsão de uma rede social num país democrático”, disse, em declarações ao Observador.

Por esse motivo, está a ponderar recorrer para a justiça.

Além do último episódio, ocorrido esta semana, recorde-se que a rede social já tinha suspendido a conta do presidente do Chega em setembro de 2021 e também em maio do ano passado, quando André Ventura escreveu numa publicação que Eduardo Cabrita, na altura o Ministro da Administração Interna, devia ser decapitado.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.